Acesso Rápido

    Radar do mercado: Enauta (ENAT3) anuncia início da produção de poço do Campo de Atlanta e decisão favorável de concessão

    A Enauta Participações S.A., antiga Queiroz Galvão, emitiu dois anúncios ontem (24) aos seus acionistas e ao mercado em geral. Um deles diz respeito à decisão favorável da ANP para formalização da cessão da Dommo (DMMO3) do Bloco BS-4, enquanto o outro trata sobre o início da produção do terceiro poço no Campo de Atlanta.

    Quanto ao primeiro comunicado, a companhia fez referência ao processo em tramitação perante a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para formalização da cessão da Dommo Energia S.A. do Bloco BS-4, tendo em vista sua inadimplência histórica com as obrigações de aporte financeiro no consórcio e o exercício pela Barra Energia da retirada compulsória da Dommo sem compensação financeira.

     

    O pedido de cessão foi formulado pela Barra à ANP, no contexto das diversas disputas existentes entre a Dommo Energia, a Barra Energia e a Enauta a respeito do Bloco BS-4. Vale ressaltar que as companhias já consideravam a saída da Dommo, com base em decisões arbitrais de 2018, retroativas a 2017.

    Neste cenário, a empresa informou da decisão final, proferida pela ANP no dia 19 de junho, aprovando a cessão da totalidade dos direitos e titularidade da Dommo no Bloco. Sendo assim, serão firmados os instrumentos necessários à transferência formal dos 40% de participação anteriormente detidos pela Dommo para a Enauta Energia S.A (controlada da Enauta) e para a Barra Energia do Brasil Petróleo e Gás Ltda., de modo que cada uma passa a deter 50% do Bloco.

    Por meio de fato relevante divulgado ao mercado também na data de ontem, a Dommo informou que promoverá as medidas legais disponíveis para proteger os seus direitos em relação à sua participação no Bloco BS-4.

    Já no que tange ao segundo comunicado, a companhia informou que a produção do terceiro poço no Campo de Atlanta foi iniciada em 21 de junho de 2019. Este terceiro poço, que atualmente está em fase de estabilização, completa o Sistema de Produção Antecipada (SPA), que produziu o primeiro óleo no campo em maio de 2018.

    A Enauta Energia é operadora do Bloco BS-4, localizado na Bacia de Santos, comportando Atlanta. Já o Campo de Atlanta, por sua vez, é um campo de óleo do pós-sal, situado a 185 quilômetros da cidade do Rio de Janeiro, em lâmina d’água de aproximadamente 1.500 metros.

    A sonda Laguna Star, responsável por finalizar as atividades do terceiro poço, iniciará a intervenção nos dois primeiros poços produtores ainda neste mês, de acordo com a Enauta.

    “Estamos satisfeitos em informar que as atividades para início da produção do terceiro poço foram concluídas e o Campo de Atlanta já atingiu o marco de 5MM de barris produzidos. A partir de agora, avançaremos com as atividades para restaurar a capacidade de produção dos dois primeiros poços produtores e tudo indica que ao final das intervenções a média diária do Campo de Atlanta atinja 25 a 27 mil barris por dia, com aumento substancial da receita”, ressaltou o diretor de produção da Enauta, Danilo Oliveira.

    No mais, cabe lembrar que a Enauta é uma companhia que atua na exploração, produção e comercialização de gás, petróleo e seus derivados. Além disso, é a única empresa privada brasileira a operar na área premium do pré-sal da Bacia de Santos. Seu portfólio atual é tal qual é mostrado na tabela abaixo:

    Entretanto, não é possível observar um histórico consistente de resultados da Enauta, de modo que aguardamos pacientemente seu progresso, de fora de um investimento no papel.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    1 comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Marcelo Airoso Pimentel 25 de junho de 2019

      Quero chegar a 100 mil enat3 antes de se furar o poço em Sergipe. Pq aí o céu é o limite.

      Responder