Acesso Rápido

    Radar do mercado: Embraer (EMBR3) esclarece notícia veiculada na imprensa

    Radar do mercado: Embraer (EMBR3) esclarece notícia veiculada na imprensa

    Na data de ontem (26), a Embraer S.A. apresentou ao mercado e aos seus acionistas os esclarecimentos a respeito de notícia veiculada na imprensa, conforme ofício enviado pela B3 – Brasil, Bolsa, Balcão.

    No ofício, constava a solicitação de esclarecimento da notícia divulgada em 24/09/2019 na mídia Reuters Brasil, sob o título “Trabalhadores da Embraer entram em greve, diz sindicato”.

    Na notícia, consta a informação de que os metalúrgicos da Embraer, em São José dos Campos (SP), entraram em greve por tempo indeterminado na última terça-feira (24).

    E-book: Comece a Investir na Bolsa

    Comece a investir! Saiba tudo que você precisa saber para dar os seus primeiros passos na Bolsa com o nosso Manual Gratuito do Investidor Iniciante!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    De acordo com o sindicato local, a produção da fabricante de aviões está 100% parada.

    Dessa forma, a B3 solicitou que a empresa se manifeste a respeito da veracidade da notícia, e, caso afirmativo, explique os motivos pelos quais entendeu não se tratar de fato relevante, bem como comentar outras informações julgadas importantes sobre o tema.

    Por sua vez, a Embraer esclareceu que, no dia 24 de setembro de 2019, um sindicato que representa os seus empregados realizou um bloqueio dos principais acessos à Unidade da empresa em São José dos Campos.

    Apesar do atraso na entrada à fábrica, a companhia operou com cerca de 80% de suas equipes.

    Além disso, na manhã de 25 de setembro de 2019, a paralisação parcial na referida unidade foi suspensa, com a retirada dos bloqueios das portarias, e a Embraer operou com 100% da sua força de trabalho.

    Adicionalmente, a empresa comunicou que essa movimentação ocorre no âmbito das negociações coletivas de trabalho para o período 2019/2020.

    Por último, a Embraer reiterou o seu compromisso de manter seus acionistas e o mercado informados sobre quaisquer temas considerados relevantes.

    Acreditamos que esse fato foi algo pontual na Embraer. Ainda assim, mantemos o nosso racional a respeito da empresa. Ou seja, consideramos o seu setor de atuação de difícil previsibilidade e sem nenhuma característica que desperte considerável interesse. Portanto, seguimos de fora do ativo.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    1 comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Antonio José Grison 27 de setembro de 2019

      Agradeço pela informação esclarecedora.

      Responder