Acesso Rápido

    Radar do Mercado: São Martinho (SMTO3) informa guidance de produção da safra 2021/2022

    Radar do Mercado: São Martinho (SMTO3) informa guidance de produção da safra 2021/2022

    A São Martinho, uma das maiores produtoras de açúcar e etanol do Brasil, informou ao mercado o seu guidance operacional para a safra 2021/2022.

    Segundo a orientação passada pela empresa sobre as suas projeções oficiais, o volume de moagem de cana-de-açúcar previsto para a safra 2021/2022 está estimado em aproximadamente 20,5 milhões de toneladas.

    O número, inferior em comparação com a safra anterior, é reflexo da forte estiagem presente no país, que afeta a produtividade dos canaviais da companhia atualmente.

    O açúcar total recuperável (ATR) médio esperado, que mede a soma total dos açúcares contidos na cana-de-açúcar, efetivamente aproveitados no processo industrial para a produção de açúcar e álcool, está em linha com a safra realizada em 2020/2021, em 146 kg/ton.

    Considerando as condições de mercado atuais e esperadas ao longo da safra, a companhia estabeleceu um mix de produção de 58% para etanol e 42% para açúcar. Na safra anterior, o açúcar representou 47%, enquanto o etanol ficou com 53% do mix.

    A quantidade de cana processada, assim, deve retrair em 8,9%, com a produção de açúcar diminuindo em 18,7% e a produção de etanol permanecendo muito semelhante em relação à base de comparação.

    Para sua vertente de cogeração de energia elétrica, a empresa sucroenergética espera uma produção de 833 mil MWh, em comparação aos 880 mil MWh registrados anteriormente.

    Vale destacar que, ainda em 2021, a companhia obteve um financiamento de R$ 941,6 milhões, aprovado pelo BNDES para investir em novas usinas.

    A empresa almeja construir silos de armazenamento de grãos e uma nova planta de etanol de milho em Boa Vista (GO), além de implementar uma termelétrica em Pradópolis (SP) com 40 MW de capacidade instalada. Com investimentos que devem somar R$ 1,2 bilhão, a previsão é de que essas iniciativas estejam concluídas até 2026.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *