Acesso Rápido

    Radar do Mercado: Petrobras (PETR4) divulga teaser referente à venda de sua participação na Deten Química

    Radar do Mercado: Petrobras (PETR4) divulga teaser referente à venda de sua participação na Deten Química

    A Petrobras (PETR4) deu início ao processo de venda da totalidade de sua participação de 27,88% na Deten Química. Para isso, a petroleira publicou, na quarta-feira (02/06), a divulgação de oportunidade (teaser) para potenciais investidores interessados na Deten.

    Segundo a Petrobras, a transação da venda está de acordo com sua estratégia de otimização do portfólio e de alocação de capital da companhia, com intuito de maximizar o valor para seus acionistas.

    A Deten, fundada em 1981, atua na fabricação e comercialização das principais matérias-primas utilizadas na produção de detergentes biodegradáveis líquidos e em pó.

    A empresa está localizada no maior polo industrial do Brasil, em Camaçari, na Bahia, onde estão mais de 90 companhias industriais.

    Ela é produtora de Linear Alquil Benzeno Sulfonato de Sódio (LAS), Alquilado Pesado (ALP) – utilizado em aditivos lubrificantes e óleo têxtil –, e é a única fabricante nacional de Linear Alquil Benzeno (LAB). Os seus principais insumos são benzeno, parafina normal e enxofre.

    A Deten conta com clientes multinacionais e de varejo locais, como Unilever, Ypê e Bombril.

    Em 2020, foram produzidas 207 mil toneladas de LAB (com capacidade instalada de 230 mil toneladas de LAB) e 83 mil toneladas de LAS (com capacidade instalada de 120 mil toneladas de LAS).

    Além da Petrobras, o seu principal acionista é a Petresa, do Grupo Cepsa, com 69,78% de participação acionária.

    Os requisitos de elegibilidade para os compradores interessados são informados em seu teaser.

    Para os investidores estratégicos, o potencial comprador, seja de capital aberto ou fechado, deve possuir um valor patrimonial líquido contábil de, ao menos, US$ 130 milhões.

    Para os investidores financeiros, o potencial comprador deve possuir pelo menos US$ 260 milhões em ativos sob gestão. O assessor financeiro exclusivo da Petrobras, responsável pela mediação da transação, é o Banco Santander Brasil.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *