Acesso Rápido

    Radar do Mercado: B3 (B3SA3) comunica mudanças nas tarifas para renda variável e balcão

    Radar do Mercado: B3 (B3SA3) comunica mudanças nas tarifas para renda variável e balcão

    A B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão comunicou as novas políticas de tarifação para determinados serviços no mercado de renda variável e mercado de balcão, dentre eles: negociação e pós negociação no mercado à vista, central depositária e empréstimo de ativos.

    No mercado de renda variável, a empresa destacou que as mudanças ocorrem dentro de um contexto de aumento significativo dos volumes negociados no mercado de ações.

    Essas mudanças estão em linha com o objetivo da B3 de compartilhar com os clientes os benefícios dos ganhos de escala e alavancagem operacional, com o uso de mecanismos de preço que estimulem o aumento dos volumes negociados e a expansão dos clientes pessoa física.

    Para os serviços de negociação e pós negociação no mercado a vista de renda variável, serão reduzidas as tarifas para investidores que negociam volumes maiores, sendo esse processo automático, de acordo com o aumento do volume de cada investidor.

    Também será criado um Programa de Incentivo para Grandes Day Trades e segmentação das tarifas entre Tarifa de Negociação, Tarifa de Contraparte Central e Tarifa de Transferência de Ativos (TTA).

    Na central depositária, a tarifa mensal de manutenção de conta de custódia cairá para zero e haverá alterações na Tarifa sobre o Valor em Custódia.

    Outro ponto será a criação de Tarifa sobre o Processamento de Proventos Financeiros e isenção total das Tarifas sobre o Valor em Custódia e sobre o Processamento de Proventos Financeiros para os investidores com valor em custódia inferior a R$ 20 mil.

    A empresa comunicou que essas alterações têm como objetivo o estímulo do crescimento da base de investidores pessoas físicas com a remoção de tarifas fixas e isenção para pequenos investidores.

    Essas práticas estão alinhadas às práticas de outras Centrais Depositárias ao redor do mundo, que consideram os custos e riscos desses processos e cobram pelo processamento de proventos.

    Já o empréstimo de ativos na renda variável terá uma nova tarifa percentual baseada na taxa do contrato e tarifas menores para negociação eletrônica, em contrapartida à negociação em balcão.

    A esse respeito, a B3 enfatizou que “o desenvolvimento do serviço de empréstimo de ativos ocupa papel central na sofisticação do mercado brasileiro” e com as alterações de tarifa, será possível estimular esse desenvolvimento por meio da redução de custos e introdução de incentivos para tornar o processo cada vez mais eletrônico e transparente.

    A definição da data de implantação das mudanças tarifárias no mercado de renda variável dependerá de consultas ao mercado que considerarão os prazos para que as corretoras e outros participantes atualizem os seus sistemas.

    Já no mercado de balcão, a tabela de tarifas é atualizada anualmente para a incorporação de adequações e mudanças a fim de refletirem as necessidades dos clientes, além da atualização pela inflação de algumas tarifas fixas.

    As principais mudanças visam a simplificação da cobrança com a unificação de tarifas e eliminação de tarifas fixas, gerando maior previsibilidade para os investidores e viabilização do registro de transações de menor tamanho.

    Será feita uma adequação da tarifa, considerando os produtos de maior e menor complexidade, bem como a intensidade do uso da infraestrutura da B3 e a adequação da tarifa cobrada de fundos de investimento, de acordo com o tamanho do seu patrimônio líquido, reduzindo as tarifas para fundos de menor porte.

    Por último, a B3 comunicou que essa nova política de tarifação para o mercado de balcão entra em vigor a partir do dia 02 de janeiro de 2020, não sendo esperados impactos significativos nos resultados da empresa no curto prazo.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    10 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Alexandre 3 de janeiro de 2020

      Não está na hora de aumentar esses 20 mil ..quase 5 anos sem ter um reajuste…
      Teria que estar hj na casa dos 30 mil para pagar imposto

      Responder
    • Dan 3 de janeiro de 2020

      Isso é bom!

      Responder
    • Fábio Barros 3 de janeiro de 2020

      Eles falam, no site, de uma taxa de manutenção de custódia de 111,36 reais que eu nunca ouvi falar. Mas agora estão colocando outra taxa de valor em custódia que se eu pagar não vai ter desconto, e como fica a taxa dos proventos? Não achei nada sobre.

      Responder
      • Suno Research 7 de janeiro de 2020

        Sugiro entrar em contato com a instituição.

        Responder
    • Neilton Batista 3 de janeiro de 2020

      Se eu entendi direito vão cobrar sobre os proventos, será que já não basta o governo, agora a bolsa tb, e disse que é para incentivar o investidor, lorota…

      Responder
    • vanderlei 3 de janeiro de 2020

      obrigado a todos da suno pelo material de extrema importancia

      Responder
    • pedro 5 de janeiro de 2020

      ola 1297

      Responder
    • Roger L. 6 de janeiro de 2020

      Excelente informativo e boas notícias !

      Responder
      • Suno Research 6 de janeiro de 2020

        Que bom que gostou, nos esforçamos para trazer sempre o melhor conteúdo possível!

        Responder
    • Rafael 9 de janeiro de 2020

      A tarifa de custodia variável subiu para 0,05% do montante. Esta tarifa continua sendo anual? Qual a data base para este calculo e qual será a forma do pagamento para esta tarifa?

      Responder