Acesso Rápido

    Mercantilismo: o que era e como funcionava esse sistema econômico?

    Mercantilismo: o que era e como funcionava esse sistema econômico?

    A política econômica mundial vem evoluindo ao longo dos tempos. Assim, um dos sistemas econômicos que caracterizou a Revolução comercial e formou as bases do capitalismo moderno foi o mercantilismo.

    O mercantilismo foi um conjunto de práticas econômicas que vigorou entre o século XVI -XVIII, tendo profundos impactos no mundo todo. Além disso, esse sistema utilizada de diversas medidas como protecionismo alfandegário a fim de proteger a economia da época.

    O que é Mercantilismo?

    O Mercantilismo foi um conjunto de medidas político-econômicas que predominou em alguns países europeus após o feudalismo, iniciando a Idade Moderna.

    Logo, os mercantilistas defendiam a tese de que a riqueza de uma nação era medida pela quantidade de metal que acumulassem. Consequentemente, o poder do Estado crescia proporção em que tivesse entesourado metais

    Assim sendo, através de um governo absolutista, várias medidas foram tomadas em prol da acumulação de ouro e prata. Tudo isso para tornar o país autossuficiente e fortalece-lo em tempos de guerra.

    Guia de Economia para Investidores

    Confira os principais conceitos econômicos e aprenda como a economia pode influenciar seus investimentos com o nosso ebook gratuito de Economia para Investidores!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Quais são as características do Mercantilismo?

    O mercantilismo não era um sistema bem definido e por isso tinha características peculiares conforme as necessidades do país. Porém, as características que predominavam nesse conjunto de práticas econômicas eram:

    Dessa forma, os governos mercantilistas tinham por objetivo central proteger a economia nacional através de medidas como protecionismo alfandegário, expedições marítimas, metalismo, entre outras.

    O metalismo, também chamado de bulionismo, acreditava que um país era rico na medida em que tivesse muito ouro e prata acumulados.

    Já o protecionismo, acreditava que através de uma balança comercial positiva, ou seja, exportação superior à importação, era possível acumular mais metais. Isso era possível através de medidas como sobretaxar os produtos importados para beneficiar a produção nacional.

    Na intervenção do Estado na economia predominava o poder absolutista em que um Estado centralizador e autoritário possibilitaria a expansão econômica. Portanto, o Estado financiava expedições marítimas, regulava impostos, concedia monopólios à burguesia, além de outras medidas.

    Sendo assim, as expansões marítimas ocorriam em busca de mais metais preciosos, alguns países europeus resolveram expandir suas fronteiras para buscar novos mercados.

    Por fim, para o domínio da atividade econômica, os monopólios eram estabelecidos entre a burguesia e o Estado. Além disso, foi muito utilizado nas relações comerciais entre a colônia e a metrópole.

    Como foi o Mercantilismo no Brasil?

    A expansão marítima conduzida por países como Espanha e Portugal levou a descoberta de novas terras, entre elas o Brasil.

    Em decorrência disso, Portugal estabeleceu com o Brasil um sistema de colonização chamado de pacto colonial. Nesse sistema a nossa colônia fornecia a metrópole metais preciosos e matéria-prima em troca de produtos manufaturados.

    Ou seja, o Brasil foi sujeito passivo nas relações comerciais mercantilistas, visto que havia imposição de Portugal quanto à exclusividade na comercialização de produtos.

    Dessa forma, a balança comercial era muito desfavorável para o território brasileiro, que acaba dando mais do que recebia em troca.

    Portanto, a colônia brasileira era vista unicamente como uma fonte de enriquecimento de metrópole, sem nenhuma visão de longo prazo para o uso dessas terras.

    5 Amostras Gratuitas para você conhecer a Suno!

    Conheça a Suno: cadastre-se e receba 5 amostras totalmente gratuitas dos relatórios e materiais que enviamos aos nossos assinantes.

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Quais são as críticas ao Mercantilismo?

    Um dos maiores críticos a esse sistema foi Adam Smith, considerado por muitos como o criador do liberalismo econômico.

    Isso porque,  segundo ele, a riqueza de uma nação não deve ser proveniente do acumulo de metais e sim através do trabalho. Além disso, baseado em conceitos liberais, Smith acreditava que o Estado não deveria intervir na economia.

    Portanto, as práticas mercantilistas eram totalmente contra as medidas liberais, que acreditavam que a mão invisível do mercado era capaz de regular a economia.

    Dessa forma, a economia deveria ser regida por leis naturais de oferta e demanda. Essa teoria também foi defendida pelos fisiocratas, que, além disso, criticavam o mercantilismo ao afirmar que a riqueza de um país provem da agricultura.

    Entretanto, vale notar que o mercantilismo como sistema econômico não existe mais faz alguns séculos. Contudo, sua influência econômica pode ser percebida ainda nos dias atuais, onde nações modernas continuam atuando para alcançar uma maior influência global.

    Ainda possui dúvidas sobre mercantilismo? Comente abaixo!

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    13 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • sjh 16 de julho de 2020
    • Mariany Flauzino Marques 27 de novembro de 2020

      Em que ano período aconteceu a prática do mercantilismo

      Responder
      • Suno Research 30 de novembro de 2020

        Olá, Mariany! Tudo bem?
        Não existe uma data certa. O mercantilismo foi uma prática econômica desenvolvida entre o século XV e o final do século XVIII.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • Lívia 23 de fevereiro de 2021

      O que a filosofia econômica do mercantilismo pregava ?

      Responder
      • Suno Research 24 de fevereiro de 2021

        Olá, Lívia! Tudo bem?
        Como filosofia econômica, o mercantilismo pregava princípios como protecionismo, intervenção estatal na economia, monopólio e expansão marítima.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • Julia M 17 de março de 2021

      Como era a exportação no período mercantilista?
      Se possível me conte com bastante detalhes… tenho um trabalho sobre =)

      Responder
      • Suno Research 18 de março de 2021

        Olá, Julia! Tudo bem?
        As exportações aconteciam de acordo com o avanço da expansão marítima. As expansões marítimas ocorriam em busca de mais metais preciosos, alguns países europeus resolveram expandir suas fronteiras para buscar novos mercados.
        Além disso, também existiam as rotas comerciais terrestres na região europeia e norte da África.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • William Tannuri 19 de março de 2021

      As leis mercantilistas começaram a ser aplicadas no final do século XIV e se estendem até os dias atuais com algumas de suas leis como a Balança Comercial Favorável (não citada por vocês) que é uma lei capitalista na sua essência. Ideologicamente, ou como queiram filosoficamente, o mercantilismo pretendia que o Estado controlasse a economia pelo protecionismo alfandegário (até hoje existe) e o monopólio comercial (pacto colonial) e produtivo, basicamente aplicadas nas colônias recém descobertas.
      Os reis Absolutistas financiaram as Grandes Navegações e tinham que “proteger” suas colônias impondo essas leis mercantilistas (capitalistas).

      Responder
    • William Tannuri 19 de março de 2021

      A última lei mercantilista o Metalismo ou Bulionismo foi criada por influência do Papa dom Sebastião III, que era espanhol, (país mais rico naquela época), período em que eles acumularam muitos metais preciosos em suas colônias na América. Pararam de produzir e criaram a regra de que deveria se medir a riqueza de um país pela quantidade de metais preciosos acumulados.

      Responder
    • Giovanna 21 de março de 2021

      No período mercantilista porque era fundamental a intervenção do Estado na economia?

      Responder
    • Kakashi san 30 de abril de 2021

      como seria orientado o mercado na teoria de Adam Smith ?

      Responder
    • Kely Cristina 18 de junho de 2021

      Quais eram os exemplos do protecionismo e mercantilista.?!

      Responder
    • manuela gomes 20 de agosto de 2021

      Que característica do mercantilismo poderia ajudar o brasil hoje como

      Responder