Acesso Rápido

    O que é contabilidade social e o que ela mostra sobre a economia de um país

    O que é contabilidade social e o que ela mostra sobre a economia de um país

    A macroeconomia é a disciplina que analisa o comportamento geral de uma economia. O principal objeto de estudo da macroeconomia são os agregados macroeconômicos. Estes, por sua vez, são calculados e analisados quantitativamente pela chamada contabilidade social.

    É com a contabilidade social, por exemplo, que os economistas mensuram a produção, a renda, a poupança, o investimento e todos os outros demais dados de um país ou região. Por isso, aprender o conceito por trás dessa disciplina é primordial para compreender melhor tudo que envolve a conjuntura econômica em questão.

    O que é a contabilidade social?

    A contabilidade social é um segmento da ciência econômica que consiste em uma técnica de registro e mensuração de um conjunto interligado de grandezas e demais variáveis predefinidas.

    Também conhecida como contabilidade nacional, a contabilidade social é diferente dos outros ramos das ciências contábeis. Por isso, é necessário não confundi-la a contabilidade tradicional. Por ser um tipo de análise macroeconômica, a contabilidade social deve ser entendida como um sistema diferente, que avalia a atividade econômica de forma macro (geral) – e não micro (individual), como faz a contabilidade tradicional.

    Contabilidade social

    Princípio fundamental da contabilidade social

    Assim como a contabilidade tradicional – onde o ativo é igual ao passivo somado ao patrimônio líquido, a contabilidade social também possui um princípio básico: a identidade das contas nacionais.

    Esse princípio diz que a atividade econômica pode ser mensurada por três óticas diferentes. No final, todas elas se equivalem e chegam ao mesmo resultado. São elas:

    • Produto Nacional (PN): soma de todos os bens e serviços produzidos em um período;
    • Despesa Nacional (DN): soma das despesas feitas na compra de bens e serviços finais em um período;
    • Renda Nacional (RN): soma dos rendimentos pagos trabalhadores, empresários e donos dos fatores de produção pela utilização de seus serviços em um período;

    Dessa forma, a equação básica da contabilidade social será:

    Produto Nacional (PN) = Despesa Nacional (DN) = Renda Nacional (RN);

    Como funciona o sistema de contas nacionais?

    O método de avaliação da contabilidade social consiste em hierarquizar fatos econômicos, registrar transações e agrupar dados para serem classificados de forma sistemática.

    Dessa forma, as contas nacionais contabilizam os agentes, os fluxos econômicos e os estoques de ativos e passivos em um esquema que representa, de forma simplificada, o funcionamento da economia.

    A partir disso, a contabilidade social formula, dentre outras informações, as seguintes contas nacionais:

    Produto Nacional

    • PN = (Valor Agregado Primário +Valor Agregado Secundário +Valor Agregado Terciário) + Impostos sobre Importação + Impostos sobre Valor Acrescentado;

    Produto Interno Bruto

    • PIB = Consumo + Investimentos + Gastos do Governo + Exportações – Importações;

    Renda Nacional

    • RN = Salários + Juros + Aluguéis + Lucros;

    Produto Nacional Bruto

    • PNB = PIB + (Lucros Recebidos do Exterior – Lucros Enviados ao Exterior);

    Produto Nacional Líquido

    • PNL = PNB – Amortizações;

    Produto Interno Líquido

    • PIL = PIB – Amortizações;

    Poupança

    • S = Renda Nacional – Consumo;

    Investimento

    • I = Produto Nacional – Consumo;

    Como todas as contas nacionais estão, de alguma forma, relacionadas umas com as outras, a lógica utilizada para organizar a contabilidade social torna possível a representação da atividade econômica em um ciclo. Sendo assim, a produção gera renda, que por sua vez gera despesas que, no final das contas, alimenta a própria produção.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    1 comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • EVERTON 3 de junho de 2020

      Para responder essa questão, considere que o município de Monte Belo, no aspecto orçamentário, segue os termos do artigo 35 da Lei Federal nº 4.320/64. Além disso, considere os dados abaixo:

      O município de Campo Belo, localizado em uma região central do Brasil, realizou, no período de janeiro a agosto de 2015, as seguintes operações:
      – Recebimento de IPTU inscrito em dívida ativa em 2014: R$ 90.000,00
      – Pagamento de despesa do exercício de 2014, inscrita em restos a pagar: R$ 60.000,00
      – Inscrição de ISS, vencido em 2014, em dívida ativa: R$ 20.000,00
      – Pagamento de despesa empenhada em 2015: R$ 10.000,00
      – Recebimento de receita de alienação de bens imóveis: R$ 50.000,00
      – Despesas empenhadas e liquidadas em 2015, ainda não pagas: R$ 30.000,00
      – Recebimento em dotação de dois computadores: R$ 5.000,00
      – Incorporação de dívidas passivas: R$ 15.000,00

      As despesas realizadas no período citado, considerando o regime contábil de competência, somam, em reais:

      Consegue me auxiliar nesta questão?

      Responder