Acesso Rápido

    CGE: a certificação ANBIMA para gestores de fundos estruturados

    CGE: a certificação ANBIMA para gestores de fundos estruturados

    A ANBIMA é responsável por várias certificações do mercado financeiro, como é o caso da CGE (Certificação de Gestores ANBIMA para fundos estruturados).

    Assim, é interessante, sobretudo para os profissionais da área, conhecer mais a fundo a certificação CGE e entender quais profissões demandam essa certificação.

    O que é CGE?

    A Certificação de Gestores para Fundos Estruturados da ANBIMA (CGE) habilita e capacita profissionais atuarem no segmento de gestão de recursos de terceiros com produtos estruturados.

    No mercado financeiro, basicamente, produtos estruturados são aqueles que envolvem um ou mais derivativos, que são contratos que a maior parte do seu valor advém de uma taxa de referência, índice ou algum ativo subjacente.

    E-book: Aprenda como analisar uma ação

    Baixe gratuitamente o nosso ebook e conheça os principais critérios para se analisar uma ação antes de investir!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Portanto, os profissionais CGE são aqueles que podem ser gestores de fundos compostos também por produtos desse perfil, o que torna a formação desse profissional mais complexa.

    Antigamente, o CGA já habilitava os profissionais para atuar como gestores de fundos estruturados.

    No entanto, com a nova certificação para gestores, há uma especialização clara do profissional para atuar com esse tipo de fundo.

    Tradicionalmente a prova do CGA acaba focando mais em fundos tradicionais, por isso foi entendido a necessidade criar uma cerificação com mais especificidades como a CGE.

    Para ser um bom gestor de fundo, é fundamental ter vasto conhecimento sobre o mercado financeiro e economia. Quer conhecer livros que podem te ensinar muito sobre economia e mercados? Então baixe o Ebook 10 Livros que Todo Investidor Deveria Ler.

    Quais as profissões que a CGE possibilita atuar?

    Uma definitiva importância das certificações disponibilizadas pela ANBIMA é a possibilidade fornecida para o profissional certificado para atuar em determinados segmentos do mercado financeiro.

    Assim, para compreender mais o CGE ANBIMA, é interessante saber quais as profissões que o certificado possibilita que o profissional atue.

    Diferente da CFG, que é introdutória no mercado de fundos não possibilitando que o cargo de gestor seja ocupado, e até mesmo da CGA, que não tem muita profundidade em produtos estruturados, O CGE possibilita que o profissional atue na gestão de:

    • FIIs – Fundos de Investimento Imobiliário;
    • FIPs – Fundos de Investimento em Participações;
    • FIDCs – Fundos de Investimento em Direito Creditório.

    Basicamente, a certificação será obrigatória para profissionais que ocupem cargos com poder de decisão de compra e venda de ativos que compõem fundos estruturados com capital de terceiros.

    Como funciona a prova para obter a certificação?

    Para conseguir a certificação, é necessário se submeter a uma prova elaborada pela ANBIMA.

    No entanto, anteriormente, o profissional já deve ser portador de algumas das certificações do mercado financeiro listadas abaixo:

    • CFG (Certificação ANBIMA de Fundamentos de Gestão);
    • CFA (Chartered Financial Analyst);
    • CAIA (Chartered Alternative Investment Analyst).

    Para ser aprovado no exame da CGE, é necessário um aproveitamento de pelo menos 70% das 45 questões que compõem a prova. Ou seja, é preciso acertar no mínimo 32 questões.

    A prova tem duas horas e meia de duração e aborda 8 principais temas:

    • Investimentos imobiliários;
    • Private Equity;
    • Securitização de recebíveis;
    •  Fundos de índice;
    •  Investimentos no exterior;
    •  Avaliação de desempenho;
    •  Gestão de risco;
    •  Legislação, regulação e tributação.

    Esse artigo te ajudou a conhecer mais a fundo a CGE? Deixe comentários e possíveis dúvidas no espaço abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *