Semana do ESG

Weg (WEGE3) anuncia investimento para produzir maior aerogerador no país

Weg (WEGE3) anuncia investimento para produzir maior aerogerador no país
Weg (WEGE3). Foto: Divulgação/Weg

A Weg (WEGE3) anunciou nesta segunda (4) o investimento na produção do que deve ser o maior aerogerador em operação para o mercado brasileiro. As informações são do Valor Investe.

Diferente da plataforma de 4,2 MW fabricada atualmente pela Weg, que se destaca pelo foco nas especificidades de vento e condições climáticas do Brasil, o novo aerogerador tem potência de 7 megawatts (MW) e 172 metros de diâmetro de rotor, com características adaptadas para também atender outros mercados.

O anúncio vem em meio a uma onda de investimento da empresa em desenvolvimento, engenharia, testes e validação da tecnologia, assim como em ativos para fabricação e instalação desses equipamentos.

A fabricação dos novos aerogeradores acontecerá inicialmente no Brasil, no parque fabril de Jaraguá do Sul (SC), onde a empresa já produz esses equipamentos e tem um centro de operações eólico que realiza o monitoramento e a análise de sua frota no país.

Conforme o melhor cenário, o protótipo do novo aerogerador deve entrar em operação no início de 2024 e a produção seriada deve começar no ano seguinte.

Weg (WEGE3): XP contraria tese de ‘ação cara’ e recomenda compra

Mesmo após uma queda de 30% nos últimos seis meses, uma fatia relevante do mercado ainda aponta a Weg como uma ação ‘cara’, próxima do seu preço justo. Estaria pouco atrativa, com remota perspectiva de alta. Os analistas da XP Investimentos, contudo, deram um parecer ‘contra a maré’, afirmando que as ações da Weg não estão caras. Recomendam compra para os papéis.

“Embora uma contração dos múltiplos deva ser razoável após o aumento recente das taxas de juros, não vemos os níveis atuais de valuation refletindo as fortes perspectivas de crescimento e spreads de retorno da Weg, quando comparado às tendências recentes. Reforçamos nossa visão positiva em relação à ação da Weg, vendo a empresa como um raro alinhamento de crescimento e retorno”, dizem os analistas.

A recomendação de compra tem como preço-alvo R$ 45 por ação, praticamente o dobro da cotação atual do papel WEGE3.

Os analistas veem múltiplos atrativos considerando:

  • Altas expectativas de crescimento, dado o sólido posicionamento da empresa em mercados em expansão (“Esperamos que os lucros de 2022-25 cresçam em um CAGR [crescimento composto] de cerca de 19%”, diz a XP)
  • Altos retornos sustentáveis ​​(retorno sobre o patrimônio líquido, ou ROE (Retorno sobre o patrimônio), em 2022 de cerca de 26% vs. um custo de capital próprio de cerca de 13%)

Além disso, os analistas Lucas Laghi e Pedro Bruno destacam a recente contração dos múltiplos da WEG como excessiva, dado o consenso atual indicando um preço por lucro de 24,7x ante um pico de 65x.

Múltiplos atuais não refletem ‘spread forte’ da Weg

Segundo a casa, isso ocorre porque o múltiplo é visto em função de dois fatores principais: o crescimento dos lucros nos próximos anos e os spreads de retorno (a diferença entre o retorno sobre o patrimônio líquido da empresa e seu custo de capital próprio).

“Enquanto o custo do capital próprio também reflete fatores macroeconômicos relacionados ao ambiente de risco em que a empresa está imersa (como taxas de juros de longo prazo), o crescimento e os retornos aparecem como variáveis ​​relacionadas aos fundamentos de uma empresa”, ressaltam os analistas.

Dito isso, a XP enxerga “que o atual múltiplo PEG (Índice de Crescimento de Ganho de preço) da WEG de 1,8x não reflete o forte spread de retorno atual da empresa quando comparado às tendências histórica”.

“Nesse sentido, vemos nosso preço-alvo de R$ 45/ação, refletindo melhor o raro alinhamento de crescimento e retorno que esperamos para a empresa”, concluem os analistas sobre a Weg.

Redação Suno Notícias

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO