Semana do ESG

IRB (IRBR3) e Gol (GOLL4) estão entre as small caps que mais caíram em julho; Veja o ranking

Como os juros nos EUA afetam seus investimentos. Saiba mais!

O SMLL, índice representativo das principais small caps da bolsa de valores brasileira, teve uma alta de 5,16% no mês de julho, encerrando esse período com aproximadamente 1.997 pontos. O índice interrompeu três baixas mensais seguidas, obtendo o melhor desempenho em um mês desde março de 2022.

A valorização das small caps aconteceu em linha com o contexto de recuperação parcial do mercado de ações, assim como de outros ativos de renda variável. Esse desempenho pode ser observado por meio do IFIX, por exemplo, com uma alta mensal de 0,66%, enquanto o Ibovespa teve subiu 4,69% no período.

Mesmo com o risco de recessão global que ganhava força até a metade de julho, assim como o contexto de incertezas do mercado doméstico com a PEC Kamikaze e ano de eleições, esses fatores foram de certa forma amenizados pelos investidores até o final do mês, beneficiando os ativos de renda variável.

Na primeira semana do mês de julho, o índice de small caps teve um desempenho mais estável entre perdas e ganhos, mas em seguida, teve uma semana de crescimento até o dia 11. Posteriormente, ele retornou a uma tendência parcial de queda. O cenário acabou sendo mais positivo na reta final do mês.

A pontuação de abertura do SMLL foi de 1.889 pontos. A mínima foi alcançada em 5 de julho, a 1.852 pontos. O valor máximo aconteceu na última sessão do mês, com o registro de 2.007 pontos.

Algumas small caps impactaram de forma negativa o índice SMLL. Entre as quedas, o destaque foi a Qualicorp (QUAL3), que variou -12,99%. Outra small cap que se destacou no período foi a Camil (CAML3), com uma baixa de 12,10% em seu valor.

Outras small caps que se destacaram de forma negativa foram a IRB Brasil (IRBR3), caindo 11,57%, e Unipar (UNIP6), com queda de 10,76%. Fechando essa lista das 5 maiores desvalorizações, está a ação do Gol (GOLL4), que teve uma baixa de 9,03% em julho.

Veja quais são as 5 small caps que mais caíram em julho:

  • Qualicorp (QUAL3): -12,99%
  • Camil (CAML3): -12,10%
  • IRB Brasil (IRBR3): -11,57%
  • Unipar (UNIP6): -10,76%
  • Gol (GOLL4): -9,03%

Como funciona o índice de small caps (SMLL)?

Conforme informações da B3, o Índice de Small Caps (SMLL) corresponde a uma carteira teórica de ações, com seus critérios e metodologias que foram estabelecidas pela bolsa de valores brasileira. O objetivo do SMLL é medir a performance média de preço das ações de empresas com uma capitalização de mercado mais baixa.

As companhias que fazem parte do índice devem estar listadas na B3. mas elas não compõem a lista de empresas que correspondem a 85% da capitalização total de mercado da bolsa.

Outro critério é que as empresas da SMLL precisam fazer parte da lista de 99% das companhias mais negociados da B3. A categoria que se encontra abaixo das small caps são os papéis com preço de negociação menor que R$ 1,00, chamadas de “penny stocks”.

O SMLL não é um ativo que permite a negociação na bolsa, visto que ele representa apenas uma carteira teórica representativa. Apesar disso, os investidores podem comprar e vender um conjunto de small caps com as ETFs, como a iShares BM&FBovespa Small Cap Fundo de Índice (SMAL11).

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO