Ibovespa: Locaweb (LWSA3) e Banco Inter (BIDI11) sofrem maiores quedas

Ibovespa: Locaweb (LWSA3) e Banco Inter (BIDI11) sofrem maiores quedas
Locaweb. Foto: Divulgação

Duas novas empresas do índice Ibovespa – a Locaweb (LWSA3) e o Banco Inter (BIDI11) – estão entre as cinco maiores baixas desta semana. Além disso, o Pão de Açúcar (PCAR3), a B2w (BTOW3) e a Taesa (TAEE11) também foram ladeira abaixo na semana encerrada ontem. Confira o tamanho do tombo destes ativos:

  • Locaweb caiu 13,76%
  • Pão de Açúcar caiu 9,8%
  • Banco Inter caiu 9,37%
  • B2W caiu 7,19%
  • Taesa caiu 7,06%

1. Locaweb lidera baixas do Ibovespa

Após ser incluída na composição do Ibovespa, a Locaweb liderou as baixas do índice, caindo 13,76% na semana, cotada a R$ 24,81.

A empresa não foi alvo de notícias negativas ao longo da semana, e a queda pode ter sido causada por um movimento de realização de lucros, antes da divulgação do resultado, que sai nesta quarta-feira.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

2. Pão de Açúcar

Segunda maior queda da semana, o Grupo Pão de Açúcar trouxe nesta semana seus números trimestrais, que não empolgaram o mercado. A empresa teve lucro líquido de R$ 127 milhões no primeiro trimestre de 2021, revertendo o prejuízo de R$ 119 milhões registrados no mesmo período do ano passado.

receita líquida do Pão de Açúcar totalizou R$ 12,4 bilhões nos primeiro três meses do ano, avanço de 4,9% em relação ao primeiro trimestre de 2020. Já o Ebitda ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 935 milhões, alta de 36% na comparação de base anual.

No mesmo dia, o conselho de administração do Grupo Pão de Açúcar, aprovou uma emissão de debêntures simples no montante de R$ 1,5 bilhão. No entanto, as ações da empresa recuaram 9,8% na semana, fechando a sexta-feira cotadas a R$ 36,74.

3. Banco Inter

Assim como a Locaweb, o Banco Inter integrou recentemente a carteira do Ibovespa. Nesta semana, o papel do banco recuou 9,37%, à espera do resultado trimestral da instituição, que será divulgado na próxima terça-feira.

Apesar da baixa recente, a unit do banco sobe quase 25% em 30 dias e mais de 700% no acumulado anual.

 

 

4. B2W

A varejista B2W divulgou nessa quinta-feira (6) seus resultados no primeiro trimestre desse ano. A companhia encerrou o mês de março com um prejuízo de R$ 163,6 milhões, contra um prejuízo de R$ 108 milhões apurado no mesmo período em 2020.

Já a receita líquida da B2W, somou R$ 2,942 bilhões nos três primeiros meses do ano, o que representa uma alta de 73,5%, quando comparada com a receita de R$ 1,696 milhões apurada no trimestre equivalente no ano passado.

O resultado não animou os investidores, e o papel caiu 7,19% na semana, para R$ 62,48.

5. Taesa ficou entra maiores baixas do Ibovespa

Outro destaque de queda do Ibovespa na semana foi a Taesa, que caiu 7,06%, a R$ 38,85. Ontem, a Cemig (CMIG4) informou ao mercado que está preparando um processo competitivo para o desinvestimento da totalidade de sua participação na empresa.

A empresa deu início na quinta-feira (6) ao processo de diligência para potenciais interessados. O prazo segue até 30 de julho, quando devem ser entregues os envelopes para participação do leilão.

O grupo mineiro possui 218.370.005 ações ordinárias e 5.646.184 ações preferenciais da transmissora, o que é equivalente a 36,97% do capital social votante e 21,68% do capital social total da Taesa, que foi a quinta maior queda do Ibovespa na semana.

 

Natalia Gómez

Compartilhe sua opinião