Semana do Fiagro

4º dia seguido de alta: Ibovespa sobe 1,22%, aos 108.232,74 pontos; Méliuz (CASH3) lidera ganhos

Ibovespa hoje fechou esta segunda-feira (16) com alta de 1,22%, aos 108.232,74 pontos, após oscilar entre 106.851,58 e 108.794,91 pontos. O volume financeiro foi de R$ 28,8 bilhões.

O quarto ganho consecutivo – melhor sequência desde as oito altas seguidas, entre 16 e 25 de março -, cada um dos quais superior a 1%, tirou nesta segunda-feira o Ibovespa do vermelho no mês: em maio, sobe agora 0,33%, colocando os ganhos do ano a 3,25%.

O índice conseguiu alcançar recuperação um pouco mais além, contando à tarde com alguma melhora de humor em Nova York, que acabou esfriando no fim para Dow Jones e S&P 500. Com bom impulso das ações de commodities, favorecidas por alta do petróleo Brent e do minério de ferro, bem como das ações de bancos, o Ibovespa hoje encerrou em alta.

Possíveis mudanças na Petrobras (PETR4)

Declarações do presidente da República, Jair Bolsonaro, acenando para a possibilidade de mais mudanças na Petrobras, contribuíram para limitar os ganhos na ação preferencial da estatal, em ajuste que se estendeu ao pós-mercado. “Tem mais coisa pra acontecer na questão da Petrobras. Já sabem o que está acontecendo. Não vou entrar em detalhes, está (sic) sempre fazendo alguma coisa para buscar alternativa”, declarou o chefe do Executivo a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada.

No quadro mais amplo, “o enfraquecimento da atividade na China ainda é um fator de preocupação para o Brasil, pelo efeito sobre as commodities. Assim, a recuperação de preços vista nas matérias-primas hoje foi determinante para o desempenho do Ibovespa na sessão, superior ao das referências em Nova York”, diz o professor Rodrigo Simôes, da FAC-SP, especialista em finanças e economia.

Nesta segunda, dados de produção industrial na China, em queda de 2,9% em abril, e retração de 11% para as vendas do varejo, ambos bem piores do que o antecipado, reverberaram. Como em maio espera-se recuperação de atividade após o que pode ter sido o pior momento da retomada de lockdown na China, tais dados foram vistos, em parte, como retrovisores, ante relativa melhora do quadro da covid no país.

Por outro lado, “os preços do petróleo ajudaram empresas brasileiras ligadas à commodity, em meio a expectativas de redução de produção por parte de países da Opep. Com menor produção, e guerra na Ucrânia ainda vigente, os preços da commodity ficam ainda mais pressionados – empurrando a inflação por aqui e no mundo, do outro lado da moeda da alta de produtos básicos”, observa Rachel de Sá, chefe de economia da Rico Investimentos.

Situação mundial da inflação

A situação da inflação no Brasil e nos Estados Unidos, e o diferente estágio no ajuste das respectivas políticas monetárias, pode estar entre os motivos do relativo descolamento dos dois mercados de ações, observado em certos momentos das últimas sessões, de recuperação mais consistente por aqui do que lá fora – considerando também os diferentes níveis de precificação dos ativos.

“Tanto Brasil quanto os EUA tiveram expressiva elevação da inflação esperada para os próximos cinco anos a partir da primeira onda do Covid-19, no início de 2020. O interessante é que o atual choque monetário, aliado aos problemas de oferta (reflexos do Covid-19 nas cadeias de suprimento global + conflito na Ucrânia), levou a expectativa de inflação americana a quase três desvios-padrão acima da média histórica. No Brasil, país que historicamente tem vivido com inflação mais alta, estamos a ‘apenas’ um desvio-padrão acima da média histórica”, aponta em relatório a Âmago Capital, destacando que, nos Estados Unidos, o “ciclo de alta da taxa de juros de curto prazo mal começou”.

A excepcionalidade da situação americana quando comparada a um quadro mais próximo ao que se conhece de Brasil, além do grau de ajuste da Selic já executado desde o começo de 2021 pelo Copom, ajuda a entender a inquietação que paira em torno do eventual grau de ajuste na política monetária da maior economia do mundo, mesmo com os recentes sinais tranquilizadores que o próprio presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, buscou emitir.

Bolsas de Nova York

As bolsas de Nova York encerraram o pregão sem direção única, mas com viés negativo. Dos três principais índices acionários de Wall Street, dois terminaram o dia em baixa, com o Dow Jones no azul apoiado por ações de petroleiras, que tiveram altas fortes ao acompanharem o preço do óleo no mercado futuro. Novos comentários do Federal Reserve em defesa do aperto monetário nos EUA e dados fraco das duas maiores potências globais pressionaram os papéis ao longo do dia.

  • Dow Jones teve alta de 0,08%, aos 32.223,42 pontos;
  • S&P 500 recuou 0,39%, aos 4.008,01 pontos;
  • Nasdaq caiu 1,20%, aos 11.662,79 pontos.

dólar à vista fechou em baixa de 0,12%, a R$ 5,0516, depois de oscilar entre R$ 5,0318 e R$ 5,1042.

O petróleo encerrou em forte alta nesta segunda, após uma sessão de certa volatilidade em que os contratos chegaram a cair cerca de 1%. A possível adesão de Finlândia e Suécia à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) aumenta a incerteza sobre as ações da Rússia em meio á guerra na Ucrânia, o que sustentou a alta do barril hoje. Além disso, o dólar fraco no exterior deixou o óleo mais barato e, desta forma, mais atraente a operadores que negociam com outras divisas. Apesar não ter seguido este movimento no fechamento, o contrato mais líquido do WTI chegou a superar o do Brent mais cedo, invertendo uma tendência histórica.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril do petróleo WTI com entrega prevista para junho fechou em alta de 3,76% (US$ 3,71), a US$ 114,20, e na Intercontinental Exchange (ICE), o do Brent avançou 2,41% (US$ 2,69), a US$ 114,24.

O contrato futuro de ouro fechou em alta, impulsionado pelo recuo do dólar ante rivais e dos rendimentos dos Treasuries, principalmente na ponta longa da curva. Além disso, o mercado segue de olho nas sinalizações do Federal Reserve (Fed) sobre a trajetória do aperto monetário.

Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para junho encerrou a sessão em alta de 0,32%, a US$ 1.814,00 a onça-troy.

No Ibovespa hoje, a queda nos juros futuros beneficiou os papéis de construtoras, que se destacaram entre as maiores altas. EzTec (EZTC3) subiu 5,22% e JHSF (JHSF3) valorizou 4,14%.

Quem liderou o ranking do campo positivo hoje foi Méliuz (CASH3), com alta de 6,25%, influenciado também pela curva de juros. SLC Agrícola (SLCE3) seguiu, com +5,42%.

As ações atreladas às commodities também foram beneficiadas no dia, com Vale (VALE3) ganhando 2,99% e Petrobras (PETR3, PETR4) valorizando 2,81% e 0,99%, respectivamente.

O setor bancário do índice também se destacou no dia: Banco do Brasil (BBAS3) subiu 0,88%, Itaú (ITUB4) registrou +1,05%, Bradesco (BBDC3, BBDC4) ganhou 2,17% e 1,67%, respectivamente e, por fim, Santander (SANB11) teve alta de 2,57%.

No campo oposto, Locaweb (LWSA3) caiu 3,11%, seguida de Embraer (EMBR3) com -3,03% e Hapvida (HAPV3) em queda de 2,24%.

Ainda se destacaram no ranking negativo os ativos de frigoríficos, em meio à notícia de que a China autorizou que 13 empresas norte-americanas do setor exportem seus produtos para o país asiático. Minerva (BEEF3) registrou -2,04% e JBS (JBSS3), -1,89%.

Maiores altas do Ibovespa:

Maiores baixas do Ibovespa:

Outras notícias que movimentaram a bolsa de valores

  • Gol (GOLL4): Paulo Kakinoff deixa comando da aérea em meio à criação de holding
  • Elon Musk é acusado pelo Twitter (TWTR34) de violar acordo de confidencialidade

Gol (GOLL4): Paulo Kakinoff deixa comando da aérea em meio à criação de holding

Gol (GOLL4) anunciou que seu Diretor-Presidente, Paulo Kakinoff, fará a transição de seu cargo tornando-se membro do Conselho de Administração. A companhia noticiou a mudança por meio de comunicado ao mercado arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), arquivado na manhã desta segunda-feira (16).

Além da mudança citada, a Gol também tornará o Vice-presidente de Operações, Celso Ferrer, o sucessor de Paulo Kakinoff enquanto Diretor-Presidente. Ferrer ocupará o cargo já a partir de 1º de julho de 2022.

Kakinoff liderava a companhia aérea a companhia desde meados de 2012, “período pelo qual passou por momentos de grande turbulência do setor e transformou a experiência do Cliente GOL”, disse a empresa em comunicado.

Por outro lado, Ferreringressou na empresa aérea em 2003, e ocupou cargos como Vice-presidente de Planejamento e Vice-presidente de Operações.

Além disso, Ferrer também também é um piloto de aeronaves Boeing 737. É formado em economia pela Universidade de São Paulo, em relações internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e possui MBA pelo INSEAD.

A mudança se dá em meio a uma criação de uma holding que inclui a Gol e a Avianca. Chamada de Grupo Abra, a companhia pode catapultar a Gol para fora da bolsa de valores brasileira.

Com a mudança societária na Gol (GOLL4), a companhia pode sair da bolsa ao criar uma holding para ser uma ‘megacompanhia’ aérea. A mudança pode implicar em uma remuneração aos acionistas sobre o preço da ação, já que a aérea pode sair da bolsa.

Elon Musk é acusado pelo Twitter (TWTR34) de violar acordo de confidencialidade

O bilionário Elon Musk disse que a equipe jurídica do Twitter (TWTR34) o acusou de violar um acordo de confidencialidade ao revelar que o tamanho da amostra para as verificações da plataforma sobre contas falsas era de 100 perfis.

Na sexta-feira (13), Elon Musk anunciou a suspensão temporária da compra do Twitter pelo valor de R$ 44 bilhões para confirmar se o número de usuários com contas falsas na rede social estava abaixo de 5%.

dono da Tesla (TSLA34) e SpaceX publicou que “aguardava dados sobre o tamanho das contas falsas” e, em resposta a um seguidor que pediu mais informações sobre o processo de identificação de bots, respondeu que testaria uma amostra aleatória de 100 seguidores do Twitter. A escolha para o número tinha como base a amostra que a própria rede social utiliza para calcular.

A resposta de Musk motivou a acusação da rede. “O departamento jurídico do Twitter acabou de me ligar para reclamar que eu violei seu acordo de confidencialidade ao revelar que o tamanho da amostra de verificação de bots é de 100 perfis!”, tuitou Musk.

Na madrugada deste domingo, o dono da Tesla ainda publicou que não viu “qualquer ” análise que mostre que a empresa tenha menos de 5% de contas falsas. Mais tarde, Elon Musk escreveu ainda que “há alguma chance de ser mais de 90% dos usuários ativos.

Desempenho dos principais índices

Além do Ibovespa, confira o fechamento dos principais índices da bolsa hoje:

  • Ibovespa hoje: +1,22%
  • IFIX hoje: -0,12%
  • IBRX hoje: +1,33%
  • SMLL hoje: +0,83%
  • IDIV hoje: +1,30%

Cotação do Ibovespa nesta sexta (13)

Ibovespa fechou o pregão da última sexta-feira (13) em alta de 1,17%, aos 106.924,18 pontos.

(Com informações do Estadão Conteúdo)

Victória Anhesini

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO