Mercado

Ibovespa cede 1,3% e tem pior semana desde o início da pandemia; Banco Inter (BIDI4) tomba 6%

Fechamento do Dia Ibovespa cede 1,3% e tem pior semana desde o início da pandemia; Inter (BIDI4) tomba 6% No acumulado semanal, o Ibovespa recuou 7,28% — o pior desempenho desde o começo da pandemia
Arthur Guimarães
por Arthur Guimarães

O Ibovespa enfrentou uma sessão tensa nesta sexta-feira (22), recheada de volatilidade, em meio às incertezas políticas e fiscais. O índice acionário finalizou em baixa de 1,34%, cotado a 106.296,18 pontos, ampliando as perdas da semana. O benchmark desabou 7,28% no período, o pior desempenho semanal desde o auge da pandemia do coronavírus (Covid-19).

O mercado iniciou o dia repercutindo a debandada no Ministério da Economia na noite anterior, quando quatro secretários da equipe econômica de Paulo Guedes pediram demissão. Chegou-se até a aventar a saída do “posto Ipiranga”. Por volta de 14h30, o presidente da República Jair Bolsonaro se reuniu com o ministro para colocar panos quentes na situação. O Ibovespa acalmou os ânimos e devolveu perdas.

“O mercado deu uma bela de uma reagida”, colocou Rodrigo Moliterno, head de renda variável da Veedha Investimentos.”

Movimentação do Ibovespa hoje

O especialista chamou atenção para o desempenho de papéis com exposição a dólar. A Vale (VALE3) permaneceu o pregão inteiro no positivo e fechou em alta de 1,22%, a R$ 75,16; ao lado das siderúrgicas Gerdau (GGBR4), Usiminas (USIM5) e CSN (CSNA3), que subiram 0,64%, 1,34% e 0,08%, respectivamente.

O setor bancário, com Itaú (ITUB4), Bradesco (BBDC4), Santander Brasil (SANB11) e Banco do Brasil (BBAS3), também reagiu durante a sessão, mas acabou no campo negativo.

Os ativos mais penalizados foram os de tecnologia. As ações do Inter (BIDI4) e da Locaweb (LWSA3) lideraram as maiores baixas do Ibovespa.

Maiores altas do Ibovespa

As maiores altas do Ibovespa no dia de hoje foram:

Klabin (KLBN11): +7,56% / R$ 22,5
Suzano (SUZB3): +7,32% / R$ 49,2
Qualicorp (QUAL3): +2,81% / R$ 17,8
Metalúrgica Gerdau (GOAU4): +2,08% / R$ 12,02
Bradespar (BRAP4): +1,7% / R$ 50,64

Maiores baixas do Ibovespa

As maiores baixas do Ibovespa no dia de hoje foram:

Locaweb (LWSA3): -8,89% / R$ 22,15
Inter (BIDI11): -6,65% / R$ 43
Inter (BIDI4): -6,53% / R$ 14,55
EcoRodovias (ECOR3): -6,2% / R$ 8,86
brMalls (BRML3): -6,02% / R$ 7,64

Notícias que movimentaram a bolsa de valores

Guedes tenta tranquilizar o mercado em coletiva
Compass compra Sulgás por R$ 927,79 milhões
Hypera dá pontapé inicial nos balanços do 3T21

Paulo Guedes diz que não pediu demissão e admite furo no teto de gastos

Em entrevista coletiva, o ministro da Economia Paulo Guedes disse que não pediu demissão e defendeu que, em vista do aumento da inflação, a população mais pobre do País precisa de suporte e o Auxílio Brasil tem como objetivo essa assistência.

Segundo o chefe da pasta, o impacto na parte fiscal com as mudanças na regra do teto de gastos são mínimos. “É natural que a política queira furar teto. Quanto mais perto da eleição mais fura teto. Nossa função é fazer tudo dentro da responsabilidade. Quero assegurar que estamos de olho nesses limites. Isso não é uma falta de compromisso”, disse o ministro.

O ministro garantiu que não se sente confortável em flexibilizar o teto de gastos, mas que, em se tratando de Brasil, há milhões de cidadãos desamparados e é necessário fazer uma escolha.

Cosan (CSAN3): Compass ganha leilão e compra Sulgás por R$ 927,79 milhões

A Cosan (CSAN3) venceu através da subsidiária Compass um leilão sem concorrência e comprou a fatia de 51% detida pelo governo do Rio Grande do Sul na Sulgás, pelo lance mínimo de R$ 927,79 milhões.

A subsidiária da Cosan era considerada a principal interessada na companhia que atua na distribuição de gás canalizado do Rio Grande do Sul, uma vez que acertou com a Petrobras (PETR4) a compra da Gaspetro por R$ 2,03 bilhões.

A empresa detém 49% das ações da concessionária gaúcha. Mas como a conclusão do negócio tem enfrentado dificuldades no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), o apetite da Cosan neste leilão era considerado uma incógnita.

Hypera (HYPE3) dá pontapé inicial nos balanços do terceiro trimestre

A Hypera (HYPE3) divulgará nas próximas horas seus dados referentes ao terceiro trimestre deste ano. A teleconferência com analistas e investidores está marcada para a próxima segunda-feira (25), às 11h.

No segundo trimestre, a Hypera reportou um lucro líquido de R$ 470,6 milhões, o que representa um avanço de 18,7% ante o mesmo período em 2020. Entre abril e junho deste ano, a receita líquida da companhia cresceu 43,5% ante o mesmo período do ano passado e totalizou R$ 1,507 bilhão.

A expectativa do mercado é positiva para a empresa farmacêutica.

Desempenho dos principais índices

Além do Ibovespa, confira o fechamento dos principais índices da bolsa hoje:

Ibovespa hoje: -1,34% / 106.296,18
IFIX hoje: -0,46% / 2.712,38
IBRX hoje: -1,20% / 45.423,06
SMLL hoje: -2,49% / 2.443,17
IDIV hoje: -1,86% / 6.310,46

Cotação do Ibovespa na quinta (20)

Da mesma forma que o Ibovespa hoje, o índice acionário encerrou as negociações na última quinta-feira (21) com um tombo de 2,75%, aos 107.735,01 pontos.

Últimas atualizações
  atualização
22.10.2021 22:10

Encerramos as transmissões. Leia na segunda mais notícias em tempo real sobre o mercado financeiro

Fim das transmissões. Confira mais notícias do mercado nesta segunda (25), em tempo real.

Saiba quais os principais destaques que irão movimentar o cenário econômico: inscreva-se aqui e receba todos os dias notícias, antes da abertura do mercado, na Suno Call.

22.10.2021 19:30

Paulo Valle será o novo secretário do Tesouro Nacional, diz jornal

Paulo Valle vai assumir a secretaria do Tesouro Nacional, diz reportagem do site do jornal O Globo. Valle, técnico que fez carreira no Tesouro Nacional, estava na área de previdência complementar no ministério, segundo o jornal. Vai entrar no lugar de Jeferson Bittencourt, um dos quatro secretários que deixaram o ministério da Economia nesta quinta (21). Seu chefe será Esteves Colnago, novo secretário especial de Tesouro e Orçamento, após a saída de Bruno Funchal.

22.10.2021 17:46

IFIX fecha em forte queda acompanhando o cenário econômico

O IFIX, Índice de Fundos Imobiliários da B3, fechou a sessão desta sexta-feira (22) em forte queda de 0,46%, aos 2.712,38 pontos. Na semana, o índice acumulou uma queda de 1,15%.

22.10.2021 17:32

Ibovespa ameniza perdas, mas cede em meio ao clima de incertezas

Em pregão volátil, o Ibovespa registrou queda de 1,34% e fechou a 106.296,18 pontos, enquanto investidores repercutiam o drible nas regras fiscais do País.

22.10.2021 17:23

Exportadoras surfam com dólar alto; empresas tech recuam

22.10.2021 17:19

Lira afirma ter compromisso com fiscal

Elogiado por Paulo Guedes pela condução das reformas, o presidente da Câmara Arthur Lira diz ter compromisso com “solidez fiscal.

22.10.2021 17:15

Dólar vira e fecha em queda

O dólar encerrou as negociações desta sexta-feira (22) em queda de 0,71%, frente ao real, valendo R$ 5,627 na venda.

A moeda desacelerou durante a tarde, após atingir R$ 5,75 durante a sessão, uma vez que a deterioração do cenário fiscal e a crise instaurada no Ministério da Economia enfraqueciam o real. O dólar passou a cair após o Ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciar que não deixaria o cargo.

22.10.2021 16:52

Ibovespa opera em queda de 1,47%; dólar vira e agora cai

Após o pronunciamento de Guedes, o Ibovespa, que chegou a desabar 4% nesta sexta, agora opera em queda de 1,47%. O dólar vira e está caindo: 0,48%, a R$ 5,643. A fala do ministro — ele confirmou que continua no cargo e descartou aumentar o Auxílio Brasil — acalmou o mercado.

22.10.2021 16:36

"A ideia de mexer teto veio de outro lugar. Houve de certa forma uma pressão", diz Guedes

Apesar de tentar defender a manobra no teto de gastos para viabilizar o pagamento de R$ 400 do Auxílio Brasil em 2022, o ministro da Economia, Paulo Guedes, fez questão de enfatizar que a ideia não partiu da equipe econômica. Ao lado do presidente Jair Bolsonaro, o ministro citou uma frase muito usada pelo presidente para sinalizar que a mudança na regra fiscal partiu da ala política do governo.

“A verdade vos libertará. A ideia de mexer teto veio de outro lugar. A preferência da economia era manter o teto e pedir uma autorização para gastar um pouco mais, ali ao lado. Mas, tecnicamente, (a mudança no teto) é defensável”, admitiu o ministro.

Guedes mais uma vez minimizou o impacto do pedido de R$ 30 bilhões em gastos extras, fora do teto, que era o desejo original da Economia. “Mas estamos falando de R$ 30 bilhões. Em um País que gastou R$ 700 bilhões no primeiro ano (2020), e um pouco mais de R$ 100 bilhões no segundo ano (2021). E gastando agora com o déficit declinando e as despesas em porcentagem do PIB declinando”, argumentou.

O ministro também reconheceu falhas de comunicação da equipe econômica, mas reclamou da pressão da ala política por mais recursos quando ele estava fora do Brasil, na reunião do G-20. “Houve de certa forma uma pressão, e seria melhor isso acontecer mais organizadamente. Seria melhor que nós da Economia já tivéssemos conseguido acertar a coisa antes. Se quando eu estivesse fora a ala política não pressionasse por recursos”, desabafou. “Mas gostaria de agradecer ao presidente Bolsonaro pela confiança e ao relator da PEC dos Precatórios, deputado Hugo Motta, por ter feito o trabalho dentro do espírito original da proposta”, completou.

22.10.2021 16:35

Guedes chama Funchal e Bittencourt de 'jovens' e diz que saída é 'natural'

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou  que o pedido de demissão do secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, e do secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, e seus adjuntos, chamados pelo ministro de “jovens”, é algo “natural”.

“Nossos secretários que pediram pra sair, é algo natural”, declarou Guedes, ao lado do presidente Jair Bolsonaro. “Entendemos os mais jovens que dizem que não pode furar o teto.”

Na quinta, após o governo fechar acordo para alterar o teto de gastos como forma de viabilizar o pagamento de R$ 400 no Auxílio Brasil, Funchal, Bittencourt e seus adjuntos pediram exoneração de seus cargos por não concordarem com a mudança na regra, considerada âncora fiscal do País.

 

22.10.2021 16:31

Após pronunciamento de Guedes, dólar passa a operar em queda; moeda chegou a superar marca de R$ 5,75 e agora recua 0,4%

Em dia volátil, o dólar hoje, que chegou a superar a marca de R$ 5,75, inverteu a direção nesta sexta-feira (21) e passou a operar em queda. Às 16h45, a divisa americana recuava 0,4%, a R$ 5,64. A mudança de humor coincidiu com a coletiva do ministro Paulo Guedes (Economia), a qual o chefe da pasta buscou reconfortar o mercado e reforçar a responsabilidade fiscal.

22.10.2021 16:22

Termina a coletiva de Guedes

O ministro afirmou na entrevista agora há pouco no ministério da Economia que não “pediu demissão do cargo”. Acrescentou: “Meu acordo com o presidente da República é de duplo compromisso. Temos um olhar para saúde e social, mas temos um olhar para a responsabilidade fiscal. É o nosso compromisso um com o outro. Estou dentro desse compromisso e acredito nele.  Eu não pedi demissão em nenhum momento. O presidente não insinuou qualquer coisa semelhante.”

22.10.2021 16:19

Guedes: "Precisamos desse espaço fiscal que a PEC dos Precatórios pode nos dar. Não há licença para gastar, nem quero furar teto."

O ministro continuou falando sobre a PEC dos Precatórios e o Auxílio Brasil: “O que nós precisamos é justamente desse espaço fiscal que a PEC dos Precatórios pode nos dar. Eu quero agradecer publicamente o presidente da Câmara Arthur Lira, que tem apoiado e tem avançado com as reformas e o presidente do Senado Rodrigo Pacheco. Ele está com o compromisso de também acelerar o ritmo da PEC dos Precatórios.”

Guedes disse que “não existe essa antítese entre o liberal e o social. Quem inventou a renda mínima foi o Milton Friedman. Quem trouxe para o Brasil foi o [Eduardo] Suplicy. Quem apoia a renda básica familiar foi o presidente Jair Bolsonaro, que lançou os R$ 400. É um protótipo de um programa de renda mínima. Como posso estar contra a renda básica familiar? Quero financiamento correto.”

22.10.2021 15:51

Ibovespa reduz perdas e opera em queda de 0,40%, aos 107.302,99 pontos

Por volta de 15h50, o Ibovespa reduzia as perdas do dia e recuava 0,40%, para 107.302,99 pontos. A recuperação do principal índice acionário da B3 acontecia em meio á coletiva de imprensa da qual participou o ministro da Economia, Paulo Guedes. O chefe da pasta procurou amenizar os ânimos e enfatizar o compromisso com a responsabilidade fiscal e social. O ministro ainda confirmou a nomeação de Esteves Colnago para a Secretaria de Secretaria do Tesouro e Orçamento, no lugar de Bruno Funchal.

22.10.2021 15:47

Guedes segue pronunciamento no ministério, agora sem Bolsonaro: "Presidente não é populista, é popular"

“Bolsonaro sempre me apoiou nas horas decisivas. Ele quer o Auxílio Brasil para não deixar brasileiros passando fome. Defendi o teto, a reforma do Imposto de Renda, as reformas”, diz Guedes. “Cabe justamente ao presidente politicamente dizer se é preciso atender a população e eu tenho que tomar a responsabilidade de dizer o que pode e o que não pode do ponto de vista fiscal. Se for para R$ 500, R$ 600 ou R$ 700 esquece. Cabe ao presidente fazer a arbitragem e cabe a mim fazer a avaliação de até onde pode ir. Eu pediria muito que fosse aprovada a PEC dos Precatórios porque ela que dá o espaço para essa ação fiscal.”

O ministro falou sobre a saída dos secretários: “Saíram quatro porque 2 são adjuntos, são jovens, boas pessoas, imbuídas dos trabalhos deles”

22.10.2021 15:40

Guedes: "Vamos reduzir o ritmo do ajuste fiscal"

Guedes agradece a “confiança de Bolsonaro pelo trabalho dele.” E prossegue: “Vamos reduzir o ritmo do ajuste fiscal, o déficit. em vez de ser zerado ano que vem, poderia chegar a quase zero. Que seja um déficit de 1%, ou de 1,5% , não faz mal, precisamos atender os mais fracos com programas sociais, com responsabilidade fisval”

22.10.2021 15:34

Guedes: "Do ponto de vista fiscal, não alteramos os fundamentos básicos com o Auxílio Brasil"

Ainda ao lado do presidente, Guedes diz que “o teto é um símbolo de austeridade e compromisso com gerações futuras, mas não vamos tirar zero com as pessoa mais vulneráveis”, citando o Auxílio Brasil. “Temos compromisso com austeridade fiscal.”

“Teve muito barulho com essa questão do teto de gastos”, completa Guedes.

 

22.10.2021 15:26

Bolsonaro prevê novo reajuste nos combustíveis e confirma "Auxilio Diesel"

Falando ao lado de Guedes, Bolsonaro diz que prevê novo reajuste nos combustíveis e confirma Auxilio Diesel: “Não existe da nossa parte o congelamento de preços [dos combustíveis]. Sabemos que as consequências são piores. Sabemos que estamos na iminência de mais um reajuste no combustível. Isso influencia diretamente a inflação e o caminhoneiro que transporta carga pelo Brasil merece ter uma atenção da nossa parte. Foi decidido um auxílio aos mesmo. Ficará menos de R$ 4 bilhões por ano, também previsto no orçamento.”

22.10.2021 15:26

Bolsonaro sobre o Auxílio Brasil e o teto de gastos: "Não faremos nenhuma aventura"

Bolsonaro: “Não faremos nenhuma aventura. Tem uma massa de pessoas que são os mais necessitados, cerca de 16 milhões de pessoas que estão no Bolsa Família, cujo ticket médio está na casa de R$ 192. A gente vê esse valor como insuficiente como o mínimo. Com responsabilidade, viemos estudamos há meses essa questão e chegamos a esse valor. Deixo claro que esse valor decidido por nós [R$ 400] tem responsabilidade. Não faremos nenhuma aventura. Não queremos colocar em risco nada da economia.”

22.10.2021 15:22

"Brasil tá crescendo mais que outros emergentes, mas a dívida não subiu muito", diz Guedes

Guedes fala ao lado de Bolsonaro no ministério da Economia: “Qualquer noticia tem informação que é barulho. Tínhamos um plano de fazer dentro do teto o bolsa família em torno de R$ 300 e ao mesmo tempo o IR que daria a ponte para custear o programa. Vamos inviabilziar os programas sociais? Não.”

O ministro acrescenta: “Na PEC dos precatórios, todos os pequenininhos recebem seus pagamentos, mas os maiores desenhamos uma proposta transformadora que permite expansão do lado social. Você pode deslocar o dinheiro para reduzir a pobreza, dar oportunidade de educação.”

 

Manual 10 passos essenciais para se tornar um investidor de sucesso. Baixe Grátis!

Baixar agora!