Ibovespa abre estável, com mercado atento a números dos EUA e balanços

Ibovespa abre estável, com mercado atento a números dos EUA e balanços
Ibovespa. Foto: Pixabay

O Ibovespa abre o pregão desta quinta-feira (22) em estabilidade, com queda tímida de 0,03% aos 125.867 pontos, em meio a um cenário político turbulento e com movimento nas principais companhias do índice.

O índice Ibovespa, assim, mantém um cenário semelhante ao visto no exterior, com volatilidade moderada, em meio a expectativas sobre a divulgação de resultados. “O mercado aguarda a divulgação dos balanços trimestrais de AT&T, Intel, Twitter e American Airlines”, analisa a Ativa Investimentos.

Chama atenção o número de novos pedidos semanais de seguro-desemprego pelo Departamento de Emprego dos EUA, que aumentaram em 51 mil, para 419 mil na semana encerrada em 17 de julho, ficando acima do esperado.

dólar cai 0,02%, ficando no patamar de R$ 5,190 e refletindo um cenário de incertezas. Atualmente, a movimentação da moeda americana é refém de movimentos de oferta e demanda, sem movimentos bruscos no câmbio por conta das notícias recentes, analisa João Beck, sócio da BRA, escritório credenciado da XP.

“Tivemos no início da semana uma realização de lucros e alta do dólar por receios da variante delta. Mas aos poucos esse risco vai se dissipando e vemos a efetividade das vacinas. Assim, sem grandes sustos no front político, podemos esperar que o real retome sua trajetória de valorização que já vinha fazendo”, comenta.

Na política, o cenário ganha turbulência em meio às novas notícias de uma provável reforma ministerial, que deve trazer o parlamentar Ciro Nogueira (PP), do Centrão, para a Casa Civil, ao passo que Onyx Lorenzoni deverá assumir o Ministério do Trabalho – atualmente uma secretaria vinculada ao Ministério da Economia, de Guedes.

Notícias que vão movimentar a Bolsa de Valores hoje

  • Petrobras pagará dívida de R$ 1,3bi referente à migração
  • Rede D’Or fecha parceria com a Vale
  • Eletronorte, da Eletrobras, fecha repactuação de dívida

Petrobras fecha acordo com a Petros

A Petrobras (PETR4) firmou acordo com a Fundação Petrobras e Seguridade Social, a Petros, para pagar à vista a dívida reconhecida no processo de migração dos Planos PPSP-R e PPSP-NR para o Plano Petros-3. A dívida era do montante de R$ 1,3 bilhão no fim de abril, e agora deve ser corrigida pelas metas atuariais dos planos de origem.

“No período de 01/08/2021 até a data do efetivo pagamento, previsto para 09/09/2021, o montante final será corrigido pelas metas atuariais dos planos de origem (PPSP-R e PPSP-NR)”, diz o documento arquivado pela petroleira na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A decisão foi informada por meio de comunicado ao mercado divulgado ainda na quarta (21).

A petroleira cai 0,22% na cotação do Ibovespa hoje.

Rede D’Or aperta as mãos com a Vale

Em movimento inédito, a Rede D’Or São Luiz (RDOR3) celebrou, por meio de sua afiliada Hospital Esperança, um contrato de prestação de serviços com a mineradora Vale (VALE3), uma das companhias mais relevantes do índice Ibovespa.

O acordo prevê a gestão e execução de ações e serviços de saúde no Hospitais no Pará. Detalhes sobre valores ou troca de benefícios, contudo, não foram informados.

Com isso, a Rede D’Or passa a administrar o Hospital Yutaka Takeda, na Cidade de Parauapebas, e o Hospital Cinco de Outubro, localizado na Cidade de Canaã dos Carajás, região onde se encontra o maior complexo minerador da história da Vale. Ambas as unidades de saúde estão localizadas no Pará.

Na abertura de mercado, a Vale cai 0,60% ao passo que a Rede D’Or sobe 0,26%.

Subsidiária da Eletrobras repactua dívida

A Eletronorte, subsidiária da Eletrobras (ELET3), concluiu o contrato de Instrumento de Confissão de Dívidas (ICD), com a Amazonas Energia (AmE), repactuando a dívida referente às faturas de Operação e Manutenção e Potência dos contratos dos Produtores Independentes de Energia (PIEs) — localizadas em Manau.

As faturas venceram entre novembro do ano passado e julho deste ano e segundo a Eletrobras, o valor repactuado é de R$ 808 milhões.

Em fato relevante, a elétrica cita que as condições do contrato contam com uma carência de 12 meses de juros e principal que se encerra ao final de junho de 2022.

Com a notícia, a elétrica sobe 0,58% no índice Ibovespa.

Destaques do Ibovespa

As principais altas no Ibovespa, às 10h20, eram:

As principais quedas no Ibovespa, às 10h35, eram:

Principais índices

Bolsas mundiais

Veja o desempenho dos principais índices acionários no exterior, por volta do mesmo horário, além do índice Ibovespa:

  • Nova York (S&P 500) futuro: -0,01%
  • Londres (FTSE 100): +1,62%
  • Frankfurt (DAX 30): +0,56%
  • Paris (CAC 40): +0,40%
  • Milão (FTSE/MIB): +0,68%
  • Hong Kong (Hang Seng): +1,83% (fechada)
  • Xangai (SSE Composite): +0,34% (fechada)
  • Tóquio (Nikkei 225): +0,58% (fechada)

Última cotação do Ibovespa

O Ibovespa fechou a fechou o pregão da quarta-feira (21) em alta de 0,42%, aos 125.929 pontos.

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Receba os destaques que irão movimentar o cenário econômico antes da abertura do mercado.

Inscreva-se