Patrocinado por:

EDP Brasil (ENBR3) registra alta do lucro de 40,2% no 4T20

EDP Brasil (ENBR3) registra alta do lucro de 40,2% no 4T20
EDP Brasil (ENBR3)

A EDP Brasil (ENBR3) divulgou na noite da última sexta-feira (19) os seus resultados do quarto trimestre de 2020 e do acumulado do ano passado.

A EDP Brasil registrou R$ 699,97 milhões de lucro líquido entre outubro e dezembro do ano passado.

Uma alta de 40,2% em comparação com o mesmo período de 2019, quando esse valor tinha sido de R$ 499,29 milhões.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

No acumulado do ano, a elétrica registrou uma alta de 12,7%, passando de R$ 1,33 bilhão em 2019 para R$ 1,50 bilhão em 2020.

Esse resultado ocorreu mesmo em um momento em que o volume de energia distribuída diminuiu 4,6% no ano por causa das medidas de prevenção adotadas no Brasil contra o novo coronavírus (covid-19).

A redução da produção industrial, redução da atividade comercial e aumento do desemprego influenciaram essa contração. Entretanto, no último trimestre do ano o volume de energia distribuída aumentou 1,9% frente ao mesmo período do ano anterior.

A receita líquida passou de R$ 3,617 bilhões no quarto trimestre de 2019 para R$ 4,320 bilhões no mesmo período de 2020. No acumulado do ano esse valor foi de R$ 13,207 bilhões contra os R$ 12,556 bilhões de 2019.

Esse aumento da receita líquida foi possível também graças ao aumento do valor reconhecido às elétricas resultante do ajuste mensal do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

A margem bruta também registrou uma alta forte alta no trimestre, crescendo de 62,6% em relação aos últimos três meses de 2019.

No quarto trimestre de 2020 a margem bruta foi de R$ 1,82 bilhão, contra o R$ 1,12 bilhão registrado no quarto trimestre de 2019.

No acumulado do ano a margem bruta subiu 16,1%, passando de R$ 4,15 bilhões para R$ 4,82 bilhões.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da EDP Brasil fechou o último trimestre do ano em alta de 59,9%, passando de R$ 873,96 milhões para R$ 1,39 bilhão.

No acumulado do ano a alta foi de 16,0%, passando de R$ 2,91 bilhões em 2019 para R$ 3,38 bilhões em 2020.

O Capex, por sua vez diminuiu 43,9%, passando de R$ 1,18 bilhão no quarto trimestre de 2019 para R$ 666 milhões no quarto trimestre de 2020.

E também registrou uma contração de 32,8% no acumulado do ano, passando de R$ 2,81 bilhões em 2020 para R$ 1,89 bilhão em 2020.

A EDP Brasil “ao longo do ano, priorizou os investimentos em distribuição apesar de, no inicio da pandemia, ter postergado alguns investimentos para preservação de caixa, em 2020 aumentou em 16,2% neste segmento”, informou a empresa no documento de divulgação de resultados.

Na Geração, a redução de 23,6% e de 26,6%, no trimestre e no ano, respectivamente. Na Transmissão, os investimentos reduziram 58,7% e 47,5%, no trimestre e no ano, respectivamente.

A dívida líquida subiu 10,4% passando de R$ 5,55 bilhões em 2019 contra os R$ 6,13 bilhões de 2020.

O custo médio da dívida encerrou o ano em 6,9% a.a., em comparação aos 8,4% a.a. ao final de 2019, levando em consideração os juros capitalizados das dívidas e encargos incorridos.

A relação Dívida Líquida/Ebitda dos ativos consolidados foi de 1,8 vez. Excluindo os efeitos não caixa dos últimos 12 meses, a relação Dívida Líquida/Ebitda ajustado seria de 2,4 vezes.

Última cotação da EDP Brasil

A ação da EDP Brasil encerrou o pregão da última sexta-feira em queda de 0,16%, valendo R$ 18,63, antes da divulgação dos resultados.

Carlo Cauti

Compartilhe sua opinião