AGENDA

Black Friday: Veja 5 ações para investir com o valor de compras

Black Friday: Veja 5 ações para investir com o valor de compras
Black Friday. Foto: Pixabay

A Black Friday, no próximo dia 26 de novembro, é aguardada por milhares de brasileiros que procuram economizar na compra de livros, eletrônicos ou eletrodomésticos, entre dezenas de opções de produtos. Mas e se, em vez de ir às compras, os brasileiros preferissem destinar seus recursos para investimentos?

Segundo o levantamento da EbitNielsen, os dois dias da Black Friday de 2020 (26 e 27 de novembro) fecharam com vendas totais de R$ 4,02 bilhões no e-commerce. A pesquisa aponta que foram mais de seis milhões de pedidos gerados, 15,5% superior a 2019, e um ticket médio de R$ 652, 8,3% maior do que o período anterior.

E se esses consumidores escolhessem na época por investir os seus recursos em ações? Nós, do SUNO Notícias, conversamos com a especialista da equipe de análise da Terra Investimentos, Heloise Fernandes Sanchez, que apontou cinco ações que podem ser compradas pelo valor médio gasto na Black Friday do ano passado.

De acordo com Sanchez, com esse valor o brasileiro conseguiria comprar ações de cinco empresas da carteira recomendada da Terra Investimentos, que nos últimos 12 meses apresentou uma rentabilidade de 26,19% acima do Ibovespa. “E ainda sobra um troquinho pra tomar um cafezinho”, brincou a especialista.

Confira as dicas para a sua Black Friday:

  • 7 ações da RAIL3
  • 10 ações da B3SA3
  • 16 ações da BRML3
  • 6 ações da BBDC4
  • 4 ações da AMER3

1º Rumo

A Rumo é uma companhia de serviços logísticos de transporte ferroviário de armazenagem e elevação portuária. Atualmente, é a maior operadora ferroviária do país, com aproximadamente 13.500 Km de linhas ferroviárias, 1.200 locomotivas e 33 mil vagões, atuando nas regiões Centro-Oeste, Sul, Sudeste e Norte, onde quatro dos portos mais ativos do País estão localizados e por meio dos quais a maior parte da produção de grãos do Brasil é exportada.

Com base no valor médio de R$ 652, a especialista aponta que seria interessante que parte desse recurso fosse destinado para compra de 7 ações da Rumo.

2º B3

A B3 é uma das maiores bolsas de valores do mundo e a maior da América Latina. A empresa oferece um ambiente para negociação de ações, derivativos, renda fixa privada, títulos públicos, moedas e commodities. Do total que seria gasto para consumo, pode ser interessante comprar 10 ações da B3.

3º brMalls

A brMalls é a maior empresa de shoppings da américa latina, com participação em 39 shopping centers, liderando o setor tanto em área bruta locável (ABL) quanto em número de shoppings administrados, além de atuar também na administração e comercialização de espaços em shoppings centers. Para Sanchez, com o valor do que seria gasto em compras da Black Friday, seria possível comprar 16 ações da companhia.

4º Bradesco

É a segunda maior instituição financeira do Brasil, com aproximadamente 18% de participação de mercado (Market Share) em número de agências. Atua também em operações de seguros, fundos de pensão, gestão de recursos, saúde suplementar, leasing e capitalização e cartões de crédito. A especialista aponta que a compra seis ações do banco seria interessante para a carteira do consumidor

5º Americanas

A Americanas — antiga B2W (BTOW3) —  é uma das principais empresas do país no setor de consumo cíclico, com destaque especial para sua atuação na área de comércio de produtos diversos. Criada no ano de 2006, a B2W surgiu da fusão de duas grandes empresas do setor de varejo digital, a Submarino e a Americanas.com.

Ao longo dos anos seguintes, o grupo se posicionou como uma das principais companhias do segmento. Recentemente a reestruturação das empresas culminou na fusão da LAME com a B2W (dando origem à Americanas SA). Essa transação deve desbloquear valor, com a AMER3 a ser vista (e avaliada) como um player multicanal. Por esse motivo, a especialista analisa como promissora a compra de quatro ações.

Investir ou gastar na Black Friday?

Se você é fã de seriado e assistiu Todo Mundo Odeia o Chris, se lembra do icônico Julius, interpretado por Terry Crews, conhecido por ter dois empregos e pelo lema de vida — “se eu não comprar nada, o desconto será maior!”

Na análise dos especialistas da SUNO, à parte a ironia, não é bem assim. Na verdade, existe um equilíbrio entre guardar, investir e comprar. Para a SUNO Research, é importante que no planejamento financeiro as pessoas estabeleçam o quanto querem gastar na Black Friday, o quanto investem todo mês e as economias para possíveis viagens ou compras futuras.

Esta matéria da Black Friday não é uma recomendação de investimento de ações.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião