Balanços da semana

Banco Inter (BIDI11): BTG estima alta de 73%; veja os motivos

No acumulado dos últimos 12 meses, as units do Banco Inter (BIDI11) caem praticamente 50%, saindo de R$ 45 por ação para atuais R$ 22,75. Nesse contexto de preços descontados, os analistas do BTG Pactual (BPAC11) veem oportunidade para que as ações alcancem R$ 36 nos próximos 12 meses.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

O preço-alvo foi estipulado em relatório de equity research desta quarta (19). Neste mesmo dia, às 17h, as ações do Banco Inter sobem 7,44% desde o início do pregão – indo de R$ 20,70 para R$ 22,24.

Por vários momentos, as units BIDI11 estiveram no topo do Ibovespa, sendo a maior valorização na abertura do pregão em um dia de alta generalizada da bolsa e queda do dólar.

“Atualizando nossa visão para o ambiente mais desafiador e reiteramos a recomendação de compra. Desde que atingiu a máxima histórica de R$ 85 em julho de 2021, a ação caiu 76% em uma combinação de deterioração macro e maior custo de capital, que naturalmente impactaram nomes de alto crescimento com avaliações excelentes”, diz o documento do BTG Pactual.

Segundo o banco de investimento, durante esse período, sofreram as ações de empresas com rentabilidade ainda mais baixas, como o Inter.

Além disso, o papel sofreu quedas por causa do recuo da listagem nos EUA que estava prevista para ocorrer em dezembro e as preocupações com a geração de receita no país, que pode representar cerca de 50% até 2025 segundo o guidance.

BTG projeta um ROE de 8,3% em 2023 - Foto: Reprodução/BTG Pactual
BTG projeta um ROE de 8,3% em 2023 – Foto: Reprodução/BTG Pactual

Isso porque durante o último investor day do banco, em dezembro de 2021, o CEO do Inter, João Vitor Menin, mencionou que a expectativa é de cerca de 50% de receitas vindas de operações offshore, especialmente dos EUA.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

Listagem do Banco Inter nos EUA não é ‘urgente’

Segundo os analistas Eduardo Rosman, Ricardo Buchpiguel  e Thiago Paura, o Inter ainda deve dar uma segunda chance à listagem nos EUA, mas o ‘movimento não é urgente’.

“A listagem da Inter nos EUA não foi aprovada pois o preço das ações caiu muito abaixo do preço de ‘cash-out’ nas semanas que sucederem o anúncio – logo muitas minoritários optaram naturalmente pelo cash-out”, destacam.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop-1.jpg

“O Inter planeja tentar novamente, assim que possível, e está estudando a melhor forma de proceder. Mas consideramos que o grupo é muito bem capitalizado. A ambição offshore não deve ser vista como uma perda de foco”, acrescentam.

O feedback da equipe do Inter ao BTG, segundo o documento, é de que a gestão segue focada em melhorar a operação ao passo que a cúpula da administração da companhia ficará responsável pela listagem nos EUA e pelo projeto offshore como um todo.

BIDI11 em 2022

Apesar do fôlego recente, as units do Banco Inter sofreram pressão nos pregões de 2022. No acumulado, os papéis caem 20%, sendo que começaram janeiro deste ano em R$ 28,15.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião