Acesso Rápido

    Retração de Fibonacci: entenda como funciona esse indicador

    Retração de Fibonacci: entenda como funciona esse indicador

    Retração de Fibonacci é um recurso usado por adeptos de ferramentas da análise técnica. Essa abordagem é considerada altamente arriscada, pois se baseia na tentativa de prever preços futuros no mercado financeiro.

    A retração de Fibonacci é uma ferramenta que tem como objetivo ajudar na interpretação nos chamadoss pontos de resistência e suporte.

    O que é retração de Fibonacci?

    A retração de fibonacci um famoso indicador utilizado na análise técnica. Ela possui projeções dinâmicas, ou seja, os desenhos do indicador ajudam aqueles que seguem essa filosofia a determinar as movimentações do ativo ou possível alvo. Os movimentos podem ser para cima ou para baixo, dependendo da tendência primária do gráfico.

    O método tem ligação com a série de fibonacci. Ela foi criada pelo matemático Leonardo Pisano Bigollo, também conhecido por Leonardo Fibonacci. Ele estruturou um sequência numérica para descobrir a chamada “razão de ouro”.

    A historia por trás do número de ouro é enigmática. A razão desse número é conhecida pela letra grega Phi. Segundo a teoria, o número poderia ser encontrado em obras como: as pirâmides do Egito, trabalhos de Leonardo Da Vinci, até na formação do corpo humano.

    É visto como uma razão constante, que garante harmonização das obras de arquitetos, por exemplo.

    Fibonacci contribuiu para o descobrimento do número de ouro, com sua sequência. E ele inspirou o também matemático e frade franscicano italiano Luca Pacioli. Este outro estudioso do tema se aproximou do número estabelecido para Phi: 1,61803398875

    A série de Fibonacci

    A série é formada pelos números: 1, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34, 55 e 89. Sendo que o próximo número da sequência sempre será soma dos dois anteriores, e assim por diante.  A base de cálculos ainda resulta no número Phi. O Phi é qualquer numero divido pelo anterior da sequência, tendo o valor aproximado de 1,1618.

    Graficamente, é representada como na figura a seguir:

    A sequência é tida como uma métrica para soluções perfeitas, mas na análise técnica ela é representada em porcentagem: 100%, 61,8%, 38,2%, 23,6% e 0%. A interpretação das porcentagens é chave para esse indicador.

    A teoria é que nas regiões de 50% e 76,4% é onde os preços começariam a reagir e mudar a direção. As porcentagens têm como meta simplificar as movimentações do mercado e identificar as “zonas de alerta”.

    Quer aprender a analisar uma ação? Baixe o e-book da Suno que ensina a avaliar esses papéis.

    É muito comum os seguintes pontos de reversão na análise técnica:

    • 6%: classificada como leve, porém é uma movimentação rápida e de curta duração. Quando atinge a região dos 23 % a tendência se reverte;
    • 2%: classificadas como moderadas, é vista como uma correção, porém a tendência se enfraquece aos poucos;
    • 8% – 62 %: são retrações difíceis de acontecer, porém são movimentações fortes e que devem ser aproveitadas sempre. É popularmente conhecida como retração de ouro.

    Alguns investidores também alinham a teoria de Dow nas retrações. Por isso passam a avaliar os valores de 50%, 76,4% e 100% como outros pontos-chave.

    O que é uma zona de alerta?

    Uma zona de alerta identificará os pontos de atenção para os investidores, que são pontos onde se espera que ocorram uma reversão de tendência. Ou melhor, uma reviravolta do mercado.

    Assim, os ditos repiques ou reversões serão pontos de entrada para os investidores. Em uma exemplificação, é como se o mercado desse uma “respirada”, tomasse folego para interromper um movimento intenso e começasse outro.

    Foi possível saber mais sobre o que é a retração de Fibonacci? Deixe suas dúvidas nos comentários a seguir.

    Tiago Reis