Acesso Rápido

    Radar do Mercado: Grazziotin (CGRA4) apresenta seus resultados do primeiro trimestre de 2021

    Radar do Mercado: Grazziotin (CGRA4) apresenta seus resultados do primeiro trimestre de 2021

    A Grazziotin, empresa que atua majoritariamente no comércio varejista dos ramos de vestuário e utilidades domésticas, com lojas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, apresentou seus resultados do 1T21.

    A receita operacional líquida consolidada da companhia no período foi de R$ 80,3 milhões, revelando uma redução de 2% em relação à receita de R$ 82 milhões registrada no 1T20.

    Devido à pandemia, no início do primeiro trimestre de 2021, a Grazziotin estava operando com todas as suas lojas abertas com algumas restrições de vendas. No entanto, o Governo do Rio Grande do Sul determinou, por meio de um decreto, o fechamento das lojas de 01/03/21 a 21/03/21, visando à contenção do coronavírus. O fechamento impactou fortemente as vendas no trimestre, isso porque 83% das lojas da empresa estão localizadas no Rio Grande do Sul.

    Com isso, as vendas recuaram 13,5% no 1T21, fazendo com que o resultado no varejo encerrasse o período com um prejuízo.

    O EBITDA consolidado da companhia foi de R$ 16,3 milhões no 1T21, representando um aumento de 69,9% na comparação com o primeiro trimestre de 2020.

    O lucro líquido teve um impacto positivo ainda mais expressivo e chegou a R$ 13,6 milhões no período, apresentando um aumento de 91% em relação aos R$ 7,1 milhões registrados no 1T20. Esse aumento também impactou positivamente a margem líquida da empresa, fazendo ela sair de 8,7% no 1T20 para 16,9% no 1T21.

    É importante ressaltar que essa melhoria no lucro líquido está ligado ao bom resultado das coligadas que fazem parte da companhia, em especial a Grato Agropecuária, a Floresta Grazziotin e a Grazziotin Financiadora. Isso levou a um resultado consolidado de equivalência patrimonial de R$ 15,55 milhões no primeiro trimestre de 2021, com um aumento bastante expressivo em relação aos R$ 2,50 milhões contabilizados no 1T20.

    Os investimentos da Grazziotin no primeiro trimestre de 2021 totalizaram R$ 6,7 milhões, um resultado inferior aos R$ 7,4 milhões registrados no primeiro trimestre de 2020.

    Os recursos em disponibilidades no período foram de R$ 143,9 milhões, superando os R$ 59,1 milhões registrados no 1T20.

    Além disso, vale ressaltar o cancelamento de ações feito pela Grazziotin no primeiro trimestre de 2021. A companhia tinha em tesouraria 510.011 ações preferenciais e 83.042 ações ordinárias, que haviam sido adquiridas pelo montante de R$ 17,353 milhões por meio da recompra de ações. Essas ações foram canceladas em 30/04/2021 sem qualquer redução do capital social.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *