Acesso Rápido

    HTEK11: o que é e como funciona esse ETF do setor de saúde?

    HTEK11: o que é e como funciona esse ETF do setor de saúde?

    Os ETF’s costumam ser uma alternativa para quem deseja diversificar a carteira de investimento e alocar parte dos recursos em ativos de renda variável. Nesse contexto, o HTEK11 está entre um dos etfs negociados na bolsa de valores e disponíveis no mercado.

    Porém, antes de investir no ETF HTKE11 ou em qualquer outro ativo, é fundamental entender quais são as características do investimento e se vale a pena aplicar capital neste ativo.

    O que é o HTEK11?

    HTEK11 é um ETF administrado pelo Itaú cuja finalidade é replicar a carteira do índice Morningstar Us Exponential Technologies Healthcare. Assim, o HTEK11 replica as 50 principais ações de empresas de tecnologia que geram impacto no setor de saúde.

    O investimento em HTEK11 pode ser feito pela Itaú corretora ou então por qualquer outra corretora que disponibilize esse ETF.

    Além disso, esse ativo é disponibilizado para investidores em geral, sendo que o valor mínimo da aplicação é de R$ 100. Ele possui liquidez é diária, a taxa de administração é de 0,50% ao ano, sendo que há incidência de 15% de IR sobre a rentabilidade do fundo.

    Qual é a composição do HTEK11?

    Esse ETF (Exchange Traded Fund) é composto por ações de empresas que possuem exposição aos setores de Bioinformática e Neurociência & Medicina.

    A metodologia para a escolha dessas organizações é exclusiva da Morningstar, sendo que o índice tem uma ponderação igualitária de cada constituinte em cada evento de rebalanceamento que ocorre em todo mês de dezembro.

    Dentre as maiores empresas que compõem o índice está:

    • General Electric (GEOO34);
    • IQVIA Holdings (I1QV34);
    • LabCorp (L1CA34).

    Quais são as vantagens e desvantagens do HTEK11?

    Uma das principais vantagens do HTEK11 é a possibilidade de investimentos em grandes empresas do setor de tecnologia em saúde de forma fácil e acessível.

    Ou seja, é uma maneira prática de investir nesse segmento, visto que ele pode ser adquirido através de qualquer corretora brasileira que ofereça o HTEK11 em seu portfólio.

    Além disso, ele é voltado para todos os investidores em geral, afinal, é possível investir com apenas R$ 100 e o resgate pode ser realizado a qualquer momento, por conta da liquidez diária.

    Por outro lado, dentre as principais desvantagens do HTEK11 está a ausência de uma análise fundamentalista na hora de escolher os ativos, visto que o fundo contempla 50 principais ações do setor.

    Além disso, há o fato da gestão passiva, visto que o investidor não tem a liberdade de fazer a composição da sua carteira de investimento, diferente de quem investe diretamente em ações.

    Vale a pena investir no HTEK11?

    O investimento no HTEK11 pode ser uma opção para quem deseja diversificar os seus investimentos e ter acesso a empresas de tecnologia em saúde.

    Por outro lado, a ausência de uma análise fundamentalista sobre a qualidade dos ativos impede o investidor de construir uma carteira alinhada com seus objetivos, assim como os investidores mais experientes costumam fazer.

    Neste caso, o ideal é sempre avaliar o perfil de risco e objetivos na hora de tomar uma decisão de investimento.

    Foi possível entender o que é o HTEK11? Então deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta matéria com seus amigos nas suas redes sociais.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *