Crowding out: entenda como o governo causa esse efeito econômico

Adotar uma política econômica expansionista é algo que os governos podem fazer para estimular, de alguma forma, a sua economia. Porém, esse tipo de medida pode provocar um fenômeno conhecido como crowding out.

Em português, crowding out significa algo como “efeito de deslocamento”. É uma consequência do aumento da taxa de juros que é causada, indiretamente, pelo aumento dos gastos do governo,

O que é crowding out?

O fenômeno de crowding out também é conhecido como Efeito de Deslocação ou Efeito de Evicção. Ocorre quando o governo aumenta os gastos públicos no intuito de expandir a economia, mas o efeito é anulado graças à elevação das taxas de juros e diminuição dos investimentos advindos do setor privado.

A existência desse efeito é explicada a partir de uma diminuição dos fatores de consumo em uma economia. Ou seja, o crowding out acontece porque estes fatores de consumo são suscetíveis às taxas de juros quando há aumento das despesas do Estado.

5 AMOSTRAS SUNO RESEARCH

Assim, como o Estado passa a concorrer com as entidades privadas que também se financiam por meio dos mercados monetários, se tem o aumento das taxas de juros, devido ao aumento da busca por fundos.

Por outro lado, o aumento da taxa de juros leva à diminuição do consumo privado e dos investimentos, visto que o financiamento se torna mais caro para as empresas.

Neste contexto temos o crowding out, que provoca a redução do investimento e de outros componentes de despesa agregada que são influenciadas pelas taxas de juros.

Como funciona o crowding out?

crowding-out

Tudo começa quando o governo procura criar uma política de expansão da economia nacional com o aumento de gastos públicos.

Então, para elevar os gastos, o governo precisa financiar a si mesmo através do aumento de impostos ou da emissão de títulos públicos. Assim, as taxas de juros aumentam para atrair novos investidores.

Logo, o aumento das taxas de juros por parte do governo influi nas demais taxas de juros do país, tendo como consequências:

  1. Encarecimento dos investimentos privados;
  2. Anulação total ou parcial da expansão econômica.

EBOOK COMO ANALISAR UMA ACAO

Portanto, com o efeito crowding out, a despesa pública aumenta, enquanto o Produto Interno Bruto (PIB), no período, não se elevou.

Desta forma, o endividamento aumenta proporcionalmente ao PIB, e surge uma armadilha de liquidez. Quando a política fica descompensada, acontece o crowding out total.

Crowding in e crowding out

Outro termo utilizado para analisar os efeitos econômicos do aumento de gastos públicos é o crowding in. Nesse caso, a diferença entre crowding in e crowding out é a seguinte:

Crowding out

  • Situação macroeconômica que advém de gastos deficitários do governo. Ou seja, o governo gasta mais do que o necessário, sendo obrigado a emprestar o restante para cobrir o déficit;
  • Assim, as taxas de juros tendem a aumentar e isso acaba diminuindo os investimentos corporativos. Para levantar mais fundos, o governo vai emitir títulos que vão atrair a maioria dos poupadores de títulos privados.
  • Desta forma, as instituições privadas sofrem uma redução no seu acesso às economias da economia.

PLANILHA DE CONTROLE DE INVESTIMENTOS

Crowding in

  • Também advém de gastos deficitários do governo, porém depende de quanto o governo emprega para aumentar a atividade econômica;
  • Com o aumento da atividade econômica, originam-se oportunidades para empresas obterem maior lucratividade. Assim, o setor privado precisa satisfazer às crescentes necessidades dos consumidores.

Portanto, crowding in e crowding out são conceitos que apresentam alguma semelhança, visto que ambos se originam de gastos deficitários do governo. Mas assim como o próprio nome sugere, o crowding in possui, de certa forma, o resultado oposto do crowding out.

SUNO DROPS INDICES DE MERCADO

Para entender melhor outros conceitos econômicos como o crowding out, fique ligado no conteúdo da Suno. Cadastre-se gratuitamente em nosso canal de WhatsApp e receba, diretamente no seu celular, as principais notícias econômicas e financeiras do Brasil e do mundo.

ACESSO RÁPIDO
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *