Semana do Fiagro

Weg (WEGE3) pagará R$ 181,6 milhões em JCP; veja valor por ação

Weg (WEGE3) pagará R$ 181,6 milhões em JCP; veja valor por ação
Weg (WEGE3). Foto: Divulgação

A Weg (WEGE3) comunicou nesta terça-feira (21) que vai pagar R$ 181,6 milhões em Juros Sobre Capital Próprio (JCP) aos seus acionistas.

De acordo com fato relevante, o valor dos proventos por ação será de R$ 0,04, que serão pagos em 17 de agosto.

Apenas os investidores com ações da Weg no dia 24 de junho terão direito de receber os rendimentos. A partir do dia 27 de junho, as ações serão negociadas sem direito aos dividendos.

Segundo documento arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), esses proventos fazem parte dos dividendos obrigatórios do exercício de 2022.

O valor dos JCP terá retenção do imposto de renda na fonte, com alíquota de 15%, resultando em aproximadamente R$ 0,03 por ação.

JCP da Weg

  • Valor total: R$ 181.661.262,12
  • Valor por ação: R$ 0,043294118
  • Data de corte: 24 de junho
  • Data do pagamento: 17 de agosto
  • Rendimento (dividend yield): 1,86%

Leia mais

Weg (WEGE3) é aposta segura e à prova de crise, diz BTG; ações sobem

Revisando sua tese, o BTG Pactual (BPAC11) recomenda compra para as ações da Weg (WEGE3). O preço-alvo da casa é de R$ 40, ante cerca de R$ 22 na cotação atual.

Para os analistas da casa, comprar as ações da Weg é fazer ‘uma aposta segura em tempos incertos’, dado o contexto de risco de recessão econômica.

“A crescente aversão ao risco em ações globais está forçando os investidores a buscar nomes defensivos em todo o mundo, inevitavelmente nos levando a revisar nosso modelo WEGE3, discutir recentes tendências e reconsiderar nossa aposta no nome, em meio à recente liquidação do mercado. Apesar de não sabermos por quanto tempo o bear market irá durar, os níveis de avaliação atuais e um modelo de negócios à prova de crises suportam nosso upgrade para recomendação de compra”, afirmam os analistas.

Vale lembrar que o BTG Pactual cobre a Weg há anos e nunca a deu recomendação de compra para a companhia.

São três as considerações sugeridas pelo BTG Pactual ao analisar a Weg:

  • Um ciclo perene de ramp-up, verticalização industrial e aumento da competitividade
  • Produtos com grande flexibilidade, pois os motores elétricos são aplicados em muitos processos industriais, e o sistema industrial minimiza os requisitos de capital
  • Fabricação e customização que dá exposição a várias tendências duradouras do setor, como energia eficiência e mobilidade elétrica, reforçando seu apelo ESG

“Visitamos a sede da Weg em Jaraguá do Sul (SC) esta semana para conferir nossos pensamentos sobre a resiliência do negócio. O feedback foi positivo, confirmando que a Weg está alavancando seu processo produtivo verticalmente integrado para ganhar participação de outros produtores que dependem muito de fornecedores terceirizados”, afirmam os analistas do BTG.

Os analistas destacam que a companhia está começando suas operações em outras regiões promissoras (por exemplo, Índia e Turquia) e deve apoiar continuidade do crescimento no mercado externo, além de proporcionar uma melhor utilização da planta (taxa de execução superiores aos volumes pré-pandemia).

“A principal razão para nossa antiga classificação Neutra foi o prêmio de risco exagerado da Weg ante pares globais. Depois de cair 28% no acumulado do ano, esse prêmio diminuiu para um histórico de 5 anos baixo, oferecendo um bom ponto de entrada”, dizem os analistas.

“Quando pensamos em uma empresa para comprar e manter, independente do preço, costumamos pensar na Weg – uma visão geralmente ofuscada por um rica valorização”, concluem.

Cotação

No pregão de hoje, a cotação das ações da Weg subiu 4,98%, cotada a R$ 25,30. No ano, o papel acumula baixa de 20,99%.

Victória Anhesini

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO