Vale (VALE3): provisionamentos interferiram nos números do 4T23, dizem analistas; ações sobem

Em relatório após a divulgação dos resultados do quarto trimestre de 2023 pela Vale (VALE3), analistas pontuaram que os números operacionais da companhia vieram alinhados com as expectativas, porém, com um lucro líquido abaixo do esperado, devido a maiores provisionamentos para a Samarco relacionados ao acidente de Mariana (MG). As ações da mineradora sobem na manhã desta sexta-feira no Ibovespa.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

Perto das 10h40, as ações ordinárias de Vale subiam 1,56%, cotadas a R$ 68,27, segundo o Status Invest.

Cotação VALE3

Gráfico gerado em: 23/02/2024
5 Dias

Em relatório, os analistas Igor Guedes, Lucas Bonventi e Rafael Chamadoira, da Genial Investimentos, destacam que a produção do minério de ferro da Vale no período superou o guidance atual, indicando um crescimento exemplar, consolidando um 4T23 muito forte se considerar a sazonalidade, para um trimestre que já é atingido por chuvas torrenciais à medida que a temperatura começa a esquentar no final do ano.

“Enquanto reconhecemos os desafios enfrentados pela Vale, principalmente com os impactos do acidente de Mariana + pressões do governo (que podem ter ocasionado a revogação das licenças em metais básicos), continuamos otimistas quanto ao seu desempenho futuro e forte geração de caixa, especialmente dada sua capacidade de adaptação e resiliência e capacidade de pagamento de dividendos“, acrescentam.

A Genial tem recomendação de ‘compra’ para as ações de Vale, com preço-alvo a R$ 67,22.

XP mantém visão positiva para a Vale após balanço; confira

Já a XP (XPBR31) acredita que os resultados do quarto trimestre da Vale mitigam parte dos riscos relacionados a custos que cercam a tese de investimento da mineradora, com espaço para o balanço melhorar assim que a transação da Vale Base Metals (VBM) for concluída (possivelmente abrindo espaço para posterior distribuição de dividendos).

“Por fim, mantemos nossa visão positiva para a Vale, dadas as nossas expectativas de que os preços do minério de ferro permaneçam em níveis elevados em 2024, resultando em um rendimento de dividendos atraente, e uma assimetria positiva em relação aos preços do minério de ferro (vemos a Vale precificando um desconto de 25% em relação aos preços spot do minério de ferro)”, ressaltam os analistas Lucas Laghi, Guilherme Nippes e Fernanda Urbano.

Dividendos da Vale ficaram abaixo das expectativas do Goldman; veja análise

Em relatório, analistas Márcio Farid, Gabriel Simões e Henrique Marques, do Goldman Sachs (GSGI34), pontuaram que os dividendos anunciados pela Vale de US$ 2,4 bilhões ficaram abaixo de suas expectativas de US$ 3 bilhões, o que acredita ser parcialmente explicado por uma abordagem mais conservadora do conselho devido a provisões adicionais relacionadas ao acidente da Samarco.

“Em 2024, esperamos que a dinâmica dos lucros surpreenda positivamente o mercado, uma vez que o Goldman espera um mercado de minério de ferro favorável, impulsionado pelas medidas de flexibilização da política em curso, juntamente com exportações resilientes na China e expectativas de um crescimento morno da oferta”, avalia a casa.

O Goldman Sachs tem recomendação de ‘compra’ para as ações de Vale, com preço-alvo a R$ 18,50.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

Vale (VALE3) tem lucro 34,75% menor no 4T23, a US$ 2,442 bilhões; veja os motivos

Vale teve um lucro líquido das operações continuadas de US$ 2,442 bilhões no quarto trimestre de 2023 (4T23), o que representa uma queda de 34,75% em relação ao mesmo período do ano anterior (4T22), quando o resultado foi de US$ 3,743 bilhões.

balanço da Vale também traz um lucro líquido das operações continuadas atribuído aos acionistas de US$ 2,418 bilhões, equivalente a uma baixa de 35,06% na comparação com o quarto trimestre de 2023.

resultado da Vale foi impactado negativamente pelo incremento na provisão atrelada ao rompimento da barragem da Samarco, cujo valor é de US$ 1,229 bilhão. Além disso, a mineradora também destaca um potencial acordo global com as autoridades brasileiras.

“Embora ainda sujeita a incertezas, nossa avaliação considera todas as informações disponíveis sobre o status do potencial acordo, os processos relacionados ao rompimento da barragem da Samarco e até em que medida a Samarco terá capacidade de contribuir com quaisquer desembolsos futuros”, destaca o novo balanço trimestral da Vale.

Outros resultados da Vale

receita líquida de vendas da Vale totalizou US$ 13,054 bilhões, com crescimento de 9,32% sobre os US$ 11,941 bilhões obtidos no 4T22 e 22,88% maior que o trimestre imediatamente anterior, quando o faturamento foi de US$ 10,623 bilhões.

Em termos ajustados das operações continuadas, o Ebitda da Vale, que representa o lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações da companhia, somou US$ 6,73 bilhões no último trimestre de 2023, cerca de 34,57% maior que os US$ 5,001 bilhões do 4T22.

Esse crescimento do Ebtida é atribuído ao desempenho operacional melhor da empresa, assim como ao aumento nos preços de minério de ferro. Já o Ebtida ajustado proforma das operações continuadas totalizou US$ 19,0 bilhões em 2023, com queda anual de 9%.

Vale no 4T23 registrou US$ 2,1 bilhões em investimentos, com aumento anual de US$ 331 milhões, sobretudo em razão dos aportes mais elevados em projetos relacionados às soluções de minério de ferro, como no Capanema e Estrada de Ferro Carajás. A companhia também investiu mais na melhoria de suas operações de mina de metais para transição energética.

Ao final de 2023, a dívida bruta e arrendamentos da Vale somavam US$ 13,9 bilhões, com redução trimestral de US$ 113 milhões.

Vale (VALE3) anuncia pagamento de dividendos; veja o valor por ação

A Vale anunciou, na noite desta quinta-feira (22), o pagamento de dividendos no valor bruto de R$ 2,738617408 por ação.

Os dividendos da Vale serão pagos aos acionistas que tiverem ações VALE3 na carteira no dia 11 de março. O valor cai na conta dos acionistas no dia 19 de março.

Já em relação às ADRs da Vale negociadas em Nova York, a data de corte é no dia 13 de março, e o pagamento ocorre a partir de 26 de março.

“O valor de dividendos a ser pago por ação pode sofrer pequena variação até as datas de corte em decorrência do programa de recompra de ações, que impacta o número de ações em tesouraria. Sendo o caso, a Companhia fará um novo Aviso aos Acionistas informando o valor final por ação”, complementou a Vale em comunicado.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Giovanni Porfírio Jacomino

Compartilhe sua opinião