AGENDA

Taurus (TASA4), Marfrig (MRFG3) e BR Distribuidora (BRDT3) são destaques

Taurus (TASA4), Marfrig (MRFG3) e BR Distribuidora (BRDT3) são destaques
Taurus. Foto: Divulgação

Nos destaques de empresas desta quarta-feira (11) chama atenção do mercado o lucro da Taurus (TASA4) que cresceu cinco vezes no segundo trimestre deste ano com a demanda aquecida.

Além da Taurus, a Marfrig (MRFG3) que anunciou o pagamento de R$ 958,3 milhões em dividendos intercalares, com base nos lucros apurados no período de abril a junho. A BR Distribuidora (BRDT3) anotou um lucro líquido de R$ 382 milhões, alta de 103,2% em comparação com o mesmo período no ano passado.

Por sua vez, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) autorizou o Santander (SANB11) para o registro de companhia aberta para a Getnet. A NotreDame (GNDI3) reverteu lucro e teve prejuízo de R$ 48 milhões no segundo trimestre e o lucro da Qualicorp (QUAL3) caiu 28,4% no período.

Veja os destaques de empresas desta quarta-feira:

Taurus

A Taurus registrou um lucro líquido de R$ 193,6 milhões no segundo trimestre deste ano, alta de 395,1% em relação ao ganho de R$ 39,1 milhões apurado ao final de junho de 2020.

O valor apurado entre abril e junho é superior ainda ao registrado no primeiro trimestre, quando a Taurus lucrou R$ 68,1 milhões. Foi o quarto trimestre consecutivo de resultados positivos da fabricante de armas.

Marfrig

A Marfrig Global Foods anunciou que vai fazer o pagamento de R$ 958,3 milhões em dividendos intercalares, com base nos lucros apurados no segundo trimestre.

O montante total a ser distribuído como dividendos intercalares corresponde a pouco mais de R$ 1,40 por ação da Marfrig. O pagamento desses dividendos será feito no dia 28 de setembro, mas apenas os investidores com ações da companhia ao final do dia 10 de setembro terão direito de receber os papéis.

BR Distribuidora

A BR Distribuidora divulgou seus resultados no segundo trimestre deste ano. A companhia anotou um lucro líquido de R$ 382 milhões, alta de 103,2% em comparação com o ganho apurado um ano antes.

Na comparação com o primeiro trimestre de 2021, porém, o lucro líquido da BR Distribuidora recuou: chegou a R$ 492 milhões, queda de 22,4%.

Santander

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) concedeu o registro de companhia aberta para a Getnet, empresa de adquirência do Santander Brasil, na operação de cisão parcial do banco.

De acordo com fato relevante do Santander, no dia 5 de agosto, a B3 (B3SA3) também já tinha aceitado o pedido de listagem da Getnet e a admissão de negociação das ações e das units de emissão da adquirente.

NotreDame

A NotreDame Intermédica obteve um prejuízo de R$ 48 milhões no segundo trimestre deste ano, ante o lucro líquido de R$ 223,4 milhões no mesmo período no ano passado. O prejuízo de abril a junho se deu em meio a as novas aquisições, a piora na sinistralidade de caixa, queda do ticket médio e crescimento da dívida líquida.

De acordo com o balanço da NotreDame, a aquisição do Grupo Medisanitas contribui na demonstração consolidada do resultado para o período de seis meses findo em 30 de junho de 2021 de uma receita de R$ 152,685 milhões e um prejuízo no período de R$ 4,504 milhões.

Qualicorp

A queda no lucro da Qualicorp já era esperada por analistas, mas não de forma tão acentuada. Bancos como BTG Pactual (BPAC11), Itaú (ITUB4) e Credit Suisse estimavam uma redução de 8,44% para o segundo trimestre de 2021, com base na comparação anual.

De acordo com o balanço divulgado pela Qualicorp, a diminuição no lucro líquido da empresa foi de 28,4%. O lucro registrado entre abril, maio e junho somou R$ 90,3 milhões frente aos R$ 126,1 milhões de um ano atrás.

Os destaques de empresas do Suno Notícias mostram os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia, como a Taurus que deve ser foco dos investidores.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião