Patrocinado por:

S&P 500 abre semana levemente em queda, com contínuas preocupações

S&P 500 abre semana levemente em queda, com contínuas preocupações
S&P 500. Foto: Pixabay.

O S&P 500 opera em queda no mercado futuro da manhã desta segunda-feira (17), prolongando as preocupações com a política monetária norte-americana em meio às pressões inflacionárias e economia ainda em recuperação.

Por volta das 8h26 desta segunda-feira (17), o S&P 500 recuava 0,39%, para 4.152,88 pontos. A Nasdaq, por sua vez, caía 0,45%, a 13.326,25 pontos. Com a temporada de balanços corporativos chegando ao fim, os investidores voltam suas atenções deste a última semana para os riscos de aumento da taxa de juros nos Estados Unidos.

Na tarde da próxima quarta-feira (19), o Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês) apresentará a ata de sua última reunião, e marca o evento econômico da semana, que ficará no radar do mercado.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Nos últimos meses, os integrantes do Federal Reserve (Fed) têm reforçado a ideia de que as pressões inflacionárias são passageiras e estão sob controle. A meta de inflação em 2% nos próximos anos deve ser perseguida e caso ultrapasse esse patamar, o BC do país diz que possui as ferramentas necessárias para atenuar este processo.

Na última semana, entretanto, os dados de inflação aos consumidores e produtores ficaram significativamente acima do estimado pelo mercado, pesando sobre as Bolsas. Por outro lado, o payroll de abril ficou abaixo das expectativas, mostrando que o apoio à atividade deve permanecer.

No mercado de commodities, o ouro sobe 0,60%, para US$ 1.848 a onça troy, seu nível mais alto dos últimos três meses, com os investidores voltando a procurar ativos de reserva de valor. O dinheiro começou a fluir de volta para o SPDR Gold Trust, o maior fundo negociado em bolsa lastreado em ouro, em maio.

Ontem, o Bitcoin tombou após o CEO da Tesla (TSLA34), Elon Musk, dizer que a companhia poderia ter vendido sua posição na criptomoeda. Nesta manhã, contudo, o movimento foi estabilizado após o executivo dizer que a companhia não se desfez de seus bitcoins.

Os dados econômicos chineses foram lidos com otimismo na Ásia, o que fez com que a Bolsa do país fechasse em alta, mas não impede que o dia seja mais cauteloso, diz o economista Roberto Padovani, do Banco BV. “A mesma história vale para os Estados Unidos, com uma semana importante com ata do FOMC, que sugere cautela na abertura.”

S&P 500 e as Bolsas mundiais

Confira o desempenho das principais bolsas mundiais por volta das 8h43:

  • S&P 500 futuro: -0,43%
  • Nasdaq futuro: -0,50%
  • DAX 30 (Alemanha): -0,39%
  • FTSE 100 (Inglaterra): -0,67%
  • Euro Stoxx 50: -0,57%
  • SSE Composite (Xangai): +0,78% (fechada)
  • Nikkei 225 (Japão): -0,92% (fechada)

As bolsas mundiais abriram maio de forma positiva, mas devolvem parte dos ganhos com as recentes quedas. O S&P 500 e os mercados internacionais também observam o desdobramento dos novos estímulos monetários do presidente Joe Biden e o impactos da pandemia no mundo.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião