AGENDA

S&P 500 e Nasdaq avançam antes de Fed e dados do varejo

S&P 500 e Nasdaq avançam antes de Fed e dados do varejo
Foto: Pixabay.

Após renovar o topo histórico mais uma vez, o S&P 500 opera em leve alta no mercado futuro desta terça-feira (15), esperando as definições da política monetária norte-americana. As Treasuries de 10 anos também registram alta nesta manhã, mas ainda permanecem abaixo do patamar das últimas semanas, a 1,499%.

Por volta das 8h10, o S&P 500 subia 0,10%, para 4.249,62 pontos. A Nasdaq, por sua vez, avançava 0,11%, a 14.133,38 pontos. Às 10h30 (horário de Brasília) serão divulgados os dados de gastos no varejo em maio, mostrando quanto os estadunidenses gastaram em lojas, restaurantes e comércio eletrônico.

Economistas ouvidos pelo The Wall Street Journal estimam que as vendas no varejo recuem com base na queda das vendas de automóveis, menores estimulos monetários e que os gastos troquem os bens pelos serviços, dada a reabertura das atividades no país.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Hoje começa a reunião do Federal Reserve (Fed), com os integrantes do comitê estudando os próximos passos da economia norte-americana. Os integrantes dos BC devem transmitir a posição dos formadores de política monetária sobre as pressões inflacionárias dos últimos meses.

Parte do mercado tem entendido que o aumento nos preços se deve por conta do descasamento entre oferta e demanda na economia, ainda em função dos impactos da pandemia da Covid-19. Com isso, esse movimento pode ser temporário e, até então, está sob controle do Fed.

Por enquanto, a taxa de juros referencial norte-americana, que está zerada, deve permanecer da mesma forma. Investidores acreditam que o Fed deva permanecer com sua ideia de não elevar a taxa até 2023, procurando atingir o pleno emprego no país novamente.

No âmbito político, chama atenção o encontro entre Joe Biden e o presidente da Rússia, Vladmir Putin, marcado para a próxima quarta-feira (16), em Genebra. A secretária do Tesouro, Janete Yellen, falará à Câmara norte-americana sobre o orçamento público na quinta-feira (17). Entre quinta e sexta-feira (18), Suíça, Noruega e Japão decidirão os rumos de sua política monetária.

“Os primeiros passos desta terça-feira são de cautela, com uma agenda econômica pesada nos Estados Unidos”, disse Roberto Padovani, economista do Banco BV. “Há uma postura defensiva e difusa antes da definição de política monetária norte-americana, embora os ativos apresentem um bom comportamento.”

S&P 500 e as bolsas mundiais

Confira o desempenho das principais bolsas mundiais por volta das 8h25:

  • S&P 500 futuro: +0,10%
  • Nasdaq futuro: +0,16%
  • DAX 30 (Alemanha): +0,52%
  • FTSE 100 (Inglaterra): +0,43%
  • Euro Stoxx 50: +0,47%
  • SSE Composite (Xangai): -0,92% (fechada)
  • Nikkei 225 (Japão): +0,96% (fechada)

Os mercados abriram junho de forma estável, buscando dar continuidade aos ganhos dos últimos quatro meses. O S&P 500 e os mercados internacionais, todavia, digerem o desdobramento dos gastos do governo estadunidense e a recuperação econômica em meio à pandemia.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião