Semana do ESG

Sanepar (SAPR11): resultados fracos desanimam analistas; ações caem

Sanepar (SAPR11): resultados fracos desanimam analistas; ações caem
Sanepar (SAPR11) - Fonte: Pixabay

Os resultados da Sanepar (SAPR11) do trimestre de 2022 (2T22) não agradaram o mercado, com um lucro líquido ajustado de R$ 233,8 milhões, ou seja, 29,5% menor que o resultado do segundo trimestre do ano passado. As ações da companhia reagem em queda de mais de 4%.

A receita líquida da empresa alcançou o patamar de R$ 1,3 bilhão no trimestre, alta de 6,7% na comparação de base anual. Porém, a maioria dos resultados apresentados não agradaram os analistas.

A XP não gostou dos resultados de Sanepar

Os analistas da XP dizem que os números ficaram abaixo de suas estimativas e aquém do consenso de mercado. “Os resultados mais fracos podem ser explicados por um descasamento entre o aumento de custos devido à inflação e a postergação de parte do reajuste tarifário pelo regulador”, afirmam.

Deste modo, a XP comenta que os custos gerenciáveis ​​(PMSO) aumentaram em 14%. Com despesas maiores, o Ebitda da Sanepar (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) chegou ao valor de R$ 442,9 milhões, uma baixa de 23,9% em relação ao mesmo período em 2021.

Com avaliação negativa da XP, seus analistas acreditam que o risco regulatório no setor é persistente, trazendo incertezas em relação à 2ª e última fase da revisão tarifária. Por isso, a XP mantém sua recomendação neutra para SAPR11, com preço-alvo de R$ 26,0/unit.

Banco Safra: “esperamos uma reação ligeiramente negativa do mercado”

O Banco Safra também não gostou do que viu. Os analistas do banco comentam que os resultados foram impactados por “R$ 41,5 milhões referentes à atualização de contratos de microrregiões e R$ 24,9 milhões em relação à ação judicial referente a tarifa cobrada indevidamente”.

Deste modo, os analistas mostraram que o Ebtida comparável de R$ 509 milhões ficou  16% aquém das suas estimativas, além de ter ficado 17% abaixo do consenso do mercado. Com números esses números considerados negativos, o Safra também mantém recomendação neutra para a Sanepar, com preço alvo em R$ 25,80.

Os analistas do banco não acreditam em um impulso em suas ações no curto prazo, “pois a Segunda Fase da Revisão Tarifária deve ocorrer apenas em abril de 2023”, afirmam.

Cotação de Sanepar (SAPR4)

Parece que o mercado realmente não apreciou os resultados divulgados. Na tarde desta sexta-feira (5), as ações da Sanepar caem cerca de 4,3%, cotadas a R$ 18,49.

Gustavo Bianch

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO