AGENDA

Safra não teme concorrência com B3 (B3SA3) e vê ‘oportunidade de compra’

Safra não teme concorrência com B3 (B3SA3) e vê ‘oportunidade de compra’
B3. Foto: Divulgação

O Safra revisou o preço-alvo para B3 (B3SA3) de R$ 23,00 para R$ 21,00, mantendo o rating de Compra, para incorporar resultados de ganhos recentes, novas premissas macro e estimativas para o volume médio diário de trading (ADTV).

Apesar do desempenho positivo do valor de mercado dos ativos listados na Bolsa brasileira, o banco assumiu premissas mais conservadoras para a velocidade de giro na B3, depois do nível recorde de ADTV no início do ano. A mudança se deve a uma acomodação do indicador e suscitou a redução do target.

Ainda assim, a empresa permanece, na visão do Safra, com fundamentos sólidos, com forte geração de fluxo de caixa livre e boas perspectivas de volumes negociados para os próximos anos. “Não vemos uma razão importante para explicar a fraqueza das ações da B3 (B3SA3) nas últimas semanas.”

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Recentemente, as ações da companhia foram pressionadas por ruídos relativos a uma possível concorrência. Os temores foram disparados após a saída do executivo da XP José Berenguer do conselho da B3 e a aprovação do Banco Central (BC) para a Mark2Market se tornar uma depositária de Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA). Os números mais fracos foram fatores adicionais para o recuo nos papéis da Bolsa brasileira.

“Embora o aumento da concorrência para a B3SA3 seja algo que deva acontecer no futuro, acreditamos que esse risco pode não ser iminente,” avaliou o Safra. “Mesmo que isso aconteça (caso a CVM permita), acreditamos que o impacto nos resultados da B3 não deva ser tão significativo.”

Queda nas ações da B3 é oportunidade de compra

A análise do banco leva a uma conclusão: as ações da B3 estão baratas.

O vento favorável do mercado de capitais brasileiro, aliado a um modelo de negócios diversificado, com receitas baseadas em derivativos, produtos de renda fixa, dados de mercado, negociação, compensação e custódia, reforça a tese, de acordo com relatório.

“Acreditamos que esta recente reação negativa do preço trouxe uma oportunidade de compra para as ações B3.”

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião