Radar: Vale (VALE3) anuncia dividendos e JCP de R$ 2,33 por ação, Petrobras (PETR4) tem alta na produção e Marisa (AMAR3) fecha empréstimo milionário

Vale (VALE3), em fato relevante, comunicou duas decisões importantes às vésperas da divulgação do seu balanço financeiro, que ocorre também nesta quinta-feira (26).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-2.png

A mineradora anunciou um novo programa de recompra de ações. Além disso, também foram divulgados dividendos da Vale.

No caso dos proventos, a companhia anunciou que pagará o valor bruto de R$ 2,331661567 por ação para quem tem ações da Vale na carteira.

Dessa cifra, serão R$ 1,565890809 por ação VALE3 como dividendos e R$ 0,765770758 por ação como juros sobre o capital próprio.

A data de corte será o dia 21 de novembro. Ou seja, após isso – no dia 22 – os papéis passam a ser negociados sem direito aos dividendos.

Já o pagamento de dividendos será feito aos acionistas no dia 1º de dezembro deste ano.

“O montante distribuído está em linha com a Política de Remuneração aos Acionistas da Companhia e será declarado com base no lucro apurado no balanço levantado em 30 de setembro de 2023, referindo-se à antecipação da destinação do resultado do exercício de 2023”, explica a companhia.

Além de Vale, confira outros destaques desta quinta-feira:

Petrobras (PETR4) aumenta produção anual em 8,8% no 3T23 e registra dois novos recordes

  • A produção média de óleo, LGN e gás natural da Petrobras (PETR4) somou 2,88 milhões de barris diários (MMboed) no terceiro trimestre de 2023 (3T23), o que representa uma alta de 9,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior. Esse número foi considerado como um “bom” desempenho operacional pela empresa. Na comparação anual, a produção de óleo e gás teve alta de 8,8%, para 2,877 mi boed.
  • relatório de produção da Petrobras aponta que esse aumento se deu principalmente pelo melhor desempenho operacional das plataformas do pré-sal e também pelo volume inferior de perdas por paradas e manutenções.
  • Outro fator que impactou positivamente a produção da Petrobras no 3T23 foi o ramp-up das plataformas P-71, no campo de Itapu, FPSO Almirante Barroso, no campo de Búzios e FPSO Anna Nery, no campo de Marlim.
  • resultado do relatório de produção da Petrobras também foi impulsionado pelo começo da produção do FPSO Anita Garibaldi, nos campos de Marlim e Voador, assim como pela entrada de novos poços de projetos nas Bacias de Campos e Santos, de maneira complementar.
  • “Esses efeitos foram parcialmente compensados pelo declínio natural de campos maduros e por desinvestimentos”, acrescentou o relatório da Petrobras.

Lojas Marisa (AMAR3) fecha empréstimo de R$ 65 milhões com BTG e marca sua volta ao mercado de crédito

  • Em comunicado divulgado nesta quinta-feira (26), a Lojas Marisa destacou que o contrato de empréstimo com o BTG tem um prazo de 3 anos.
  • A empresa considera que a sua volta ao mercado de crédito bancário “caracteriza um reconhecimento concreto dos avanços estruturais que foi capaz de implementar e, principalmente, da força e resiliência da sua marca”.
  • empréstimo da Marisa é garantido pelos direitos creditórios por ela detidos, vindos do processo judicial referente à incidência de ICMS na base de cálculo de PIS e COFINS.
  • A empresa reforça que vai continuar sendo proprietária dos direitos creditórios, já que somente uma parcela será transformada em precatórios. Desse modo, a Lojas Marisa poderá ainda compensar aproximadamente R$ 85 milhões na vigência da operação de crédito.
  • Somada a essa operação com o BTG Pactual, o reforço de capital de giro vai ser de R$ 150 milhões. Apesar disso, o desembolso da transação ainda está condicionado ao cumprimento das condições contratuais.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-1.png

Oi (OIBR3) contrata Citi e BTG Pactual para tentar monetizar UPI ClientCo

  • Oi (OIBR3) irá contratar o Citi o BTG Pactual para avaliar alternativas de monetização da unidade UPI ClientCo.
  • A decisão foi tomada pelo Conselho de Administração da Oi e informada em fato relevante divulgado nesta quinta-feira (26).
  • Em seu comunicado a companhia de telecomunicações acrescentou que a medida está em linha com os objetivos traçados em seu plano de recuperação judicial.

Vale (VALE3): lucro tem queda de 36% no 3T23, para US$ 2,836 bi

  • Vale (VALE3) reportou na noite desta quinta-feira (26) um lucro líquido de US$ 2,836 bilhões no terceiro trimestre de 2023, valor 36,3% inferior ao anotado no mesmo período de 2022 e 217% acima do lucro obtido no segundo trimestre deste ano.
  • resultado da Vale no 3T23, mais fraco na comparação anual, já era esperado com o relatório de produção divulgado uma semana antes, que havia apontado uma queda de 4% na produção de minério de ferro – principal produto da companhia – devido à menor produção no complexo de Paraopeba e à menor produção de Serra Norte.
  • Em reais, o resultado foi de R$ 13,864 bilhões, contra R$ 23,286 bilhões no terceiro trimestre de 2022, o que representa um recuo de 40,4%.
  • receita líquida de vendas da Vale aumentou 6,9% em base anual e 9,8% na comparação trimestral, totalizando US$ 10,623 bilhões no terceiro trimestre, graças ao preço do minério de ferro, que se recuperou no último trimestre com a retomada do mercado asiático.
  • O Ebitda da Vale (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) em base ajustada das operações continuadas totalizou US$ 4,482 bilhões no trimestre, volume que equivale a um aumento de 12% na comparação anual e 8% na trimestral.
  • O Ebitda do negócio de Soluções de Minério de Ferro aumentou 18% em um ano e 13% ante o trimestre imediatamente anterior, devido, sobretudo, aos maiores preços realizados de minério de ferro e aos maiores volumes de vendas.

Pão de Açúcar (PCAR3) deve “apresentar melhora operacional” no 3T23; analistas recomendam compra das ações 

  • Pão de Açúcar (PCAR3) deve apresentar mais um trimestre de melhora operacional, destaca a Genial Investimento, que recomenda compra das ações. De acordo com os analistas da corretora, o maior fluxo de clientes e a categoria de perecíveis vão melhorar a rentabilidade da companhia. 
  • Segundo a Genial, o GPA deve ter um trimestre de maior faturamento, com destaque no maior SSS (vendas na mesma loja) entre os pares, registrando alta de 7%. 
  • Os analistas destacam três fatores que impulsionam os grupo Pão de Açúcar: 
  • Desinflação de carne e frango
  • Ajuste de exposição aos sortimentos da categoria frutas, legumes e verduras
  • Fluxo retomando a supermercado premium
  • Outro ponto citado pela casa é a alavancagem financeira, que pode ser reduzida substancialmente em 2024. No entanto, os analistas ainda são cautelosos sobre dois pontos: o impacto dos benefícios fiscais para empresa e o aumento da provisão para contingências trabalhistas.  
  • Neste contexto, a Genial recomenda a compra das ações do Pão de Açúcar, com preço-alvo de R$ 5, um upside de 43%.

Suzano (SUZB3) reverte lucro bilionário e tem prejuízo de R$ 729 mi no 3T23

  • Suzano (SUZB3) registrou prejuízo líquido de R$ 729 milhões no terceiro trimestre deste ano, revertendo o lucro líquido de R$ 5,448 bilhões apurado no mesmo período do ano passado, de acordo com o balanço divulgado nesta quinta-feira, 26.
  • Segundo a companhia, o resultado do 3T23 da Suzano é explicado em grande parte pela redução no resultado operacional (queda da receita líquida da Suzano) e pela variação negativa no resultado financeiro, como resultado da desvalorização cambial sobre a dívida e sobre as operações com derivativos.
  • “Esses efeitos foram parcialmente compensados sobretudo pelo crédito de IR/CSLL diferidos, incidentes principalmente sobre os resultados negativos de variação cambial e operações com derivativos”, afirma a Suzano.
  • Ebitda da Suzano (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado atingiu R$ 3,695 bilhões, queda de 57% na comparação com o terceiro trimestre de 2022. Também houve redução de 6% em relação ao segundo trimestre deste ano.
  • Para justificar o recuo anualizado do Ebitda, a Suzano cita quatro razões:
  • menor preço médio líquido da celulose em dólar (-33%),
  • menor volume vendido (-10%), pela desvalorização do dólar frente ao real (-7%);
  • maior SG&A (+12%), sobretudo por maiores despesas administrativas decorrente de maiores gastos com pessoal (remuneração variável)
  • incorporação das despesas como resultado da aquisição do negócio de tissue da Kimberly Clark no Brasil, conforme explicado anteriormente.
  • receita líquida da Suzano de julho a setembro ficou em R$ 8.948 bilhões no período de julho a setembro, o que representa um recuo de 37% na comparação anualizada e de 2% ante o trimestre anterior.

Bradesco (BBDC4): analistas mantêm cautela: “Resultados do 3T23 devem vir pressionados”

  • Bradesco (BBDC4) deve continuar com resultados pressionados no terceiro trimestre de 2023 (3T23), com uma rentabilidade ainda aquém de um cenário mais normalizado, projeta a Genial Investimentos. No entanto, a corretora recomenda manter as ações do banco. 
  • “Em linhas gerais, esperamos um Bradesco com 3T23 fraco, apesar do crescimento trimestre a trimestre. O 3T23 deve ser beneficiado por uma margem com mercado saindo do negativo para algo mais próximo ao breakeven ( lucro zero)”, explica a Genial. 
  • Neste contexto, a equipe da corretora estima um lucro líquido no 3T23 de R$ 4,78 bilhões, com uma alta de 5,9% ante trimestre anterior, mas queda de 8,4% na base anual. 
  • Para o ano de 2023, a estimativa é de um lucro de R$ 19,06 bilhões, queda de -7,8% na comparação anual. “A rentabilidade (ROE) deve continuar fraca no 3T23, em 11,93%, bem abaixo do histórico e de outros bancos pares (Itaú e Banco do Brasil), mas com uma leve melhora em relação ao trimestre passado com um ROE de 11,49%”, diz a Genial. 
  • Em relação a 2024, a Genial espera uma retomada da receita total impulsionada pela queda da Selic, crescimento da margem com clientes e melhoria do mix com maior spread devido a retomada de apetite de risco, além da divisão de seguros mantendo bons resultados.  
  • “Do lado de custos, as provisões de crédito devem ficar relativamente mais comportadas, com queda quando comparado com 2023, além de um gasto mais contido com a linha de outras despesas administrativas  já normalizadas”, esclarecem os analistas. 
  • A partir disso, a corretora recomenda manter as ações do Bradesco, com preço-alvo de R$ 17,30, upside de 22,18%. 

Da Vale à Lojas Marisa, essas foram as empresas que se destacaram hoje. Para ler todas as matérias clique aqui.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Vanessa Loiola

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno