Resultados do 2T22

Radar: Pires desiste da Petrobras (PETR4), BrasilAgro (AGRO3) pagará R$ 200 mi em dividendos, Renner (LREN3) compra startup

Radar: Pires desiste da Petrobras (PETR4), BrasilAgro (AGRO3) pagará R$ 200 mi em dividendos, Renner (LREN3) compra startup
Petrobras: devolução mais recente se refere ao acordo de colaboração premiada celebrado pelo Ministério Público Federal do Rio de Janeiro (MPF/RJ) com executivos da Carioca Engenharia Foto: Reprodução - Facebook

O indicado pelo governo para ser o novo presidente da Petrobras (PETR4), Adriano Pires, desistiu de assumir o controle da estatal petroleira em meio aos atritos que a direção da companhia vive com o governo federal. As informações são da coluna da jornalista Malu Gaspar, em O Globo. O Ministério das Minas e Energia confirmou ter recebido carta de Pires declinando do convite para assumir a presidência da estatal.

Adriano Pires, que havia sido indicado na última semana para ser o novo presidente da Petrobras, comunicou nesta manhã o Palácio do Planalto da decisão de não concorrer mais ao posto.

A decisão de Pires segue caminho parecido à do presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, que havia sido indicado pelo Ministério de Minas e Energia para concorrer à presidência do Conselho de Administração da Petrobras.

Em nota, após a derrota do clube para o Fluminense na final do Campeonato Carioca, Landim disse: “Apesar do tamanho e da importância da Petrobras para o nosso país, e da enorme honra para mim em exercer este cargo, […] resolvi abrir mão desta indicação, concentrando todo meu tempo e dedicação para o ainda maior fortalecimento do nosso Flamengo.”

Segundo o jornal, tanto Landim quanto Pires decidiram renunciar ao posto após questões de conflito de interesses.

Pires atende, entre os clientes, o empresário e sócio de distribuidoras de gás Carlos Suarez, que é também amigo de décadas de Rodolfo Landim. O indicado do governo para a presidência da estatal também atende a Abegás, associação do setor, e a Compass, concessionária de gás do empresário Rubens Ometto, e de diversas outras empresas do setor.

Por conta disso, os nomes de Landim e Pires teriam dificuldades em passar pelo comitê interno da Petrobras que avaliaria se ambos têm condições de ocupar os postos aos quais foram indicados.

Mais cedo, segundo a coluna, os relatórios da Diretoria de Governança e Conformidade da Petrobras sobre o histórico executivo de Landim e Pires “assustaram” o ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, e técnicos da Corregedoria Geral da União pela possibilidade de danos à imagem da Petrobras.

Além da Petrobras, confira outros destaques desta segunda-feira:

BrasilAgro (AGRO3) vai distribuir R$ 200 milhões em dividendos; veja valor por ação

  • A BrasilAgro (AGRO3) vai pagar R$ 200 milhões em dividendos intermediários aos seus acionistas, proposta aprovada nesta segunda-feira (4) pelo Conselho de Administração da empresa.
  • O valor do dividendo por ação será de R$ 2,01629324. O pagamento será feito até o dia 29 de abril.
  • Apenas os investidores com ações da BrasilAgro no dia 7 de abril terão direito de receber os rendimentos. A partir do dia 8 de abril as ações serão negociadas sem direito aos dividendos.
  • Segundo documento arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a BrasilAgro afirmou que esses proventos fazem parte dos dividendos obrigatórios do exercício de 2021, baseado no saldo da reserva de lucros estatutária denominada “Reserva para Investimento e Expansão”.
  • Valor total: R$ 200 milhões
  • Valor por ação: R$ 2,016
  • Data de corte: 7 de abril
  • Data do pagamento: até 29 de abril
  • Rendimento (dividend yield): 8,15%
  • Em 2021, a BrasilAgro realizou apenas uma rodada de distribuição de JCP aos seus acionistas, de R$ 2,62118122 em proventos pagos por ação, equivalentes a 8,15% de dividend yield.

Odontoprev (ODPV3) anuncia pagamento de dividendos no total de R$ 40,5 milhões

  • A Odontoprev (ODPV3) anunciou nesta segunda-feira (4) que fará o pagamento de R$ 40,5 milhões em dividendos aos seus acionistas.
  • Em fato relevante à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa diz que o valor dos dividendos por ação da Odontoprev será de R$ 0,0790594080, desconsideradas, segundo o documento, “4.267.400 ações atualmente em Tesouraria, após cancelamento de ações”.
  • Hoje a empresa aprovou desdobramento das ações na proporção de 1X10, criando 51.678.709 de ações ON, sem alteração do capital social. A Odontoprev acrescenta: “Para fins informativos, após desdobramento de ações aprovado em Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária hoje, o valor do dividendo por ação foi de R$0,0718721890.”
  • O pagamento será feito em 5 de outubro de 2022.
  • Apenas os investidores com ações da Odontoprev ao final do pregão de 4 de abril terão direito de receber os rendimentos. A partir do dia 5 de abril, as ações serão negociadas sem direito aos dividendos.
  • Valor total: R$ 40.519.503,69
  • Valor por ação: R$ 0,0790594080
  • Data de corte: 4 de abril
  • Data do pagamento: 5 de outubro

Blau Farmacêutica (BLAU3) vai pagar R$ 24,9 milhões em JCP; veja valor por ação

  • A Blau Farmacêutica (BLAU3) divulgou nesta segunda-feira (4) que o Conselho de Administração da companhia vai pagar R$ 24,9 milhões em Juros Sobre Capital Próprio (JCP) aos seus acionistas.
  • De acordo com fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o valor dos proventos por ação será de R$ 0,1391133841, que serão pagos em 19 de abril. A empresa informa que esse valor não contabiliza a incidência do Imposto de Renda, que para a pessoa física é de 15% a alíquota, descontada na fonte.
  • Apenas os investidores com ações da Blau Farmacêutica ao final do pregão no dia 7 de abril terão direito de receber os rendimentos. A partir do dia 8 de abril, as ações serão negociadas sem direito aos dividendos.
  • A Blau Farmacêutica informou que esses proventos fazem parte dos dividendos mínimos obrigatórios do exercício de 2022.
  • Valor total: R$ 24.956.097,95
  • Valor por ação: R$ 0,1391133841
  • Data de corte: 7 de abril
  • Data do pagamento: 19 de abril
  • Rendimento (dividend yield): 1,50%
  • Em 2021, a Blau Farmacêutica fez duas rodadas de distribuição de JCP aos seus acionistas, somando R$ 0,12542 em proventos pagos por ação, equivalentes a 1,50% de dividend yield.

Lojas Renner (LREN3) compra startup especializada em entregas Uello Tecnologia

  • A Lojas Renner (LREN3) anunciou nesta segunda (4) a compra, por meio da subsidiária RLog Investimentos, da startup Uello Tecnologia, especializada em entregas urbanas. O valor da transação não foi revelado.
  • O comunicado da Renner à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) sobre a aquisição da startup detalha: “Fundada em 2017, a Uello é uma logtech nativa digital focada em entregas urbanas. Oferece uma solução completa e customizada de gestão de logística para médios e grandes clientes corporativos, incluindo entregas last milecom gestão de rotas, tracking e notificações de pedido, bem como aplicativo para os motoristas.”
  • A Uello atua principalmente em São Paulo e está iniciando as operações no Rio de Janeiro e Minas Gerais, com planos de expansão nacional e internacional, segundo a apresentação da Renner sobre a aquisição. A logtech acumula 5 milhões de entregas nos últimos 12 meses por meio de 2 mil parceiros e 10 hubs.
  • “A operação representa mais um passo rumo à consolidação do ecossistema de moda e lifestyle da Lojas Renner e beneficiará a sua plataforma logística, trazendo mais encantamento à jornada do consumidor”, diz a varejista.
  • A Renner espera potencializar a Uello, por meio de sinergias comerciais e operacionais. “O ecossistema tem um potencial muito grande sob exploração e a companhia continuará aliando investimentos orgânicos e inorgânicos para acelerar esta construção”, complementa.

Totvs (TOTS3) compra Gesplan, empresa de gestão financeira, por R$ 40 milhões

  • A Totvs (TOTS3) divulgou nesta segunda-feira (4) que comprou a Gesplan, companhia de soluções de planejamento e gestão financeira, por R$ 40 milhões.
  • De acordo com fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o contrato entre as empresas prevê o pagamento de preço de compra complementar sujeito ao atingimento de metas estabelecidas para a empresa adquirida relativas aos exercícios de 2022 e 2023 e ao cumprimento de outras condições.
  • Em nota, a Totvs informa que a Gesplan “já está presente no mercado há 20 anos, providenciando soluções de planejamento e gestão financeira, que operam no ambiente transacional de forma integrada com os ERPs.” O destaque principal é a solução SaaS (Software como Serviço) de gestão integrada de Tesouraria (Cash & Treasury Management).
  • A companhia adquirida pela Totvs possui cerca de 190 clientes, entre grupos econômicos nacionais e internacionais. Em 2021, a Gesplan auferiu receita bruta de aproximadamente R$ 16 milhões em 2021, segundo a companhia.
  • “Com as soluções especialistas da Gesplan, a Totvs aumenta a cobertura e a profundidade funcional de seu portfólio da dimensão de negócios de gestão, em particular no seu módulo financeiro, bem como sua habilidade de atender as necessidades de seus clientes de forma ainda mais completa”, afirma a nota.
  • Por fim, a Totvs vê a aquisição como uma forma de agregar mais acesso e inteligência de dados, “que possibilitam o desenvolvimento de novas ofertas de soluções sob medida”.
  • De acordo com a equipe de Research da Ativa Investimentos, ainda que o valor da aquisição seja pequeno, levando-se em conta a dimensão da Totvs, o anúncio é positivo para a empresa, “porque demonstra que a empresa está atenta a novas oportunidades e aproveita sua forte geração de caixa e o momento de incertezas da economia local para expandir sua participação de mercado em segmentos interessantes”.

Da Petrobras a Totvs, essas foram as empresas que se destacaram hoje. Para ler todas as matérias clique aqui.

Victória Anhesini

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO