Radar: Investimentos bilionários da CPFL Energia (CPFE3), ações da Eletrobras caem após ataques a torres e os melhores BDRs para 2023

O conselho de administração da CPFL Energia (CPFE3) aprovou um programa de investimentos de R$ 25,4 bilhões para o período 2023 a 2027. A informação foi comunicada hoje (10) à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

Do montante apontado, serão investidos R$ 20,558 bilhões no segmento de distribuição de energia e R$ 3,18 bilhões em transmissão. Além disso, outros R$ 1,2 bilhão e R$ 412 milhões serão destinados, respectivamente, à geração de energia e em comercialização e serviços.

O projeção de investimentos da CPFL ainda detalhou o valor dos aportes dentro do período, conforme cada ano. Desta forma, ficou estabelecido que em 2023 o montante será de R$ 5,21 bilhões. Em 2024, o número avança para R$ 5,42 bilhões.

Já para 2025, 2026 e 2027, os investimentos passaram por uma pequena redução. Os valores serão de R$ 5,13 bilhões, R$ 4,94 bilhões e R$ 4,66 bilhões, respectivamente.

Segundo o comunicado, as estimativas de investimentos da CPFL Energia refletem expectativas sobre eventos ou resultados futuros da administração, baseadas em:

  • análises feitas de acordo com a experiência da companhia;
  • ambiente econômico;
  • condições de mercado e os eventos futuros esperados — “muitos dos quais estão fora do controle da Companhia, e sujeitos a riscos e incertezas”, ressalta a nota.

“Dessa forma, os investimentos previstos não constituem de forma alguma promessa de desempenho”, afirma a CPFL Energia.

Ainda de acordo com a companhia, a subsidiária CPFL Paulista receberá a maior parte dos aportes — aproximadamente R$ 8,459 bilhões entre 2023 e 2027. Em seguida, aparece a RGE Sul com investimentos previstos de R$ 8,394 bilhões para o período.

Cotação da CPFL nesta terça-feira (10)

As ações da CPFL Energia operam em queda de -1,1% no intradia do pregão desta terça-feira, com papéis cotados a R$ 31,72. Apesar disso, no acumulado dos últimos 12 meses, os ativos da CPFE3 contam com uma valorização de 24,29%.

Além da CPFL, confira outros destaques desta terça-feira:

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

Petrobras (PETR4) reduz preço do gás natural em 11,1% para distribuidoras

  • A Petrobras (PETR4) anunciou hoje (10) que irá reduzir em 11,1% por metro cúbico o valor do gás natural às distribuidoras. O novo preço, cuja redução é em relação ao valor praticado no trimestre novembro-dezembro-janeiro, terá início a partir do dia 1º de fevereiro.
  • Segundo a estatal, os contratos preveem atualizações trimestrais e vinculam a variação do preço do gás às oscilações do petróleo Brent e da taxa de câmbio.
  • “Durante esse período, o petróleo teve queda de 11,9%; e o câmbio teve depreciação de 0,2%. Houve ainda, conforme previsto nos contratos celebrados no final de 2021 e com vigência de 01/01/2022 a 31/12/2025, redução na fórmula de precificação que passou de 16,75% do Brent para 14,40% do Brent”, justificou a empresa.
  • Preço final do gás natural pode variar
  • A redução no preço do gás para as distribuidoras, contudo, não significa repasse imediato para o consumidor final. Segundo a Petrobras, o preço final do gás natural depende também de outros fatores que vão além da determinação da estatal.
  • “A Petrobras ressalta que o preço final do gás natural ao consumidor não é determinado apenas pelo preço de venda da companhia, mas também pelo portfólio de suprimento de cada distribuidora, assim como por suas margens (e, no caso do GNV, dos postos de revenda) e pelos tributos federais e estaduais.
  • As tarifas ao consumidor também dependem de aprovação pelas agências reguladoras estaduais. “Importante informar que a atualização anunciada para 01/02/23 não se refere ao preço do GLP (gás de cozinha), envasado em botijões ou vendido a granel”, destaca a petroleira.
  • Cotação da Petrobras
  • No intradia desta terça-feira (10), as ações da Petrobras operam em queda de 0,92%, com papéis cotados a R$ 23,65. Apesar disso, no acumulado dos últimos 12 meses, as ações da estatal operam com valorização de 39,12%.
  • Com informações da Agência Brasil

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Eletrobras (ELET3): ataques derrubam três torres de energia no Paraná e em Rondônia; ações caem

  • Três torres de transmissão de energia da Eletrobras (ELET3; ELET6) foram derrubadas na madruga desta segunda-feira (9). Uma delas está localizada no interior do Paraná, operada por Furnas, e outras duas são da Eletronorte no estado de Rondônia. Apesar dos atos, não houve interrupção no fornecimento de energia em nenhuma localidade.
  • Devido aos ataques recentes à Brasília e ameaças à refinarias da Petrobras (PETR4) e agora com a derrubada da torre de energia da Eletrobras, o ministério de Ministério de Minas e Energia (MME) decidiu montar um gabinete de crise, coordenado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A informação foi confirmada ao Suno Notícias pela Aneel.
  • Ainda não se sabe o que motivou o ataque à torre de energia ou mesmo quem são os seus autores.
  • Com a repercussão da notícia, as ações da Eletrobras chegaram a cair mais de 2% no intradia desta terça-feira (10), mas houve moderação das quedas no fim do pregão. Os papéis ELET3 caíram 0,97%, cotados a R$ 40,90. As ações ELET6 terminaram o dia nos R$ 42,19 após queda de 1,63%.
  • Em ofício às concessionárias de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) confirmou a criação de um gabinete de Acompanhamento da Situação do Sistema Elétrico Brasileiro.
  • O objetivo deste gabinete é de garantir a preservação tanto da integridade física quanto cibernética das instalações mapeadas como “infraestruturas críticas” do Sistema Interligado Nacional (SIN). De acordo com o documento, devido à necessidade garantir a segurança energética do país, o gabinete será responsável por receber e processar informações “referentes a qualquer tentativa de ataque ou efetivo vandalismo”.
  • Embora os culpados pelas torres de energia derrubadas não sejam apontados pelo ofício, a Aneel determina que as distribuidoras suspendam o fornecimento de energia de “possíveis instalações provisórias, relacionadas à acampamentos clandestinos de manifestantes, e identifiquem, se possível, os proprietários/consumidores responsáveis, com fins de encaminhamento para as autoridades públicas”.
  • Torre derrubada no Paraná transporta energia de Itaipu
  • No Paraná, “técnicos da empresa foram a campo e constataram a queda de uma torre próximo à cidade de Medianeira (PR). As equipes da companhia trabalham na recomposição da linha de transmissão”, informou a Eletrobras em nota.
  • Além disso, o comunicado informa que não houve “interrupção no fornecimento de energia aos consumidores”. Vale lembrar que a torre derrubada transporta energia gerada pela Usina de Itaipu.
  • Torres de energia derrubadas também em Rondônia
  • Além da torre da Eletrobras de Furnas, outras duas da Eletronorte também foram derrubadas em Rondônia. Uma delas teria tido os cabos de sustentação cortados e caiu, enquanto outra foi deliberadamente derrubada. Assim como no Paraná, não houve a interrupção de fornecimento de energia.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop-1.jpg

RECR11 recupera dividendos, mas empresa devedora afetará ganhos

  • fundo imobiliário RECR11 divulgou novo aumento em seus rendimentos, referentes aos resultados de dezembro de 2022. O fundo distribuirá em janeiro o valor de R$ 0,92 por cota. Porém, um problema específico com um dos seus devedores “acendeu o botão de alerta” na gestora.
  • Em relatório gerencial, a gestão do RECR11 comunicou que a Assembleia Especial de Titulares dos CRIs decretou o vencimento antecipado do CRI Morumbi Plaza.
  • A empresa devedora não cumpriu com suas obrigações em relação ao seu credor, incluindo a ausência do pagamento do IPTU dos imóveis alienados fiduciariamente e taxas condominiais.
  • A devedora foi notificada para quitar integralmente o saldo devedor atualizado da dívida, no valor de R$ 68.8 milhões, em até 5 dias úteis.
  • A empresa apresentou uma contra-notificação, explicando que a situação atual ocorreu em decorrência da pandemia da Covid-19. Porém, ela se comprometeu a buscar junto à securitizadora a melhor solução para quitar o saldo devedor do CRI.
  • O RECR11 está em contato com a devedora do fundo para definir a melhor estratégia a ser adotada para sanar o problema. Toda essa situação trará um impacto estimado de R$ 0,027 por cota no valor dos rendimentos do fundo de papel.
  • O CRI possui como garantia a venda do imóvel e alienação fiduciária de 100% das ações da empresa devedora. Esses ativos poderão ser executados em caso de descumprimento dos compromissos da empresa com o fundo.

RECR11 recuperou seus rendimentos após deflação

  • Entre os meses de agosto a outubro de 2022, o fundo de papel diminuiu seus rendimentos. Em virtude da redução do IPCA em patamares negativos, o FII que possui ativos indexados à inflação pagou dividendos menores.
  • Porém, com a retomada da alta dos preços em outubro, o fundo elevou os proventos do o RECR11 em dezembro de 2022 e janeiro deste ano, retornando no patamar de distribuição acima de 1% ao mês.
  • No acumulado dos últimos 12 meses, os dividendos do RECR11 correspondem a 12,5%a.a., ou o equivalente a 119% do CDI líquido do tributo.
  • O fundo distribuiu entre dezembro de 2017 (mês do seu IPO) e dezembro de 2022, um montante acumulado de 81,2%. O CDI acumulado neste mesmo período foi de 36,6%.
  • RECR11 fechou o mês com 96% de seus recursos alocados, distribuídos em 94 operações de CRI e 2 Fundos de Investimento Imobiliário. Com patrimônio líquido de R$ 2,5 bilhões, o FII possui 182.297 cotistas.

Melhores BDRs para 2023: confira os ativos recomendados pelos analistas

  • Para quem busca diversificação e praticidade ao investir em 2023, os BDRs (Brazilian Depositary Receipt) podem ser ativos interessantes. Veja como investir nestes ativos e quais são as recomendações para 2023.
  • Ao investir em BDRs, o investidor está expondo seu capital a alguma ação de empresa estrangeira, sem a necessidade de criar uma conta em uma corretora do exterior.
  • Em 2023, há uma cautela no mercado interno, com a eleição de um novo presidente e indefinições de como se dará a gestão na economia. Mas o mercado externo também vive em um momento delicado, com os Estados Unidos e Europa ainda processando a inflação de 2022.
  • O Suno Notícias conversou com o Santander, a Terra Investimentos, a XP Investimentos e a Guide e analisou as suas carteiras recomendadas de Janeiro de 2023, para listar BDRs interessantes para investir em 2023.
  • O que são BDRs?
  • Antes, é preciso uma explicação básica – e importante – sobre esses ativos, incluindo algumas vantagens e desvantagens. Os BDRs (Brazilian Depositary Receipt) são certificados de depósito de ações de companhias estrangeiras negociados na bolsa brasileira, a B3, em reais e disponíveis para os investidores de renda variável que desejam investir no exterior.
  • Entretanto, os papéis dessas empresas não são negociados diretamente na B3. Na verdade, os BDRs funcionam como recibos dos papéis de companhias que possuem capital aberto em alguma outra bolsa de valores, como a Bolsa de Nova York (NYSE) ou a Bolsa da NASDAQ.
  • Como Investir em BDRs?
  • Investir em BDRs é simples. Os ativos podem ser adquiridos por qualquer um por meio do home broker de uma corretora brasileira.
  • “Desta forma, o procedimento é o mesmo em comparação ao de se adquirir um papel no mercado de ações”, explicam os analistas Régis Chinchila e Luis Novaes da Terra Investimentos.
  • Vantagens em investir em BDRs
  • Agora que você já sabe o que são BDRs e como investir nestes ativos, confira as vantagens em investir em BDRs abaixo:
  • Praticidade
  • Uma das principais vantagens em investir em BDRs é a praticidade na sua negociação. O investidor consegue investir em uma empresa internacional sem a necessidade de abrir conta em uma corretora estrangeira e possuir investimentos em mais de uma custodiante.
  • O BDR pode ser adquirida por qualquer investidor diretamente pela Bolsa e/ou pela sua corretora de valores.
  • Diversificação
  • Segundo os analistas da Terra Investimentos, a principal vantagem de se investir em BDRs em 2023 é a capacidade de diversificação da carteira em um momento de indefinição econômica no mercado interno.
  • A diversificação da carteira é uma estratégia utilizada ao investir em diferentes tipos de ativos visando gerenciar e/ou reduzir o risco. No caso de BDRs, o investidor consegue expor seus investimentos ao risco econômico no mercado externo, investindo em empresas não-brasileiras.
  • “O exterior também vive um momento complicado, em que pode haver uma significativa desaceleração em razão da escalada dos juros no último ano, mas pode haver ativos com uma boa perspectiva com características distintas aos locais, se configurando como boas oportunidades”, ressaltam Régis Chinchila e Luis Novaes.
  • Entretanto, tenha em mente que não é certo que um investimento lá fora será melhor do que um local, exclusivamente por estar inserido em outro contexto econômico, alertam.
  • Desvantagens em investir em BDRs
  • Segundo a Terra Investimentos, o principal ponto de atenção é saber que o investimento em BDRs possui suas próprias características e está atrelado a uma empresa do exterior, o que pode resultar em retornos diferentes aos dos ativos locais.
  • Confira as desvantagens em investir em BDRs abaixo:
  • Baixa liquidez
  • A liquidez de um ativo refere-se à velocidade e a facilidade com que um ativo pode ser convertido em dinheiro.
  • Um BDR normalmente possui baixa liquidez financeira no mercado, pois o mercado de capitais brasileiro é mais limitado, com menor demanda por ativos e número de agentes negociantes. Isso pode prejudicar o investidor que deseja comprar ou vender com rapidez um BDR.
  • Limitação de ativos
  • Há também uma limitação desses ativos disponíveis para investir na Bolsa. Enquanto nos EUA o investidor pode ter acesso a mais de 6.000 diferentes ativos, no Brasil, os investidores só possuem cerca de 500 BDRs disponíveis.
  • Tributação desfavorável
  • Além disso, há também a tributação de Imposto de Renda sobre investimentos que é desfavorável sobre estes ativos.
  • Independente do lucro ou do valor da venda, todos os investidores que venderem um BDR no Brasil com ganho devem recolher 15% de imposto de renda sobre ganho de capital. Há isenção apenas para operações superiores a R$ 20 mil por mês.
  • O que esperar de BDRs em 2023?
  • 2022 foi um ano desafiador para as empresas americanas devido ao período inflacionário e risco de recessão dos Estados Unidos, fazendo com que o Federal Reserve (Fed) elevasse a taxa de juros do país para 4,25% a 4,50% em dezembro. O Santander prevê que os juros nos EUA chegue na casa dos 5% neste ano.
  • Jennie Li, estrategista de ações da XP Investimentos, observa que o mercado está prevendo um crescimento de lucros para as empresas americanas em torno dos 10%. A média histórica ronda os 12%.
  • Na visão da analista, os Estados Unidos sofrerão uma desaceleração econômica mais significativa, entretanto, as ações de empresas na bolsa americana ainda não estão precificando essa recessão.
  • “É um cenário de cautela. Vemos, pelo menos no curto e médio prazo, nesse primeiro trimestre, um cenário que a gente pode ver mais quedas”, explica Li.
  • A boa notícia é que as ações nos Estados Unidos estão com um preço de entrada mais interessante, diz a estrategista, depois do Preço/Lucro de muitas dessas empresas ter sido corrigido.
  • O preço/lucro (P/L), é uma métrica utilizada pelos investidores que procuram avaliar o preço justo de um ativo. Essa métrica indica quanto os investidores se encontram dispostos a pagar pelos lucros de uma empresa.
  • “O P/L estava aí ao redor de 20, 21, 22 x, que é muito acima da média histórica ao redor de 16 vezes, que é onde estamos um pouco mais perto hoje. Então, apesar de não estar ‘barato’ exatamente, está menos caro do que 12 meses atrás”, conta a especialista.
  • BDRs para investir em 2023
  • O estrategista de BDRs da Santander Corretora, Guilherme Bellizzi Motta, indicou três ativos de BDRs para investir em 2023 que ele considera atraentes Na opinião dele, apesar das incertezas macroeconômicas, há boas oportunidades para os investidores. Confira abaixo:
  • Microsoft (MSFT34);
  • Amazon (AMZO34);
  • Visa (VISA34).
  • Microsoft (MSFT34)
  • A Microsoft (MSFT34) foi fundada em 1975 por Bill Gates e Paul Allen e, desde então, se tornou uma das “big techs” mundiais do mercado. No ano fiscal de 2021, a Microsoft faturou US$ 168,09 bilhões.
  • Segundo o especialista, a Microsoft é um ativo atraente a longo prazo. A companhia é “essencial” para o ecossistema digital. Conta com serviços de produtividade como o Microsoft Office e o Linkedin e o desenvolvimento de softwares. Além disso, a empresa possui a sua linha de computadores, notebooks, tablets e Xbox de videogames.
  • A “menina dos olhos” da Microsoft é a sua divisão de computação em nuvem, a Microsoft Azure, conta Motta.
  • No primeiro trimestre fiscal de 2022, a receita da companhia ficou em US$ 50,122 bilhões. Segundo o site CNBC, a receita do Intelligent Cloud da Microsoft, que inclui a Azure, Windows Server, SQL Server, Nuance e Enterprise Services, foi de US$ 20,33 bilhões no trimestre.
  • O Santander projeta que o gasto com tecnologia da informação (T.I) salte dos atuais 2,9% para 5,5% em dez anos. Dentro deste orçamento de T.I, a tecnologia de Cloud deve representar 40%, diz o analista.
  • “Isso representaria um crescimento anual composto (CAGR), de 20% ao ano, durante uma década. Isso é superior a qualquer outra indústria”, destaca Motta, que recomenda o investimento na Microsoft ao longo prazo.
  • Amazon (AMZO34)
  • A Amazon (AMZO34), fundada em 1994 pelobilionário Jeff Bezos, é outra recomendação do especialista do Santander. No ano fiscal de 2021, a Amazon teve receita de US$ 469,8 bilhões, a segunda que mais faturou no ano, atrás do Walmart.
  • No último ano, a Amazon teve uma queda considerada na Bolsa americana. As BDRs da companhia caíram mais de 49% nos últimos 12 meses.
  • Essa queda generalizada em varejistas ocorreu em meio a pressões inflacionárias no cenário mundial, perda do poder de compra da população e impactos do lockdown da pandemia.
  • A companhia é um dos maiores e-commerces do mundo, com marketplace amplo, serviços de computação em Cloud com a AWS (Amazon Web Services), serviços de streaming com o Amazon Prime, entre outras linhas de negócio.
  • “Gostamos muito, é uma de nossas preferências”, disse Motta.
  • Visa (VISA34)
  • A Visa (VISA34) é uma multinacional americana de infraestrutura de pagamentos, fundada em 1958, e que, junto com a Mastercard, detém cerca de 89% do marketshare (fatia de mercado) de bandeiras de cartão de crédito, segundo um estudo mercadológico de 2021 de Monique Moras.
  • Portanto, o setor possui uma barreira de entrada muito grande. Tanto a Visa quanto a Mastecard possuem vantagem em cenários inflacionários e aumento de juros, pois as companhias aumentam as taxas em cima das transações, exercendo um poder de preço.
  • Além disso, a Visa e a Mastercard acompanham a ascensão do e-commerce. “O aumento dessas transações beneficia a Visa, pois significa haver mais transações via cartões.”
  • Onde investir em 2023: BDRs para o início do ano
  • As carteiras listadas a seguir incluem os seguintes ativos em comum:
  • Coca-Cola (COCA34) na carteira da Terra e Guide.
  • Apple (AAPL34) na carteira da Terra e Guide.
  • Johnson & Johnson (JNJB34) na carteira da Guide e da XP.
  • Berkshire Hathaway (BERK34) na carteira da Terra e da XP.
  • Google (GOGL34) na carteira da Terra e da Guide.
  • Entretanto, não há um ativo que se repita nas três carteiras.

Carteira Terra de BDRs – Janeiro

EmpresaCódigoPeso
GoogleGOGL3410%
AmazonAMZO3410%
AppleAAPL3410%
JP MorganJPMC3410%
MicrosoftMSFT3410%
PfizerPFIZ3410%
TeslaTSLA3410%
WalmartWALM3410%
Berskhire HathawayBERK3410%
Coca-ColaCOCA3410%
Mercado LibreMELI3410%
Fonte: Terra Investimentos

Carteira Guide – Janeiro

EmpresaCódigoPeso
AppleAAPL3410%
ChevronCHVX3410%
Coca-ColaCOCA3410%
DisneyDISB3410%
General MotorsGMCO3410%
GoogleGOGL3410%
Johnson & JohnsonJNJB3410%
NikeNIKE3410%
Rio TintoRIOT3410%
WalmartWALM3410%
Fonte: Guide

Carteira XP de BDRs – Janeiro

EmpresaCódigoPeso
Berskhire HathawayBERK3410%
ExelonE1XC3410%
VerizonVERZ3410%
ZoetisZ1TS3410%
OracleORCL3410%
Archer-Daniels-MidlandA1DM3410%
American ExpressAXPB3410%
MerckMRCK3410%
PepsicoPEPB3410%
Johnson & JohnsonJNJB3410%
Fonte: XP Investimentos

Da CPFL a BDRs, essas foram as notícias que se destacaram hoje. Para ler todas as matérias clique aqui.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Isabella Taglapietra

Compartilhe sua opinião