Petrobras (PETR4): produção de petróleo cai 5,4% em maio

Petrobras (PETR4): produção de petróleo cai 5,4% em maio
O Sindipetro-NF entrou com uma ação para impedir a venda de unidades da Petrobras na Bacia de Campos

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) informou que a produção da commodity da Petrobras (PETR4) no Brasil caiu 5,4% em maio, em comparação com abril.

No mês passado, a Petrobras produziu 2 milhões de barris por dia. Trata-se do menor patamar mensal desde junho de 2019. De acordo com a ANP, esse resultado é devido a queda na demanda global por petróleo por causa da crise econômica desencadeada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Apesar da queda registrada em maio, no acumulado do ano, a estatal apresenta crescimento. Em 2020, a petroleira acumula alta de 13,3% na produção de petróleo, média de 2,1 milhões barris por dia. No mesmo patamar, em comparação com o mesmo período no ano passado.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A produção de gás natural recuou 7,5% em maio, frente abril, para 88,9 milhões de metros cúbicos diários.

Conforme a ANP, houve uma queda de 6,5% na produção nacional de petróleo no mês passado, para 2,7 milhões de barris por dia. Por sua vez, a produção de gás natural teve queda de 7,8% para 114,3 milhões de metros cúbicos diários.

Petrobras: exportações de petróleo do Porto do Açu serão dobradas

A Petrobras fechou um acordo com a Açu Petróleo, o que fará com que suas exportações da commodity a partir do Porto de Açu sejam elevadas. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (22).

Segundo o aditivo assinado pela Petrobras e a companhia derivada da parceria entre Prumo Logística e a alemã Oiltanking, a companhia passará a movimentar o volume de 100 milhões de barris, ante 48 milhões de barris previstos anteriormente.

Saiba Mais: Petrobras: exportações de petróleo do Porto do Açu serão dobradas

O aditivo, no entanto, permanece com o prazo do acordo inicial, válido até março do ano que vem.

Atualmente, a petroleira estatal é a única empresa do setor que possui seus próprio terminais para realizar operações de exportação partindo do Brasil. Mesmo assim, o Terminal de Petróleo do Porto de Açu representou 15% das movimentações da Petrobras. Em abril deste ano, o porto atingiu seu ponto máximo, representando 23% de todas as movimentações da Petrobras.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião

Receba os destaques que irão movimentar o cenário econômico antes da abertura do mercado.

Inscreva-se