Petrobras (PETR4), Braskem (BRKM5) e Localiza (RENT3) agitam o mercado nesta terça-feira; veja mais destaques 

A informação de que a Petrobras (PETR4) fez um acordo com a Arcelor Mittal visando negócios em baixo carbono está entre os destaques desta terça-feira (27). 

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-2-1.png

Também está entre os destaques do mercado financeiro a Braskem (BRKM5), após a agência de classificação de risco S&P mudar sua nota de crédito. 

A Localiza (RENT3) também está no radar dos investidores hoje, depois de anunciar uma nova emissão de debêntures. 

Veja os destaques do mercado financeiro hoje:

Petrobras

A Petrobras (PETR4) informou, na noite de segunda-feira (26), que assinou um memorando de entendimentos com Arcelor Mittal Brasil, tendo como objetivo estudar potenciais negócios na economia de baixo carbono.

Segundo a petroleira, o acordo visa modelos de negócio que sejam mutuamente benéficos, e as empresas buscarão identificar oportunidades comerciais e parcerias no Brasil que estejam alinhadas às estratégias de diversificação e descarbonização.

“A parceria envolve a avaliação de potenciais modelos de negócio para combustíveis de baixo carbono, hidrogênio e seus produtos, produção de energias renováveis e CCS (captura, transporte e armazenamento de CO2 (dióxido de carbono)”, informou a Petrobras acerca do memorando de entendimentos com a Arcelor Mittal.

Braskem 

A Braskem (BRKM5) anunciou que a agência de classificação de risco S&P rebaixou sua  nota de crédito global de “BBB-” para “BB+”, retirando o grau de investimento da petroquímica. A perspectiva é estável.

Localiza

O conselho de administração da Localiza (RENT3) aprovou a 38ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie quirografária, com garantia fidejussória adicional da Localiza Rent a Car, no valor de R$ 2,1 bilhões.

Dessa forma, serão emitidas 2,1 milhões de debêntures, com valor nominal unitário de R$ 1 mil, em série única, com vencimento em 27 de fevereiro de 2029. 

Armac 

O Conselho de Administração da Armac (ARML3) aprovou, a realização da sua 4ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, em série única, no montante total de R$ 500 milhões. 

Raízen

O conselho de administração de Raízen (RAIZ4) aprovou o início de oferta de recompra pela Raizen Fuels Finance S.A. de toda e qualquer 5,300% Notes com vencimento em 2027 de emissão da Raizen Fuels e garantidas pela Raízen S.A. e pela Raízen Energia S.A

Usiminas 

A Usiminas (USIM5) informou que o JP Morgan elevou sua participação na companhia para 547.752.163 ações preferenciais, equivalente a 5,40% do total das ações preferenciais emitidas. 

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

BRF

A BRF (BRFS3) registrou um lucro líquido de R$ 754 milhões no quarto trimestre de 2023 (4T23). O resultado da BRF mostra uma reversão do prejuízo líquido de R$ 956 milhões registrado no quarto trimestre de 2022, ou seja, mesmo período do ano anterior.

O lucro da BRF foi impactado pelo resultado operacional auferido no 4T23. Nesse sentido, a companhia destacou que o preço da proteína in natura de frango nos mercados internacionais e também no Brasil tiveram uma recuperação.

AES Brasil 

A AES Brasil (AESB3) reportou lucro líquido de R$ 112,3 milhões no quarto trimestre do ano passado, queda de 18,0% em base anual de comparação. No acumulado de 2023 a empresa teve lucro de R$ 333,3 milhões, alta de 4,1% em relação a 2022.

No trimestre, a receita líquida da AES totalizou R$ 973,6 milhões, alta de 28,0% sobre o mesmo período do ano anterior, enquanto no ano ela alcançou R$ 3,431 bilhões, elevação de 20,6% sobre 2022.

Os destaques do mercado financeiro do Suno Notícias mostram os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia, como a Petrobras (PETR4), que deve estar no foco dos investidores ao longo do dia.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Vinícius Alves

Compartilhe sua opinião