Nubank (ROXO34): BBA espera trimestre forte, com US$ 424 milhões de lucro

Em novo relatório sobre o setor de bancos, especialistas do Itaú BBA apontaram que esperam “mais um trimestre forte em lucros” para o Nubank (ROXO34).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-Dkp-1.png

A projeção da casa é de que o lucro do Nubank chegue a US$ 424 milhões no 1T24, com um Retorno sobre Patrimônio Líquido (ROE) de cerca de 26%.

“Sucesso na precificação produtos de financiamento ao consumidor no Brasil versus seu custo de risco devem compensar os ventos contrários sazonais para intercâmbio de cartões, custos de financiamento e expansão internacional”, justifica a casa.

“Forte melhoria nos KPIs conforme a originação da folha de pagamento no Brasil e os depósitos no México provavelmente ajudarão a tese no médio prazo. Esperam-se também mais ganhos de eficiência, apesar dos investimentos no crescimento”, completa.

Os analistas ainda esperam US$ 9,5 bilhões de receita líquida para o Nubank (ROXO34), com uma inadimplência na casa dos 6,2%.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240.jpg

Nubank vai investir R$ 525 milhões em unidade no México

O Nubank fará mais um aumento de capital de US$ 100 milhões (cerca de R$ 525 milhões na cotação de hoje) na sua unidade subsidiária no México. Agora o investimento do “roxinho” no país ultrapassa os US$ 1,4 bilhão (R$ 7,37 bilhões).

Segundo o diretor geral do Nubank no México, Iván Canales, o aumento de investimento é um reflexo do compromisso de longo prazo do que o banco está firmando com o país latino-americano.

O movimento, de acordo com Canales, está alinhado à estratégia da holding que definiu o país como mercado prioritário para a empresa em 2020.

“O investimento tem como objetivo apoiar a expansão da carteira do Nubank no México e fortalecer nossa presença em todos os segmentos do mercado financeiro mexicano”, contou em nota Iván Canales.

Em janeiro deste ano, o Nu anunciou que havia conseguido superar a marca de 5,5 milhões de clientes no México.

“Tal como afirmamos, a Nu Holding tem a capacidade e a vontade de investir e acompanhar a evolução da operação local”, afirma Cristina Junqueira, vice-presidente operacional e co-fundadora do Nubank.

Segundo a co-fundadora do Nubank, este fortalecimento financeiro não apenas consolida a posição do Nu no mercado, mas também “envia uma mensagem clara sobre nosso compromisso de permanecer na vanguarda.”

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião