Ibovespa perde os 129 mil pontos; Ambev (ABEV3) tomba 6%, Petrobras (PETR4) cai, NY avança com PCE e dólar sobe

O Ibovespa abriu a sessão desta quinta-feira (28) em queda, e vem ampliando o viés baixista ao longo da sessão. Por volta das 16h40, o índice recuava 0,98%, aos 128.875 pontos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-2-1.png

O dado mais aguardado do dia, o PCE dos EUA, veio dentro do previsto. O índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês), indicador de inflação preferido do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), avançou 0,3% em janeiro ante dezembro. Já o núcleo do PCE, que exclui itens voláteis como alimentos e energia, subiu 0,4% no mesmo período. Ambas as variações vieram em linha com as previsões, o que garante certa calmaria aos índices de Nova York hoje.

No Brasil, o dia é de agenda esvaziada. O que deve movimentar as negociações é o noticiário corporativo: dividendos da Petrobras, sucessão na Vale, mudança no comando da Suzano (SUZB3) e o mais recente balanço da Ambev (ABEV3) são alguns dos temas que devem concentrar a atenção dos investidores.

O petróleo tem leve queda nesta quinta. A Petrobras, que subia pela manhã, passa ao campo negativo: Petrobras ON (PETR3) cai 0,24% a R$ 41,52 e Petrobras PN (PETR4) recua 0,12% a R$ 40,38.

A Vale (VALE3), por sua vez, sobe 1,03% a R$ 67,43, na contramão do minério de ferro, que teve leve queda nesta madrugada na China.

Ambev (ABEV3) lidera as quedas do Ibovespa com -7,51% a R$ 12,44, após a divulgação de seu balanço do 4T23. Na sequência aparece o Pão de Açúcar (PCAR3), -5,90% a R$ 4,15, em movimento de realização após os fortes ganhos recentes, e MRV (MRVE3), que divulga seu balanço esta noite e cai 5,86% a R$ 7,39.

Na ponta positiva, Marfrig (MRFG3) lidera os ganhos com +2,20% a R$ 9,65, seguida por JBS (JBSS3), +1,87% a R$ 22,87 e B3 (B3SA3), +1,03% a R$ 12,71.

Mercado em NY

As bolsas de NY operam em alta nesta quinta-feira, com os investidores apresentando maior apetite pelo risco após o PCE ter vindo dentro do consenso.

Confira o desempenho dos índices por volta do meio-dia:

  • Dow Jones: +0,07% a 38.997 pontos
  • S&P500: +0,47% a 5.093 pontos
  • Nasdaq: +0,93% a 16.093 pontos

Maiores altas e baiaxas do Ibovespa

Cotação do dólar

A cotação do dólar hoje avança 0,32% a R$ 4,9832. O dólar arrefeceu a alta observada mais cedo, antes do PCE, mas segue em trajetória altista, mesmo com os treausury yields passando a recuar nos Estados Unidos.

China sobe com novas medidas de apoio

As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta quinta-feira, com algumas demonstrando cautela antes de novos dados de inflação dos EUA e as chinesas avançando após mais iniciativas de Pequim para sustentar os mercados locais.

Esse cenário pode influenciar nas negociações do Ibovespa hoje. Na véspera, o índice fechou em queda de 1,16%, aos 130.155,43 pontos.

Hoje, o índice japonês Nikkei ficou levemente no vermelho em Tóquio pelo segundo dia consecutivo, com baixa de 0,11%, a 39.166,19 pontos, depois de atingir picos históricos nos três pregões anteriores. O Hang Seng caiu 0,15% em Hong Kong, a 16.511,44 pontos, e o sul-coreano Kospi recuou 0,37% em Seul, 2.642,36 pontos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

Europa opera mista

As bolsas europeias abriram em leve alta hoje, à espera de novos dados de inflação dos EUA e apesar de balanços fracos de algumas grandes empresas da região, como AB InBev e Air France-KLM. Após a divulgação do PCE nos EUA, os índices operam mistos.

Confira o desempenho das bolsas europeias por volta do meio-dia:

Londres (FTSE100): +0,52% a 7.664 pontos
Frankfurt (DAX): +0,74% a 17.731 pontos
Paris (CAC 40): -0,05% a 7.950 pontos
Madrid (Ibex 35): -0,24% a 10.044 pontos
Europa (Stoxx 600): +0,07% a 4.887 pontos

Em relação à temporada de balanços europeus, os últimos não agradaram.

Air France-KLM sofreu prejuízo no quarto trimestre de 2023, revertendo lucro de um ano antes, e a ação da companhia aérea franco-holandesa tombava mais de 8% em Paris, no horário acima.

Já a AB InBev, controladora da Ambev no Brasil, teve queda no lucro trimestral e decepcionou em receita. Em Bruxelas, a ação da maior cervejaria do mundo recuava mais de 1%.

*Com informações de Dow Jones Newswires e Estadão Conteúdo

Último fechamento do Ibovespa

Ibovespa encerrou a sessão de quarta-feira (28) em queda de 1,16%, aos 130.155,43 pontos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Guilherme Serrano Silva

Compartilhe sua opinião