Ibovespa amplia alta com exterior misto; Petz (PETZ3) dispara 38%; Vale (VALE3) e Petrobras (PETR4) sobem, IRB (IRBR3) cai e dólar recua

O Ibovespa abriu a sessão desta sexta-feira (19) em alta, e ampliou o viés positivo ao longo da manhã. Por volta do meio-dia, o índice avançava 0,88%, aos 125.287 pontos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

O mercado fica de olho no desenrolar das tensões no Oriente Médio, uma vez que vem sendo noticiado pela mídia internacional que Israel teria contra-atacado o Irã. No entanto, Teerã indicou que não deve realizar retaliações, o que esfria os ânimos no conlito e traz um alívio para as bolsas.

Os investidores também repercutem os balanços de grandes empresas mundo afora. No setor de tecnologia, por exemplo, a Netflix informou ontem que superou a meta de novos assinantes, mas estimou uma receita abaixo do previsto pelo mercado. A TSMC, grande produtora de chips semicondutores, foi em uma linha parecida, decepcionando os investidores ao fazer projeções mais tímidas para o restante do ano.

Em dia de agenda esvaziada, as atenções devem ficar em Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, que tem compromissos em Washington ao longo do dia. Nesta semana, Campos Neto azedou o humor do mercado ao indicar um rumo mais incerto para a Selic.

O petróleo, que operou em baixa durante toda a manhã, agora avança. A Petrobras, por sua vez, tem avanço consistente: Petrobras ON (PETR3), +2,36% a R$ 42,01 e Petrobras PN (PETR4), +2,18% a R$ 40,70.

O minério de ferro teve leve recuo nesta madrugada em Dalian, na China, ao passo que a Vale (VALE3) avança 0,13% a R$ 62,41.

A maior alta do Ibov é da Petz (PETZ3), que dispara 38% a R$ 4,83, após avanço na negociação de fusão com a Cobasi. CVC (CVCB3), +7,78% a R$ 1,94 e Aplargatas (APLA4), +6,59% a R$ 9,06, completam o top-3.

Na ponta negativa do índice Bovespa, JBS (JBSS3) lidera as quedas com -0,80% a R$ 22,25, seguida por CSN Mineração (CMIN3), -0,76% a R$ 5,21 e IRB (IRBR3), -0,71% a R$ 39,30.

Mercado em NY

As bolsas de Nova York operam em direção mista, repercutindo a temporada de balanços e à espera de novos sinais sobre a condução dos juros.

Confira o desempenho do mercado em NY por volta do meio-dia:

  • Dow Jones: +0,53% a 37.974 pontos
  • S&P500: -0,14% a 5.004 pontos
  • Nasdaq: -0,72% a 15.488 pontos

Maiores altas e baixas do Ibovespa

Cotação do dólar

A cotação do dólar hoje cai 0,69% a R$ 5,2121.

O dólar hoje acompanha o recuo dos treasuries nos Estados Unidos, em busca de novos sinais para a política monetária norte-americana.

Bolsas asiáticas fecham em queda, de olho no Oriente Médio

As bolsas asiáticas registraram baixas nesta sexta-feira (19). O aparente ataque de Israel ao Irã reforçou a cautela com o quadro geopolítico, mas houve tempo para redução das perdas, diante da avaliação de que o episódio, ao menos por enquanto, parecia limitado.

Hoje, na Bolsa de Tóquio, o índice Nikkei fechou em queda de 2,66%, em 37.068,35 pontos. A perda diária em pontos foi a maior desde fevereiro de 2021, no maior recuo porcentual do índice desde setembro de 2022. Além disso, havia espaço para a correção, após menos de um mês atrás Tóquio ter atingido máxima histórica. Ainda assim, o Nikkei reduziu perdas vistas nas mínimas intraday de mais cedo.

Na China, a Bolsa de Xangai fechou em baixa de 0,29%, em 3.065,38 pontos, e a de Shenzhen recuou 0,73%, a 1.764,10 pontos. Ações ligadas a serviços de consumo e de companhias de semicondutores puxaram as perdas. Neste caso, influiu o fato de que a TSMC reduziu a perspectiva para o crescimento do setor de chips em 2024, em quadro de demanda mais modesta dos consumidores. Hygon Information Technology caiu 4,8% e NAURA Technology Group, 2,2%. China Tourism Group Duty Free registrou baixa de 5,3%. Já papéis do setor de energia subiram, ante temores sobre a oferta com as tensões no Oriente Médio. PetroChina caiu 2,8% e Cnooc, 3,95%.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-1420x240-4.png

O índice Kospi, da Bolsa de Seul, caiu 1,64%, a 2.591,55 pontos. Ações de empresas de semicondutores também estiveram sob pressão nesse mercado. Samsung Electronics caiu 2,5% e a fabricante de chips SK Hynix recuou 4,9%.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng fechou em queda de 0,99%, em 16.224,14 pontos, com a ação da Li Auto liderando as perdas (-7,4%). Em Taiwan, o Taiex caiu 3,81%, a 19.527,12 pontos.

Na Oceania, o índice S&P/ASX 200 caiu 0,98% na Bolsa de Sydney, a 7.567,30 pontos. O mercado australiano teve a pior semana desde setembro, com recuo semanal de 2,8%, em quadro de menor expectativa por cortes de juros e crescentes temores ante o conflito no Oriente Médio. Houve ainda redução nas perdas no dia, mas todos os 11 setores terminaram com baixa, com os setor financeiro exibindo perda de pouco mais de 1%.

Último fechamento do Ibovespa

O Ibovespa encerrou a sessão de ontem (18) praticamente estável, com alta de 0,02%, aos 124.196,18 pontos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Guilherme Serrano Silva

Compartilhe sua opinião