AGENDA

Ibovespa sobe 0,09% sustentado por ações ligadas a commodities e de olho na inflação

Ibovespa sobe 0,09% sustentado por ações ligadas a commodities e de olho na inflação
Ibovespa. Foto: Pixabay

Depois do deslize no último pregão, o Ibovespa voltou ao campo positivo nesta quarta-feira (9), sustentado por ações ligadas a commodities. O índice acionário avançou 0,09%, para 129.906,80 pontos.

O Ibovespa refletiu o dado do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de maio, 0,83% superior ao mês anterior. A expectativa para o próximo Comitê de Políticas Monetárias (Copom) é de uma nova alta na taxa Selic.

Nos Estados Unidos, a inflação pode ser sentida dos restaurantes aos automóveis, segundo Scott Hodgson, gestor de renda variável da Galapagos Capital, e continua no radar dos investidores. O mercado aguarda divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI) de maio nesta quinta-feira (10), quando o “Federal Reserve (Fed) terá a tese testada”, disse o especialista.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

As altas do dia foram protagonizadas por Suzano (SUZB3) e Klabin (KLBN11), com as exportaram avançando acompanhando a alta do dólar. Usiminas (USIM5) e outras siderúrgicas também subiram após valorização do minério de ferro.

Na ponta negativo, os destaques ficou com as administradoras de shoppings Iguatemi (IGTA3) e Multiplan (MULT3), as quais recuaram diante do aumento do IPCA, apesar da expectativa de retomada econômica.

Embora comprado na tese de recuperação, Scott Hodgson se disse receoso em relação ao Ibovespa. Depois de oito altas consecutivas e um leve recuo, um pull back para os 125 mil pontos não seria exagero, disse.

Destaques corporativos

Mais cedo, a Gol (GOLL4) anunciou a aquisição da MAP Transportes Aéreos, aérea doméstica com rotas regionais e do Aeroporto de Congonhas em São Paulo, por R$ 28 milhões em dinheiro e ações. Opagamento será composto por 100.000 ações GOLL4 a R$ 28/ação e R$ 25 milhões em dinheiro a serem pagos em 24 parcelas mensais, após cumpridas todas as condições precedentes.

Ontem, o BTG Pactual (BPAC11) definiu sua oferta subsequente de ações (follow-on) a R$ 122,01 por unit. Com isso, o banco de investimento movimentou um total de R$ 2,97 bilhões com a operação.

O preço tem um deságio de 1,2% em comparação ao fechamento do último pregão. O BTG Pactual disse que foram emitidas 24,40 milhões de units, compreendendo 24,40 milhões de ações ordinárias e 48,80 milhões de ações preferenciais, considerando exercício integral do lote adicional.

Última cotação do Ibovespa

De forma distinta ao Ibovespa hoje, o índice acionário encerrou as negociações na última terça com uma queda de 0,76%, para 129.787,11 pontos.

(Com Estadão Conteúdo)

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião