Ibovespa fecha a 115 mil pontos, com alta das estatais

Ibovespa fecha a 115 mil pontos, com alta das estatais
Ibovespa fecha a 115 mil pontos, com alta das estatais

O Ibovespa fechou o pregão desta terça-feira (23) em alta de 2,27%, a 115.227,46 pontos.

Após sofrer grande queda no pregão anterior, o Ibovespa sobe com os papéis de estatais se recuperando.

Após o susto com a interferência do presidente Jair Bolsonaro na Petrobras (PETR4), as ações da petroleira disparavam 9% por volta das 13h. O Banco do Brasil (BBAS3) também avança 6,61%, após o tombo de mais de 11% ontem.

Outro destaque interno são os resultados de Itaúsa (ITSA4) e CSN (CSNA3). Enquanto a holding acionista do Itaú teve um lucro líquido de R$ 3,66 bilhões no quarto trimestre do ano passado, a siderúrgica teve um ganho de R$ 1,13 bilhão, triplicando o lucro na comparação anualizada.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Além disso, veja as notícias que movimentaram o mercado hoje:

  • Eletrobras (ELET3) dispara 8% com governo preparando MP de privatização
  • Itaúsa (ITSA4) aprova recompra de 250 milhões de ações
  • Banco do Brasil (BBAS3) nega mudanças no corpo diretivo
  • Cogna (COGN3) e Eleva fecham acordo de troca de ativos

Eletrobras

A Eletrobras (ELET3) tem um dia de forte recuperação no mercado com a notícia de que o governo federal pretende publicar uma medida provisória para avançar com o processo de privatização da empresa. O movimento seria uma forma de reverter o mau humor do mercado com a intervenção direta de Jair Bolsonaro na Petrobras e no Banco do Brasil.

Os papéis chegaram a subir mais de 14,5%, mas com realização de lucros do intraday a ação perdeu força no meio da tarde. Às 16h15, a ELET3 ganhava 8% aos 31,29.

Itaúsa

A Itaúsa (ITSA4) fará um novo programa de recompra de ações, podendo recomprar até 250 milhões de papéis. A informação foi divulgada pela companhia na noite da última segunda-feira (22), em comunicado ao mercado.

De acordo com a direção da Itaúsa, serão recompradas até 50 milhões de ações ordinárias e 200 milhões de papéis preferenciais. Com base no preço de fechamento da última segunda, de R$ 11,15 para as ON e R$ 9,78 para as PN, o montante a ser recomprado pela companhia pode atingir R$ 2,51 bilhões.

Banco do Brasil

O Banco do Brasil (BBAS3) informou que, até o momento, não recebeu nenhuma indicação para mudança em seu corpo diretivo. A informação foi divulgada por meio de um fato relevante, na noite da última segunda-feira (22).

“Considerando o teor de notícias veiculadas pela mídia e a oscilação atípica de suas ações nesta data, informa que não recebeu indicação de mudança na composição de seu corpo diretivo”, disse a administração do Banco do Brasil. Ontem, as ações da instituição caíram 11,65%, para R$ 28,83, na onda do tombo das demais estatais.

O movimento vem à tona logo após a demissão do presidente da Petrobras (PETR4), Roberto Castello Branco, que fazia um bom trabalho a frente da petroleira na redução da dívida e desinvestimentos, na visão do mercado.

Cogna

A Cogna (COGN3) e a Eleva fecharam o acordo envolvendo a troca de ativos educacionais. A transação ainda precisa passar pela aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), segundo anúncio divulgado na noite de ontem pelas empresas.

De acordo com o fato relevante, a Eleva vai pagar R$ 964 milhões para ficar com escolas que hoje são operadas pelo maior grupo de educação privada do Brasil. Já a Cogna, por meio de sua subsidiária Vasta, vai comprar por R$ 580 milhões o sistema de ensino da empresa que tem o bilionário Jorge Paulo Lemann como um dos sócios.

Destaques do Ibovespa

Confira as maiores altas e as maiores baixas entre as empresas que fazem parte do Ibovespa:

Altas:

  • ELET3: +13,01% / R$ 32,67
  • PETR4: +12,17% / R$ 24,06
  • ELET6: +10,81% / R$ 32,40
  • PETR3: +8,96% / R$ 23,48
  • ITSA4: +7,57% / R$ 10,52

Baixas:

  • LAME4: -5,94% / R$ 27,23
  • BTOW3: -4,2% / R$ 85,90
  • GNDI3: -4,08% / R$ 90,20
  • PRIO3: -3,73% / R$ 88,75
  • NTCO3: -3,61% / R$ 49,38

Mercados internacionais

Veja o desempenho dos principais índices acionários no exterior, além do Ibovespa agora:

Última cotação do Ibovespa

O Ibovespa encerrou as negociações na segunda-feira (22) com uma forte queda de 4,87%, a 112.667,70 pontos.

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião