Hapvida (HAPV3) compra Hospital Viventi por R$ 22 milhões e avança no Centro-Oeste

Hapvida (HAPV3) compra Hospital Viventi por R$ 22 milhões e avança no Centro-Oeste
Hapvida anunciou emissão de debêntures ainda no início de outubro -Foto: Reprodução

A Hapvida (HAPV3), companhia de saúde que compõe o Ibovespa, comprou 100% do Hospital Viventi, localizado em Brasília, segundo fato relevante divulgado após o fechamento do pregão desta quarta-feira (13).

Segundo o informe da Hapvida, a aquisição foi feita por meio de uma de suas subsidiárias, a Ultra Som Serviços Médicos. O movimento empresarial foi feito tendo em vista que a “região de saúde” de Brasília possui cerca de 3 milhões de pessoas, sendo que destes, são 930 mil beneficiários de planos privados de saúde.

“A Viventi possui contrato de locação pelo período de 30 anos de um hospital localizado em área nobre da Asa Sul de Brasília (DF), região Centro-Oeste do país, e é detentora das licenças de operação do referido hospital. O hospital terá capacidade para até 114 leitos e contará com centro cirúrgico, serviço de quimioterapia e hemodinâmica, e unidade de diagnóstico.O preço de aquisição é de R$ 22 milhões”, diz o documento sobre a compra da Hapvida arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Atualmente o Hospital Viventi possui atualmente uma carteira de aproximadamente 21 mil beneficiários em planos de saúde na região, operando através de rede credenciada .

Compra do Viventi também envolve imóvel

Segundo o fato relevante da Hapvida, a transação “não somente permitirá o atendimento hospitalar da carteira existente como sustentará o plano de crescimento orgânico”.

Além disso, a compra do Viventi também deve prover uma capacidade adicional para suportar o crescimento da empresa no Centro-Oeste brasileiro.

Ainda no documento arquivado na CVM, consta que, paralelamente foi celebrada, com o proprietário do imóvel em que se encontra o Viventi, uma promessa de compra e venda do imóvel – uma propriedade de cerca de 6,6 mil metros quadrados de área construída que será adquirida por R$200 milhões.

Hapvida emitirá R$ 2 bilhões em debêntures, em duas séries

Ainda em outubro, o conselho de administração da companhia aprovou a emissão de R$ 2 bilhões em debêntures, em duas séries, com vencimento para 2027 e 2029, não conversíveis em ações. As informações constam em fato relevante, divulgado na noite de quinta-feira (07).

A emissão de debêntures da Hapvida será restrita a investidores profissionais, conforme a Instrução 476 da CVM), o que quer dizer que apenas um grupo restrito de 75 investidores, com mais de R$ 10 milhões em investimentos no mercado financeiro, poderão comprar os papéis.

“O número de séries, a quantidade de debêntures a serem emitidas em cada série e a taxa final de remuneração de cada série serão definidas conforme o procedimento de bookbuilding“, informou a Hapvida.

Após o movimento, a agência de classificação de risco Fitch Ratings atribuiu o rating nacional de longo prazo ‘AAA (bra)’ à proposta de emissão de debêntures da Hapvida.

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Manual 10 passos essenciais para se tornar um investidor de sucesso. Baixe Grátis!

Baixar agora!