DIVIDENDOS

Governo de São Paulo antecipa programa de vacinação em 30 dias; confira

Governo de São Paulo antecipa programa de vacinação em 30 dias; confira
Anúncio de Doria por meio das redes precede fala oficial sobre o ICMS, que deve ocorrer ainda nesta quarta (15) - Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil.

O Governo de São Paulo antecipou, novamente, o programa de vacinação contra o novo coronavírus (Covid-19). A informação foi revelada neste domingo (13) pelo governador João Doria, em entrevista coletiva.

Na última quarta-feira (9), o calendário de imunização paulista já havia sido modificado, antecipando a vacinação de toda a população acima de 18 anos em 15 dias. Desta vez, a antecipação foi de quase 30 dias.

A data inicial determinada pelo governo para que pessoas com mais de 18 anos recebam a primeira dose do imunizante é 1º de setembro. A próxima quarta-feira (16) marca o início da vacinação das pessoas entre 50 e 59 anos.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Confira o calendário previsto pelo Governo de São Paulo:

Fonte/Elaboração: Governo de São Paulo.

OCDE: aceleração da vacinação é prioridade para recuperação global

A principal prioridade para preservar renda e limitar os efeitos da pandemia sobre a economia é a aceleração da distribuição de vacinas contra o coronavírus, segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

No relatório anual de perspectivas econômicas, a OCDE defende a importância da coordenação global para garantir o acesso a vacinas. “A falha em garantir a supressão global do vírus aumenta o risco de que novas e mais ameaçadoras mutações apareçam, com algumas restrições à mobilidade tendo que permanecer em vigor”, alerta.

A organização também avalia que os países devem intensificar reformas estruturais com objetivo de proteger as economias de choques futuros. Para a entidade, é preciso manter as medidas de apoio fiscal e monetário enquanto for necessário.

“A retirada prematura e abrupta do suporte deve ser evitada enquanto as economias ainda estão frágeis e o crescimento permanece prejudicado por medidas de contenção e o ritmo de vacinação“, recomenda.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião

Receba os destaques que irão movimentar o cenário econômico antes da abertura do mercado.

Inscreva-se