CPTS11 divulga 2º menor dividendo de sua história; Veja o valor por cota

O fundo imobiliário CPTS11 divulgou um novo pagamento de dividendos para outubro, no valor de R$ 0,054 por cota, o que representa o 2º valor mais baixo de sua história.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

Os novos rendimentos do CPTS11 só superaram o valor pago em R$ 0,037 por cota de dezembro de 2022. O novo dividendo será distribuído em 19 de outubro de 2023, aos investidores que detinham cotas até o fechamento da sessão de quarta-feira (11).

Os dividendos do CPTS11 geraram um retorno mensal de 0,6279% em relação à cotação de R$ 8,60. No intervalo de 1 ano, o dividend yield é de 11,43%, com o pagamento de R$ 0,983 por cota nesse período.

Os proventos acumulados em 2023 representaram uma queda de 23,64% em relação ao valor somado de janeiro a outubro de 2022, que foi de R$ 0,99 por cota.

Na comparação com o mês anterior, os dividendos do CPTS11 tiveram uma queda de 31,64%, já que em setembro foram pagos R$ 0,079 por cota. Em outubro do ano passado, o valor era R$ 0,105 por cota, assim, o valor atual é 48,57% menor.

Vale destacar que o fundo imobiliário CPTS11 passou recentemente por um desdobramento de cotas, na proporção de 1 para 10. Assim, o preço da cota ficou 10 vezes menor, e o número de cotas emitidas, que era de 31,78 milhões, agora é de 317,828 milhões.

Sendo assim, além da cotação do fundo, foram reajustados os valores já distribuídos em dividendos, que foram divididos por 10. Os valores citados anteriormente estão considerando esses ajustes.

No que investe o fundo imobiliário CPTS11?

O fundo CPTS11 investe principalmente em ativos de origem imobiliária. No encerramento de agosto, ele tinha uma exposição de 26,9% em FIIs de lajes corporativas. Cerca de 21,8% são fundos de logística e 21,8% são FIIs de renda urbana.

Cerca de 9,8% da carteira de FIIs do CPTS11 correspondem aos 5 maiores fundos imobiliários do portfólio, que são: HBRH11, COPP11, VXXV11, GTLG11 e PATC11.

Além disso, 27,3% dos contratos vigentes com o FII CPTS11 são atípicos, 58,7% são contratos típicos, 10,3% são de crédito e 3,7% são de incorporação.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião