AGENDA

Patrocinado por:

Eneva (ENEV3) e GVAngels aportam R$ 1 milhão em startup de energia renovável

Eneva (ENEV3) e GVAngels aportam R$ 1 milhão em startup de energia renovável
Aumento da conta de luz nos últimos anos  resulta do crescimento de encargos e subsídios (desconto a um setor ou um grupo, com custo dividido com os demais), da necessidade de usar termoelétricas, que geram energia mais cara, e do modelo de contratação de energiaFoto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Eneva (ENEV3), através da Eneva Ventures, e o grupo de investidores GVAngels aportaram R$ 1 milhão na startup de energia renovável Sunne. Esse é o primeiro aporte da Eneva em uma startup.

A Sunne é uma startup cearense que foi fundada recentemente, em 2018, com o objetivo de levar energia limpa e renovável para pequenas e médias empresas. Na última década, estrangeiros investiram cerca de US$ 20 bilhões em energia renovável no Brasil, e assim, a Eneva espera que o modelo de comercialização da Sunne ganhe cada vez mais espaço no mercado.

Em nota, o CFO da operadora de gás natural, Marcelo Habibe, afirmou que “há várias tendências que vêm moldando o setor de gás e de energia, com intenso debate para soluções mais limpas e eficientes. Diante disso, a Eneva vem buscando oportunidades de negócios em sua lente de inovação a partir de temas relevantes, como a sustentabilidade dos ativos, a digitalização das operações, descentralização da cadeia e descarbonização do setor”.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

“Acreditamos que a Sunne congrega esses atributos e oferece um modelo de comercialização que tende a crescer no país”, completa o executivo.

Por sua vez, o CEO e fundador da startup de energia renovável, Yuri Frota, afirma que “estamos acelerando o empoderamento do consumidor final que, parecido com ocorrido em outros mercados, começa a ser um agente também ativo. Hoje, o único vínculo que o consumidor tem com sua concessionária local é de receber uma conta todo mês que não entende, e mesmo assim tem que pagar para não ficar sem luz. Focando na experiência e em entregar economia a esse consumidor, queremos disruptar o mercado”.

Segundo ele, “é um mercado imenso, com bastante ineficiência, pouco tocado por tecnologia, e com monopólios que estão sendo desfeitos aos poucos. Acreditamos que é possível mudar positivamente a forma como o consumidor consome e se relaciona com energia. Dentro de poucos anos, o mercado de energia no Brasil será 100% livre, e cada consumidor poderá escolher com quem deseja comprar energia, nesse momento, queremos nos posicionar como a concessionária do futuro, 100% digital e sem ativos de geração de energia”.

Cotação da Eneva

Por volta das 15h35 dessa quinta-feira (17), a ação da Eneva (ENEV3) operava em alta de 0,50%, valendo R$ 18. No ano, o papel da companhia acumula uma alta de 15,90%, frente ao fechamento a R$ 15,53 ao final de dezembro de 2020.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!