Eneva (ENEV3) tem alta de 13% no lucro líquido do 1T21

Eneva (ENEV3) tem alta de 13% no lucro líquido do 1T21
Eneva. Foto: Reprodução Facebook

A Eneva (ENEV3) informou na noite desta quarta-feira (12) que seu lucro líquido no primeiro trimestre de 2021 anotou uma alta de 13% em relação ao mesmo período do ano passado, a R$ 203,1 milhões.

De acordo com o documento divulgado pela Eneva, o lucro do trimestre foi impulsionado pelo resultado operacional e financeiro.

receita operacional líquida  ficou em R$ 562 milhões ao final de dezembro, apresentando uma queda de 34,5% na comparação anualizada.

Por sua vez, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da companhia finalizou o trimestre em R$ 446 milhões, aumento de 2,8% em relação aos mesmos meses de 2020, com melhora das margens fixas das usinas a gás, aumento da margem variável em Pecém II e menores gastos com sísmica em relação ao 1T20.

“Após a contração observada no 2T20, o consumo de energia elétrica no país manteve a trajetória de crescimento, observada a partir do 2S20. No 1T21, foram registrados maiores volumes de carga de energia do que no mesmo período de 2020. A recuperação do consumo vem sendo sustentada tanto pela gradual retomada da atividade econômica, após o choque inicial decorrente do impacto das medidas adotadas em 2020 para contenção da pandemia de COVID-19, quanto pelo impacto de fatores climatológicos, que vêm impulsionando o consumo desde o último trimestre de 2020”.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A posição de caixa e equivalentes de R$ 2,1 bilhões no final do trimestre e alavancagem (dívida líquida/EBITDA últimos 12 meses) foi de 3,3x.

A empresa destaca também a liberação de R$ 112 milhões de parcelas dos financiamentos de Parnaíba V junto ao BNB e de R$ 48 milhões de Azulão-Jaguatirica junto ao BASA, reforçando o caixa da companhia para fazer frente aos investimentos em andamento.

Além disso, houve continuidade das iniciativas e doações voltadas à prevenção e combate à COVID-19, com destaque para a doação de uma usina de oxigênio para o maior hospital público de Roraima, o Hospital Geral de Roraima. “A usina poderá suprir a necessidade de até 30 leitos de UTI para a Covid-19, com sua capacidade de produção de 30 metros cúbicos por hora”.

Última cotação da Eneva

A ação da Eneva (ENEV3) fechou o pregão desta quarta-feira em queda de 2,78%, aos R$ 15,75.

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO