Dólar fecha em queda de 0,22%, negociado a R$ 5,25

Dólar fecha em queda de 0,22%, negociado a R$ 5,25
Dólar. Foto: Pixabay

O dólar encerrou o pregão desta terça-feira (18) em queda de 0,22%, negociado a R$ 5,255, ontem a moeda também fechou em leve queda com noticiário fraco.

Hoje, os investidores acompanharam a CPI que ouviu o ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Por volta das 11h40, o dólar já caía 0,04%, negociado a R$ 5,26.

Este foi o sétimo dia de depoimentos na Comissão Parlamentar de Inquérito do Senado que apura ações e omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia de Covid e eventual desvio de verbas federais enviadas a estados e municípios.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

De acordo com Rodrigo Franchini, sócio da Monte Bravo Investimentos, outros temas que seguem no radar dos investidores são o aumento de casos de covid-19 na Ásia, o que preocupa o mercado em função da nova cepa indiana e os dados fracos da China e a inflação americana.

Além disso, veja outras notícias importantes do dia:

  • Yellen pede que empresas dos EUA adotem plano de infraestrutura de Biden
  • Biden defende veículos elétricos e diz que China não ganhará competição do século
  • Argentina suspende exportações de carne bovina: Minerva (BEEF3) e Marfrig (MRFG3) caem

Yellen

A secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, informou nesta terça-feira (18) que no país, as empresas veriam lucros maiores e maior competitividade com o plano de infraestrutura de US$ 2,3 trilhões de Joe Biden, em uma tentativa de superar o ceticismo corporativo da América à medida que o pacote passa pelo Congresso.

Durante discurso na Câmara de Comércio dos EUA, Yellen pediu aos principais executivos americanos que adotassem o projeto de infraestrutura de Biden, apesar do aumento do imposto de renda corporativo proposto para financiá-lo.

Biden

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, defendeu nesta terça-feira (18) a produção de veículos elétricos e disse que esse é o futuro da indústria automobilística. Em visita a uma fábrica da Ford (FDMO34) em Michigan, o democrata também afirmou que a China não ganhará a corrida de inovação. “A América está de volta na competição do século 21”, declarou.

“A China tem o maior e mais rápido mercado de veículos elétricos do mundo”, disse o chefe da Casa Branca. Segundo Biden, Pequim lidera essa “corrida” no momento, mas os Estados Unidos não deixarão que isso se sustente.

Na visão do democrata, governo, indústria e trabalhadores precisam intensificar esforços conjuntos para melhorar a infraestrutura doméstica e, assim, conseguir competir melhor com o país asiático.

“Eles acham que vão vencer. Tenho novidades para eles: eles não vão ganhar esta corrida. Não podemos deixá-los ganhar”, declarou Biden, fazendo referência à China.

Argentina suspende exportações de carne bovina

A Argentina optou por suspender nesta terça-feira (18) as exportações de carne bovina, em decisão comunicada pelo presidente Alberto Fernández durante reuniões com frigoríficos. Minerva (BEEF3) e Marfrig (MRFG3), frigoríficos brasileiros com presença no país vizinho, caem na bolsa de valores após a notícia.

A intenção do governo argentino seria controlar o preço da carne no mercado interno, uma vez que o país vem passando por uma inflação elevada, de 17,6% nos primeiros quatro meses de 2021.

Com a alta dos preços, os habitantes do país vem consumindo menos carne bovina – um argentino consome hoje, em média, 49,2 quilos deste tipo de proteína por ano, número distante do pico de 69,3 quilos registrados em abril de 2009.

Última cotação do dólar

Na última sessão, segunda-feira (17), o dólar encerrou em queda de 0,09%, negociado a R$ 5,269.

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!