PROVENTOS

Patrocinado por:

Destaques de Empresas: Petrobras (PETR4), Banco do Brasil (BBAS3) e Neoenergia (NEOE3)

Destaques de Empresas: Petrobras (PETR4), Banco do Brasil (BBAS3) e Neoenergia (NEOE3)
Petrobras. Foto: Divulgação

Nos destaques de empresas desta terça-feira (13), estão novamente no radar dos investidores as estatais. Ontem dois nomes desistiram das candidaturas ao conselho de administração da Petrobras (PETR4). Por sua vez, o diretor comercial de varejo do Banco do Brasil (BBSA3), Júlio Cesar Rodrigues da Silva, renunciou o cargo.

Entre os destaques de empresas também está a Neoenergia (NEOE3) que comunicou ao mercado que irá pagar R$ 200 milhões em dividendos. Já Ânima (ANIM3) vai captar R$ 2,5 bilhões por meio de debêntures.  E a Minerva Foods (BEEF3) irá distribuir R$ 348 milhões em dividendos complementares.

Veja os destaques de empresas desta terça-feira:

Petrobras

O Fundo de Investimento em Ações (FIA) Dinâmico Energia comunicou à mesa da Assembleia Geral de Acionistas (AGE) da Petrobras a desistência das candidaturas de Leonardo Antonelli e José João Abdalla, conhecido como Juca Abdalla, ao conselho de administração da empresa.

Os dois foram indicados a participar da eleição pelo fundo. O advogado Antonelli é, até agora, membro do colegiado da estatal, e, se eleito, seria reconduzido ao cargo. Já Abdalla é dono do FIA Dinâmico Energia, maior acionista privado da Petrobras, com 1% das ações ordinárias.

Os acionistas da Petrobras aprovaram ontem em Assembleia Geral Extraordinária (AGE) a destituição de Roberto Castello Branco do cargo no conselho de administração da estatal. As informações são do Valor Econômico.

Banco do Brasil

Entre os destaques de empresas está o comunicado do Banco do Brasil sobre a renúncia de Silva ao cargo de diretor comercial de varejo, com efeitos a partir de hoje.  A renúncia do diretor comercial de Varejo, vem poucos dias após a renúncia do presidente do conselho de administração, Hélio Magalhães, e do conselheiro independente, José Guimarães Monforte.

A série de renúncias vem na esteira da nomeação de Fausto Ribeiro para a presidência do Banco do Brasil, no lugar de André Brandão, que entrou em rota de colisão com o Palácio do Planalto após lançar plano de enxugamento da instituição.

Neoenergia

Entre os destaques de empresas também está a Neoenergia (NEOE3) aprovou a distribuição de dividendos no valor de R$ 200 milhões, correspondentes a R$ 0,1653481665 por ação ordinária.

De acordo com o fato relevante da Neoenergia, o montante de R$ 200.699.149,51 será feito de forma individualizada a cada acionista até o fim de 2021, sem atualização monetária, com base na posição acionária de 12 de abril.

Ânima

A Ânima  aprovou, em reunião extraordinária ontem, a emissão de R$ 2,5 bilhões em debêntures simples, a sua terceira da história. A distribuição será feita com esforços restritos, destinada exclusivamente a investidores profissionais.

Segundo a ata da assembleia da Ânima, publicada na noite de ontem, a emissão contará com duas séries. A primeira, de R$ 500 milhões, terá prazo de vencimento de dois anos contados da data da emissão – que será feita na próxima quinta-feira (15) – finito em abril de 2023. A segunda, de R$ 2 bilhões, terá prazo de vencimento de seis anos, terminando em abril de 2027.

Minerva

A Minerva Foods aprovou a distribuição de R$ 384.296.372,12 em dividendos complementares e adicionais, relativos ao resultado da companhia no exercício social que terminou em dezembro de 2020. A aprovação aconteceu ontem, através de Assembleia Geral Ordinária.

O valor total dos dividendos aprovados pela Minerva equivale a pouco mais de R$ 0,7298 por ação ordinária da companhia, desconsiderando os papéis em tesouraria.

Os destaques de empresas do Suno Notícias mostram os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião