Grana na conta

Cortes na Selic continuarão? BTG vê fatores internos e externos modificando projeções

Segundo Boletim Focus divulgado na terça-feira (16) pelo Banco Central (BC), a estimativa para a taxa de juros, a Selic, está em 9,13% ao final deste ano, ante 9,00% na semana anterior. O BTG Pactual destaca que é a primeira vez desde outubro de 2023 que o relatório apresenta uma revisão para cima da taxa Selic, e cita os motivos para tal.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-1420x240-3.png

“Fatores internos e externos (como o aumento do risco fiscal doméstico e um cenário externo mais desafiador) provavelmente impulsionaram as revisões para cima”, diz o banco.

Segundo os analistas do BTG, a previsão da Selic foi revisada refletindo vários fatores, como a inflação de serviços básicos, o crescimento doméstico robusto e a resiliência da economia dos Estados Unidos, que deve obrigar o Fed a levar mais tempo para cortar os juros por lá.

“Também destacamos que as instituições revisaram suas previsões nos últimos cinco dias úteis, aumentando sua previsão da taxa Selic para o ano de 2024 de 9,00% para 9,25% ao ano. Para os anos seguintes (2025, 2026 e 2027), o consenso ainda aponta para a taxa Selic de referência em 8,50% ao ano”, aponta o BTG. 

Quanto ao crescimento do PIB, as expectativas para 2024 continuaram a aumentar, desta vez em 5 pontos base, de 1,90% para 1,95% ao ano.

Selic e PIB mais altos: confira as projeções do Boletim Focus

O mercado financeiro aumentou a projeção para a taxa básica de juros, a Selic, ao final de 2024, e também para o Produto Interno Bruto (PIB), mas diminuiu a previsão para a inflação oficial, o IPCA.

Como mencionado,

 a estimativa para a taxa de juros, a Selic, está em 9,13% ao final deste ano, ante 9,00% na semana anterior.

De acordo com a pesquisa, para 2025, o mercado espera que a taxa de juros termine em 8,50%, mesma projeção da semana anterior. Para 2026, a expectativa é de que a taxa Selic também chegue a 8,50%.

Paralelamente, ainda conforme o Focus desta semana, o mercado espera que o IPCA, principal indicador de inflação, termine 2024 em 3,71%, abaixo da projeção da semana passada (3,76%) e também das últimas quatro semanas (3,79%).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240.jpg

Além disso, o mercado financeiro elevou as suas estimativas do PIB deste ano, para 1,95%, ante 1,90% na semana anterior. Há quatro semanas, a previsão era de 1,80%.

No caso do dólar, a previsão desta semana foi aumentada para R$ 4,97 em 2024. Há quatro semanas, a previsão era de R$ 4,95.

Mudança da meta fiscal deve trazer revisões no câmbio, diz BTG

Devido a um cenário externo mais desafiador, com os mercados reavaliando o ritmo do ciclo de afrouxamento monetário nos EUA, o consenso para a taxa de câmbio do Real em relação ao Dólar americano em 2024 saiu de de R$4,95 para R$4,97.

Para o BTG, com a perspectiva externa ainda adversa e o aumento do risco fiscal, devido às mudanças nas metas fiscais, provavelmente haverá novas revisões para cima nas próximas semanas.

“Em relação às previsões medianas para os anos seguintes, 2025 e 2027 mantiveram-se em R$5,00 e R$5,07, respectivamente, enquanto 2026 diminuiu de R$5,04 para R$5,03”, conclui o banco. 

Selic, PIB e mais: resumo do Focus

2024

  • IPCA: a projeção caiu para para 3,71%
  • PIB: a projeção subiu para 1,95%
  • Dólar: a previsão do câmbio aumentou em R$ 4,97
  • Balança Comercial: a expectativa para o superávit caiu para US$ 79,75 bilhões
  • Investimento Estrangeiro Direto: a previsão aumentou para US$ 67,00 bilhões
  • Dívida do Setor Público: a previsão caiu para 63,77% do PIB

2025

  • IPCA: a projeção aumentou para 3,56%
  • PIB: a projeção se manteve em 2,00%
  • Dólar: a previsão do câmbio se manteve em R$ 5,00
  • Taxa Selic: a previsão se manteve em 8,50%
  • Balança Comercial: a expectativa para o superávit aumentou para US$ 75,00 bilhões
  • Investimento Estrangeiro Direto: a previsão aumentou para US$ 73,40 bilhões
  • Dívida do Setor Público: a previsão caiu para 66,27% do PIB

Para a composição do boletim, são utilizadas as projeções dos especialistas das 100 principais instituições ligadas ao mercado financeiro do Brasil para juros, IPCA, câmbio, taxa Selic e outros indicadores.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Vinícius Alves

Compartilhe sua opinião