AGENDA

Cogna (COGN3) e B2W (BTOW3) disparam em rali de reabertura, liderando altas do Ibovespa

Cogna (COGN3) e B2W (BTOW3) disparam em rali de reabertura, liderando altas do Ibovespa
Foto: Gerd Altmann, por Pixabay.

Precificando uma aproximação da volta à normalidade, os investidores demonstram otimismo com os papéis que tendem a se beneficiar da reabertura econômica. Destaque do pregão desta segunda-feira (14), a Cogna (COGN3) dispara 8% e lidera as altas do Ibovespa.

O rali de reabertura do setor educacional é complementado por varejistas, como a B2W (BTOW3) que avança 4,6%, e Via (VVAR3), com alta de 2%. Concorrente da Cogna, a YDUQS (YDUQ3) não fica para trás e sobe mais de 3%, mostrando que o mercado está propenso a tirar o atraso das empresas de educação.

Cogna, YDUQS, Ser Educacional (SEER3) e Anima (ANIM3) apresentam um avanço, em média, de 3,9% no ano — já considerando a alta de hoje. O Ibovespa, no período, sobe acima de 10%.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

As empresas de setor, que tem enfrentado com dificuldades a pandemia da Covid-19 por conta das restrições às aulas presenciais, podem se destacar no “trade de reabertura” que tanto se fala na Faria Lima.

O apetite por risco pulou para as companhias que ficaram esquecidas nos últimos meses, em função das perspectivas de melhora econômica e da circulação das pessoas.

No primeiro trimestre deste ano, o Produto Interno Bruto (PIB) subiu 1,2%, superando as expectativas. Reforçando a tese, no último domingo (13) o Governo de São Paulo antecipou em 30 dias a vacinação de toda população adulta. Todos as pessoas com mais de 18 anos poderão ter recebido ao menos uma dose dos imunizantes até o dia 18 de setembro.

Fora do índice, as Lojas Marisa (AMAR3) e Arezzo (ARZZ3) sobem 7% e 3,4%, respectivamente.

Cogna é acompanhada por shoppings e energia

As empresas ligadas a shopping centers e até energia elétrica também são destaques do pregão, que é positivo de uma forma geral. Por volta das 12h20, o Ibovespa subia 1,17%, para 130.953 pontos, se aproximando de uma nova máxima histórica.

“A vacinação em São Paulo sendo adiantada é um ponto muito positivo para o mercado como um todo”, comenta Vitor Miziara, da Criteria Investimentos. “Contudo, o mais importante do que isso é o efeito disso no médio e longo prazo.”

Para ele, os investidores já estão colocando no preço as expectativas de que no primeiro semestre do ano que vem, boa parte da atividade econômica já estará nos níveis pré-pandemia.

O especialista também comentou o fato do Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), divulgado pelo Banco Central, ter crescido levemente abaixo do esperado em abril ante março, o que pode trazer uma percepção de que o BC deverá manter a taxa de juros baixa pelo máximo de tempo possível, postergando ajustes mais rígidos na Selic.

Vale destacar que as altas recentes da Bolsa brasileira também foram impulsionadas pelo apetite estrangeiro. Entre quarta-feira e quinta-feira da última semana, os investidores entraram com R$ 2,94 bilhões no mercado secundário. No acumulado de 2021, o saldo líquido é positivo em R$ 43,48 bilhões.

As ações da Cogna, alvo de compra no pregão desta segunda-feira, recuam cerca de 1% no ano. Os papéis da B2W, mesmo em meio à fusão com a Lojas Americanas (LAME4), caem mais de 6% no período.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião