BRF (BRFS3) aprova novo programa de recompra de ações; saiba mais

A BRF (BRFS3) aprovou a criação de um novo programa de recompra de até 14 milhões de ações ordinárias, segundo fato relevante divulgado nesta quinta-feira (7).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

Segundo a BRF, as ações adquiridas pela companhia “terão por objetivo o cumprimento e execução das obrigações e compromissos assumidos pela companhia no âmbito do plano de outorga de opção de compra das ações, aprovado em assembleia geral ordinária e extraordinária de 08 de abril de 2015″.

O prazo máximo para aquisição de ações de emissão da BRF no âmbito do programa é de 18 meses, com início nesta sexta-feira (8) e encerrando-se em 07 de junho de 2025, “cabendo à diretoria definir as datas em que as recompras serão efetivamente executadas”.

Ainda de acordo com a companhia, atuarão como intermediárias do programa de recompra da BRF a XP, Bradesco BBI e Itaú BBA.

BRF (BRFS3): prejuízo líquido chega a R$ 262 milhões no 3T23, alta de 91% em um ano

A BRF, um dos principais players do mercado de alimentos, anunciou um prejuízo líquido das operações continuadas de R$ 262 milhões no terceiro trimestre de 2023 (3T23). O resultado foi divulgado em novembro.

O prejuízo líquido da BRF no terceiro trimestre foi 91,8% maior em relação ao mesmo trimestre do ano passado (3T22), quando a companhia teve perdas de R$ 137 milhões, explicado, principalmente:

  • Pelo resultado operacional, que apesar da recuperação observada na comparação trimestral, ainda segue pressionado pelos preços das proteínas em diversos mercados, comprometendo a rentabilidade do portfólio in natura globalmente;
  • Pelas despesas financeiras líquidas em R$ 674 milhões.

Além disso, a BRF no 2T23 apresentou uma receita líquida de R$ 13,8 bilhões, o que representa uma queda de 1,8% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Ebitda ajustado da empresa ficou em R$ 1,205 bilhão, refletindo uma diminuição anual de 13%, enquanto a margem Ebitda ajustada ficou em 8,7%, ante 9,8% no 3T22.

“Este resultado foi impulsionado pela evolução da rentabilidade do portfólio de processados no Brasil, retração do custo dos produtos como reflexo da queda do preço do consumo dos grãos e pela melhoria contínua do nosso Plano de Eficiência, o BRF+“, afirmou a companhia.

“Fortalecemos a nossa estrutura de capital, por meio da sequencial melhora operacional e da utilização dos recursos do follow-on que contribuíram para a redução das despesas financeiras e da alavancagem, que fechou o trimestre em 2,66x”, acrescentou a BRF.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

Desempenho das ações da BRF

Cotação BRFS3

Gráfico gerado em: 08/12/2023
1 Dia

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Giovanni Porfírio Jacomino

Compartilhe sua opinião