BRF (BRFS3) investirá R$ 670 milhões em operação no Mato Grosso

BRF (BRFS3) investirá R$ 670 milhões em operação no Mato Grosso
Recentemente a XP também reduziu o rating da BRF (BRFS3) - Foto: Divulgação BRF

A BRF (BRFS3) fará investimento de R$ 670 milhões em sua operação no Estado de Mato Grosso. O montante, segundo a companhia, será direcionado para a modernização e ampliação das unidades produtivas em Lucas do Rio Verde e Nova Mutum.

Em nota, a BRF diz que produtores integrados também devem aportar R$ 1,3 bilhão em suas estruturas para aumentar a capacidade de alojamento.

“Com este aporte conseguiremos ampliar a produção de linhas importantes para a companhia, que atendem tanto o mercado nacional quanto países para os quais exportamos, na Ásia, África e América Latina”, disse na nota o CEO da BRF, Lorival Luz.

“Temos uma estratégia de crescimento robusta para os próximos 10 anos e, com certeza, Mato Grosso é parte importante dessa caminhada.” O anúncio foi feito pela empresa ao governador Mauro Mendes.

XP reduziu rating da BRF

Na última sexta-feira (25) a XP reduziu o rating da BRF, enquanto manteve sua recomendação de compra para Marfrig (MRFG3) e retomou a cobertura para recomendação de compra para a JBS (JBSS3).

De acordo com relatório da corretora, a recomendação neutra se dá “após forte performance das ações”. Todavia, mantém o preço-alvo de R$ 30 por ação, apontando para um pequeno potencial de alta sobre o preço atual das ações.

“Embora os fundamentos da empresa permaneçam sólidos, após forte desempenho das ações, acreditamos que outros nomes oferecem uma margem de segurança maior em termos de potencial de alta, pelo menos até as intenções da Marfrig em adquirir quase um terço da BRF se tornarem claras, o que só deve ocorrer no médio prazo”, informa o documento.

Além disso, a XP cita questões climáticas que devem manter o preços dos grãos em patamares mais elevados. Nesse sentido, como grande parte dos custos da BRF estão relacionados a tais commodities, suas margens deveriam seguir pressionadas, mesmo que o efeito seja parcialmente mitigado pelo aumento de preços proposto pela empresa, conclui a corretora sobre a BRF.

Com informações do Estadão Conteúdo

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Receba os destaques que irão movimentar o cenário econômico antes da abertura do mercado.

Inscreva-se