DIVIDENDOS

BR Distribuidora (BRDT3) anuncia pagamento de JCP no total de R$ 554 milhões

BR Distribuidora (BRDT3) anuncia pagamento de JCP no total de R$ 554 milhões
BR Distribuidora enfrenta queda nas ações após MP do Etanol - Foto: Agência Petrobras

A BR Distribuidora (BRDT3) anunciou nesta quinta (29) que fará remuneração antecipada aos acionistas sob a forma de Juros sobre o Capital Próprio (JCP) referente ao exercício de 2021.

A remuneração do JCP terá o total estimado de aproximadamente R$ 554 milhões, com um primeiro pagamento de R$ 388.727.989,50 milhões, previsto para setembro de 2021, e um complementar de R$ 166 milhões, para dezembro de 2021.

Segundo a companhia, a antecipação deverá compor o “dividendo mínimo obrigatório de 2021, sem prejuízo de eventuais distribuições a serem definidas na Assembleia Geral Ordinária que apreciará as demonstrações financeiras do exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2021.”

Primeira parcela e montante bruto

A primeira parcela, com montante bruto da antecipação de R$ 388.727.989,50, correspondentes a R$ 0,33367209399 por ação, será paga em 29 de setembro de 2021, com base na posição acionária de 13 de setembro de 2021 (inclusive).

As ações de emissão da companhia, diz a BR, passarão a ser negociadas ex-juros sobre capital próprio dessa primeira parcela, a partir de 14 de setembro de 2021.

Desse valor, lembra o documento divulgado hoje, será deduzido ainda o valor relativo ao Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF), com exceção dos acionistas comprovadamente isentos.

De acordo com a note da BR,  o valor exato da segunda parcela, assim como a data base da posição acionária, será informado ao mercado “tão logo seja conhecida a TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo) aplicada ao quarto trimestre de 2021″.

BR anunciou hoje Programa de Recompra de Ações

Nesta quinta a BR informou que o conselho de administração da BR Distribuidora (BRDT3) deu aval a um programa de recompra de ações limitado ao valor de R$ 1,5 bilhão.

De acordo com fato relevante, o programa terá efeitos a partir de 11 de agosto, para execução num prazo de até 18 meses.

A notícia agradou o mercado. Os papéis da empresa vivem um dia de alta desde a abertura do Ibovespa, com uma variação de quase 2%. Fechou em alta de 1,8%, com papéis negociados a R$ 29.37.

A BR Distribuidora poderá comprar até 116,5 milhões de papéis emitidos pela própria companhia, correspondentes a 10% do total de ações em circulação.

“A recompra tem por objetivo a aquisição de ações ordinárias para manutenção de tais papéis adquiridos em tesouraria, cancelamento ou alienação”, diz o documento.

Bradesco, Citigroup, Credit Suisse, Itaú Unibanco, Bank of America e Morgan Stanley serão as instituições intermediárias do programa.

A companhia, antiga controlada da Petrobras (PETR3; PETR4), teve sua privatização efetivada por meio de uma oferta de ações realizada pela estatal no ano passado.

Em julho, a Petrobras vendeu sua fatia remanescente de 37,5% na BR Distribuidora, maior distribuidora de combustíveis do país.

Marco Antônio Lopes

Compartilhe sua opinião

Receba os destaques que irão movimentar o cenário econômico antes da abertura do mercado.

Inscreva-se